Destaque

Após publicação da LOA, Nininho destaca as conquistas de MT

Publicado

na

Para o deputado estadual Ondanir Bortolini (PSD), Nininho, a Lei Orçamentária Anual de 2022 ( Lei nº 11.666), publicada nesta terça-feira (11.01), com um orçamento de R$ 26,585 bilhões, é resultado de três anos de muito trabalho do Governo do Estado e equipe que se debruçaram em prol do desenvolvimento do estado. Nininho também destacou o trabalho firme dos parlamentares por meio da Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso (ALMT), que têm atuado com firmeza em prol de ações que refletem no cotidiano do cidadão.

“Nosso estado tem nota A em Capacidade de Pagamento, foi implantado um pacote de redução de impostos expressivo com isso o Estado lançou mão de pouco mais de R$ 1 bilhão. Se com um orçamento menor as ações estão acontecendo, com esse incremento vamos conquistar muito mais para o nosso povo. Temos visto o quanto os municípios estão se tornando independentes com relação à infraestrutura e investimentos nas áreas da saúdem educação, segurança pública, dentre outras. É preciso reconhecer que Mato Grosso é exemplo para tantos outros estados. Sabemos que é preciso trabalhar muito, nosso estado tem tamanho continental, porém, avançamos muito nos últimos anos”, pontuou Nininho, que está em seu terceiro mandato.

Leia Também:  Sine MT disponibiliza mais de 1,6 mil vagas de emprego nesta semana

A LOA prevê, ainda, investimentos na ordem de R$ 3,304 bilhões correspondendo a aplicação de 15% da receita corrente líquida do Estado em ações e serviços públicos para a população. Com relação ao orçamento de 2022 é 20% maior que o aprovado, em 2021, de R$ 22,114 bilhões. “Para se ter uma ideia o superávit é registrado após 10 anos de déficit, quando o Estado gastava mais do que arrecadava”, comentou o parlamentar.

Nininho ainda lembrou que esse orçamento é reflexo das medidas tomadas em 2019, onde a participação da ALMT foi fundamental. “Era preciso ter uma postura firme e o governador Mauro Mendes foi enfático quanto às mudanças que deveriam ocorrer. Naquele momento nos unimos tanto a base aliada quanto a oposição ao Governo foram fundamentais as conquistas alcançadas”, asseverou o deputado.

Assessoria 

Destaque

Vacinação contra covid-19 para crianças começa hoje (20); Vereador Dr. Luiz Fernando defende imunização

Publicado

na

Por Márcia Martins
Crianças de 5 a 11 anos começam a ser imunizadas contra Covid-19, a partir desta quinta-feira (20), no polo da Unic Beira Rio, a partir das 9h, em Cuiabá. Durante entrevistas a vários meios de comunicação e em suas redes sociais, o vereador e médico Dr. Luiz Fernando (Republicanos), fez questão de mostrar seu posicionamento favorável à imunização infantil.

Médico há 20 anos, presidente da Comissão de Saúde na Câmara Municipal da Capital, o parlamentar tem diversas leis e projetos voltados para a área da medicina.

“Eu sou a favor da vacinação em crianças. A favor da ciência. Tenho um filho de 5 e de 7 anos e vou levar os dois para se vacinar”, reforça o vereador ao informar que os pais ou responsáveis deverão entrar no site www.vacina.cuiaba.mt.gov.br, escolher o grupo no qual a criança se encaixa e preencher os dados. A primeira criança a receber a dose do imunizante será um garotinho, de 9 anos, que faz parte do grupo de pacientes imunossuprimidos.

De hoje ao dia 22, apenas o polo da Unic Beira Rio realizará a vacinação, devido à quantidade de doses recebidas. Foram 3.580 doses exclusivas para crianças e, conforme dados do Ministério da Saúde, a estimativa é de vacinar 60.659 crianças na Capital.

Leia Também:  Botelho destaca estudo técnico do projeto que altera modal VLT para BRT

Com a chegada de doses novas doses, previstas para a próxima semana, os polos de vacinação Unic Beira Rio (Região Leste), USF Paiaguás (Região Norte), USF Quilombo (Região Oeste), USF do Pedra 90 I e II e ainda USF Parque Cuiabá (Região Sul) – também irão aplicar a vacina. Já nas zonas rurais, a USF Guia, o Programa Amor I e Amor II atenderão essas demandas.

Como embasamento para aprovação e incentivo da vacinação, Dr. Luiz Fernando destaca estudos realizados pela Sociedade Brasileira de Pediatria, Sociedade Brasileira de Imunizações e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA).

Já em relação ao risco de miocardite, que é uma inflamação nas células do músculo do coração (miocárdio), o médico afirma que é muito raro. “Existe certo receio quanto ao desenvolvimento da miocardite após a vacina, mas quero deixar claro que isso é raríssimo, não tenham medo, vacinem as crianças”, orienta.

LIVE – hoje às 19h30 Luiz Fernando vai realizar uma live para debater sobre a vacinação contra Covid em crianças. O debate contará com a participação do pediatra Dr. Maurício Malheiros e será transmitido via instagran.com/drluizfernandoamorim.

Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA