Coluna Bastidores da República

“Vou bater nele no momento oportuno”, diz ministro Gilmar Mendes, sobre Moro

Publicado

na

Indignado com as críticas que o ex-juiz da Lava -Jato, Sérgio Moro vem fazendo às decisões do Supremo Tribunal Federal (STF) , no sentido e que o órgão que favorece corruptos condenados pela Justiça, o ministro Gilmar Mendes se prepara para atacar . Segundo a Veja, o ministro do STF tem dito a interlocutores que vai começar a “bater” no ex-juiz em breve (como se já não estivesse fazendo isso há pelo menos três anos).Os ataques de Sergio Moro ao STF e a suposta leniência da Corte com políticos corruptos, não ficarão sem resposta. Gilmar Mendes já afia o facão. “Vou bater nele no momento oportuno”, destacou. É bom lembrar que Gilmar Mendes é um ministro que só fala pelos autos.
DEU NA MÍDIA
Polícia Federal realiza coletiva sobre a prisão de traficante italiano — Português (Brasil)
A Polícia Federal (PF) afirmou, nesta sexta-feira (10), que os dados dos sistemas do Ministério da Saúde não foram criptografados após o ataque hacker durante esta madrugada.Foi instaurado um inquérito policial para apuração de autoria e materialidade dos seguintes crimes previstos no Código Penal: artigo 154 “invasão de dispositivo informático agravada pela obtenção de conteúdo de comunicações eletrônicas privadas, informações sigilosas, ou o controle remoto não autorizado do dispositivo invadido”, com pena de dois a cinco anos e multa.
ARGUMENTO DE BOLSONARO
Em seu discurso nesta sexta-feira, (10), Cúpula pela Democracia, organizada pelo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que as liberdades individuais são essenciais para o funcionamento de uma democracia saudável. “Estamos empenhados em assegurar as liberdades de pensamento, associação e expressão, inclusive na internet, algo essencial para o bom funcionamento de uma democracia saudável”, afirmou Bolsonaro. Além do brasileiro, líderes de aproximadamente 100 países participaram do evento, realizado de forma virtual por causa da pandemia.
PODER EM FOCO
TCU vai investigar cortes de recursos em universidades federais | Poder360
Mais uma polêmica em Brasília . A indicação dos próximos ministros do Tribunal de Contas da União (TCU) colocou em lados opostos integrantes da base do governo de Jair Bolsonaro. O preenchimento da vaga no TCU tem provocado dura campanha de bastidores, com uma disputa acirrada entre os senadores Antonio Anastasia (PSD-MG), Kátia Abreu (Progressistas-TO) e Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE).
BASTIDORES
Deputados bolsonaristas que estão de saída do PSL para o PL trabalham, nos bastidores, para ter a presidência da Comissão Mista de Orçamento (CMO) do Congresso Nacional em 2022.O colegiado terá importância maior no próximo ano porque será o responsável por analisar o Orçamento a ser executado em 2023 pelo presidente da República eleito em 2022.Segundo parlamentares bolsonaristas do PSL, o nome indicado para o cargo será o de Hélio Lopes (PSL-RJ). O deputado é chamado pelo próprio presidente Jair Bolsonaro de “irmão”.
BANCADA FORTE
ConJur - STF extingue ação sobre liberação de exploração de jogos de azar

Alvo da bancada evangélica na Câmara, o projeto que libera os jogos de azar no Brasil passou a sofrer resistência de integrantes da bancada da bala, que tentam adiar a votação para o ano que vem. O grupo ligado ao setor de segurança pública defende ajustes no texto, que prevê regulamentar atividades hoje proibidas no País, como cassinos e o jogo do bicho. O problema para estes parlamentares, no entanto, são os bingos.
BINGOS NÃO
“O pessoal tem muita resistência aos bingos porque a experiência que tivemos foi desastrosa. Acabou não tendo uma transparência na arrecadação, acabou viciando muita gente da classe baixa”, disse o coordenador da Frente Parlamentar da Segurança Pública, deputado Capitão Augusto (PL-SP).
COISAS DE DEUS
Gilmar não vai à posse André Mendonça no Supremo | Lauro Jardim - O Globo
Com discurso fortemente religioso, o ex-advogado-geral da União e ex-ministro da Justiça André Mendonça, recém-eleito ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), disse na noite desta quinta-feira, 9, que sua eleição para o cargo já estava determinada por Deus “desde antes da fundação do mundo”. A afirmação foi feita em um culto na Igreja Vitória em Cristo, da Assembleia de Deus, na Penha, na zona norte carioca.
MAIS UM
Disposto a concorrer a uma vaga à Câmara dos Deputados nas eleições de 2022, o ex-procurador da República Deltan Dallagnol se filiou ao Podemos nesta sexta-feira (10). O evento aconteceu em Curitiba (PR) e teve a presença de Sergio Moro, que assinou ficha no partido há um mês para concorrer à Presidência da República.
PUNIÇÃO
O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou que o responsável pelo ataque hacker aos sistemas do Ministério da Saúde “será exemplarmente punido”. O titular da pasta tem agendas em Belo Horizonte durante todo o dia.“Hoje, o empenho total é para esses dados estarem disponíveis no mais curto prazo possível. Está sendo investigado, e assim que tiver alguém culpado será exemplarmente punido”, disse o ministro, que visita hospitais da capital mineira nesta sexta feira (10).
DE NOVO

Leia Também:  Influente e atuante, Gilmar assume posto deministro mais antigo do STF

Guedes sobre crítica da The Economist: "Estão errando todas" - InfoMoney
Um grupo de mais de duzentas entidades protocolou um pedido de impeachment do ministro da Economia, Paulo Guedes, na Câmara dos Deputados nesta quinta-feira (9). A alegação é que Guedes cometeu crime de responsabilidade durante a gestão da pandemia de Covid-19.O pedido foi elaborado pela Coalizão Direitos Valem Mais,
INFORME
Novamente impulsionado pelos preços dos combustíveis, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação oficial do país, ficou em 0,95% em novembro, após ter registrado taxa de 1,25% em outubro. O dado foi divulgado nesta sexta-feira (10) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), logo após uma pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI) mostrar a insatisfação dos brasileiros com a economia nacional.

Coluna Bastidores da República

Bolsonaro pede união dos apoiadores para reeleição em 2022 e ataca Lula

Publicado

na

Lula cresce nas redes sociais, mas interação com Bolsonaro segue maior | Poder360

O ano eleitoral promete uma disputa acirrada entre os candidatos à presidência da República.Em meio a uma divisão na base que o apoiou em 2018 e queda na popularidade, o presidente Jair Bolsonaro admitiu impasses para seu projeto de reeleição em outubro e voltou a atacar o PT, partido do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, provável rival na disputa presidencial. “A missão está posta, obviamente a gente vai ter problemas numa possível reeleição, mas temos que brigar para que nós não venhamos voltar atrás em função de tudo que já aconteceu no Brasil”, disse Bolsonaro, que atacou a gestão do PT em função dos rombos na Petrobras.

APELO

Médicos veem subnotificação em casos e mortes por coronavírus | Agência Brasil
Nesta segunda-feira (17) em entrevista à rádio Viva FM, do Espírito Santo, o presidente afirmou que tem “muitos apoiadores” no Estado e fez um apelo pela união dos aliados. Com um apoio majoritário da população à vacinação contra a covid, conforme pesquisas divulgadas recentemente, Bolsonaro afirmou que é preciso convencer o “outro lado”, mas, respeitar a posição de cada um.O ano eleitoral promete uma disputa acirrada entre os candidatos à presidência da República.

REFORMA

Michel Temer vira réu pela 6ª vez, acusado de organização criminosa

Bolsonaro (PL) também defendeu a reforma trabalhista aprovada no governo Michel Temer (MDB). A declaração foi feita dias após o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e lideranças do PT saírem em defesa da revogação desta e de outras medidas, como o teto de gastos.“O governo Temer fez uma pequena reforma trabalhista. Não tirou direito de nenhum trabalhador. Mente quem fala que a reforma trabalhista do Temer retirou direito do trabalhador, até porque os direitos estão lá no art. 7º da nossa Constituição, não podem ser alterados”, afirmou Bolsonaro em entrevista

Leia Também:  Bolsonaro: “Estamos com a maior crise hídrica da história do Brasil”

MOBILIZAÇÃO

Congresso Nacional - Política - InfoEscola

A semana começa agitada na capita do país. Servidores públicos preparam uma mobilização nacional para esta terça-feira (18) após ficarem de fora dos planos do governo de reajuste do funcionalismo público. O objetivo é pressionar o governo federal em busca de negociação para recomposição salarial. Com R$ 1,7 bilhão de reserva no Orçamento de 2022, apenas categorias policiais devem receber aumento.
Esta deve ser a primeira de três paralisações gerais, com atos marcados para durante a manhã em frente ao Banco Central e durante a tarde no Ministério da Economia, no prédio onde fica o gabinete do ministro Paulo Guedes. Os dois locais ficam em Brasília (DF).A mobilização foi iniciada pelo Fórum Nacional Permanente de Carreiras Típicas de Estado (Fonacate), que reúne 37 entidades das categorias de diplomatas, policiais federais e judiciários, defensores públicos, procuradores, auditores fiscais, entre outros.

VOTAÇÃO

Arthur Lira: É hora de dar um basta nessa escalada em looping negativo

Após cobranças do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), o Senado vai votar propostas para baixar os preços do gás, do diesel e da gasolina em fevereiro. Nesta segunda-feira (17), o líder da Minoria, senador Jean Paul Prates (PT-RN), anunciou acordo com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), para a votação pelo Senado, ainda em fevereiro, dos projetos que tratam do tema.
“O Senado vai votar um conjunto de medidas que pode baixar em até R$ 20 os valores do gás de cozinha, e em até R$ 2 a R$ 3 o preço da gasolina e do diesel, num prazo de 40 dias após sua aprovação. As propostas devem ser examinadas pelo plenário na primeira quinzena de fevereiro”, afirmou Jean Paul

DEU NA MÍDIA

Leia Também:  Os 10 cursos do SENAI mais buscados pelas mulheres

Comissão de Relações Exteriores debate turismo gastronômico e economia criativa - TV Senado

A oposição, em especial o Partido dos Trabalhadores, arma estratégia para ganhar o comando da importante Comissão de Relações Exteriores da Câmara (CREDN) em ano eleitoral – hoje nas mãos do deputado Aécio Neves (PSDB), de saída. Os deputados petistas Arlindo Chinaglia e Carlos Zarattini, da forte bancada paulista, têm a missão para o levante verbal contra os bolsonaristas na sala e no Itamaraty. A ideia dos petistas é conquistar a CREDN e usá-la como uma vitrine internacional para o discurso eleitoral de Lula da Silva, enquanto o ex-chanceler Celso Amorim será convidado para vocalizar as ideias do chefe em audiências públicas na Casa.

TRABALHO REMOTO

Câmara Municipal de Senhora do Porto

A Câmara dos Deputados fará votações por meio do sistema remoto nas primeiras semanas após o recesso parlamentar, até o Carnaval. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (17), pelo presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL), pelo Twitter.”Trabalho remoto até o Carnaval. Medida necessária até vencermos esta nova onda. Também vai nos ajudar na melhor aplicação dos recursos públicos.”, escreveu Lira.O Congresso volta às atividades no dia 2 de fevereiro.O Carnaval 2022 está marcado para a semana do dia 1º de março.

PERIGO

Marcelo Queiroga é nomeado ministro da Saúde | Agência Brasil

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, alertou hoje (17) para a necessidade de estados e municípios reforçarem a atenção nos procedimentos para a imunização da população contra a covid-19, especialmente crianças e adolescentes. “Nós, do Ministério da Saúde, temos alertado acerca das questões relativas à segurança. Muitas vezes quando damos os alertas, muitas vezes [dizem que] o ministério é contra [a vacinação de crianças]. Não é questão de ser contra, é questão de compromisso com a aplicação adequada de vacinas e evitar possíveis efeitos adversos”, disse Queiroga.

Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA