Coluna Bastidores da República

Guedes diz que discutirá pobreza na campanha eleitoral

Publicado

na

A ideia parece boa e já começa a ser discutida aqui em Brasília. Argumentando que a União tem R$ 4 trilhões em ativos, uma fortuna incalculável, e um povo pobre e miserável, o ministro da Economia, Paulo Guedes sugeriu nesta quarta-feira (1º) a criação de um ministério para gerir esse patrimônio. Ele propôs que os ativos federais sejam vendidos para gerar recursos contra a pobreza e disse que discutirá esses temas durante a campanha eleitoral. “Eu já falei com o presidente. Estou propondo que, para o novo governo, tem que existir o Ministério do Patrimônio da União”, afirmou.
APOSTA DE GUEDES

Guedes propõe criar 'Ministério do Patrimônio da União', para gerir estatais e outros ativos - Jornal O Globo
Para esclarecer melhor, o ministro acrescentou que o governo hoje conta com a SPU (Secretaria de Patrimônio da União), que integra a estrutura do Ministério da Economia e é responsável por administrar certos ativos, como os imóveis federais. Guedes sugeriu que a venda de ativos gere recursos a um fundo de combate à pobreza, que repassaria o dinheiro aos mais vulneráveis. “Vende alguns ativos aqui e enche o tanque do fundo. É a transformação do Estado brasileiro”, afirmou
POSSIBILIDADE

Tentando se equilibrar no mundo da política, o ex-juiz Sergio Moro e o ex-procurador da República Deltan Dallagnol podem enfrentar outro desafio: a Lei da Ficha Limpa. O primeiro artigo da legislação esclarece que juízes e promotores que renunciarem ao cargo ou se aposentarem “na pendência de processo administrativo disciplinar (PAD)” ficarão inelegíveis por oito anos. Dallagnol tem um PAD pendente e Moro, quando deixou o cargo, tinha em curso um “pedido de providências”, que não significa um PAD, mas gera dúvidas.
ESTRATÉGIA

Texto com críticas a Moro é de cientista político e não representa a opinião do New York Times - 29/11/2021 - Poder - Folha
E por falar em Sergio Moro, integrantes da campanha do ex-juiz Sergio Moro disseram em entrevista, que a estratégia no curto prazo é buscar se distanciar nas pesquisas dos candidatos da chamada terceira via para cada vez mais tentar se consolidar como o anti-Lula nas eleições de 2022.Moro deverá dizer nas conversas que terá com políticos que sua candidatura é pra valer e irá até o fim. Isso porque seus interlocutores já notaram que vem sendo levantado nos bastidores a possibilidade de ele desistir da candidatura presidencial em nome de uma composição com algum dos nomes da terceira via
ASPAS DE MOURÃO
Não demorou muito para o vice-presidente Hamilton Mourão, se manifestar. Ele afirmou nesta quarta-feira que a escolha do presidente Jair Bolsonaro pelo PL, um dos principais partidos do grupo, se deu porque o chefe do Executivo precisa de tempo de televisão e recursos para se reeleger em 2022. “O presidente tinha que escolher um partido. Escolheu um aí”, disse o general na chegada ao Palácio do Planalto. “O presidente está formando uma coalizão com vistas à eleição do ano que vem, uma eleição diferente de 2018. Ele precisa de tempo de TV e recursos”, resumiu o vice.

Leia Também:  Bolsonaro promete agilizar reformas, mas precisa antes vencer a burocracia do Estado

DEPOIMENTO
Durante a demorada sabatina realizada no no Senado, nesta quarta-feira (1) o ex-advogado-geral da União André Mendonça, indicado por Bolsonaro ao Supremo Tribunal Federal (STF), após mais de quatro meses de espera, Mendonça se declarou como “genuinamente evangélico”, mas reafirmou seu compromisso com o Estado Democrático de Direito, além de firmar o compromisso, caso se torne ministro da Corte, de respeitar as instituições democráticas e a independência e harmonia entre os Poderes.

HOMENAGEM

Senado: candidatos à presidência defendem independência institucional
A Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado aprovou, nesta terça-feira, o projeto batizado de ‘Lei Marília Mendonça’, que obriga a sinalização de torres de energia. O PL 4.009/2021, do senador Telmário Mota (Pros-RR), recebeu parecer favorável da relatora, a senadora Kátia Abreu (PP-TO), e se não houver recurso para votação em Plenário, o texto segue para análise da Câmara dos Deputados. De acordo com o projeto, devem ser sinalizadas todas as linhas de transmissão, inclusive aquelas sob concessão ou permissão de distribuição de energia elétrica. As torres devem ser pintadas com cores que possibilitem ao piloto de aeronave identificá-las apropriadamente como sinal de advertência.
MAIS CARGOS
O presidente Jair Bolsonaro (PL) sancionou uma lei que estabelece a criação de novos cargos nos Tribunais Regionais Federais (TRFs). A medida, em vigor deste ontem, foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira. O documento transforma 66 cargos de juiz federal substituto que estavam vagos em 57 cargos de juiz federal titular em 5 Cortes federais. De acordo com o texto veiculado no D.O, a mudança não gera novas despesas para a União.

Leia Também:  "Vou bater nele no momento oportuno", diz ministro Gilmar Mendes, sobre Moro

ECONOMIA

Incerteza da economia recua em novembro pelo 2º mês consecutivo - Folha PE

O faturamento real da Indústria de Transformação caiu 2% em outubro, em relação a setembro, de acordo com os Indicadores Industriais, da Confederação Nacional da Indústria (CNI), divulgados hoje (1º). Essa é a terceira queda mensal consecutiva do faturamento real, que acumula retração de 8% neste período. Com isso, o faturamento da indústria recuou ao menor valor desde junho de 2020, quando a economia e o setor produtivo ainda se recuperavam do fechamento das atividades na primeira onda de covid-19. Na comparação com outubro de 2020, o faturamento registra queda de 12,8%

Coluna Bastidores da República

Bolsonaro pede união dos apoiadores para reeleição em 2022 e ataca Lula

Publicado

na

Lula cresce nas redes sociais, mas interação com Bolsonaro segue maior | Poder360

O ano eleitoral promete uma disputa acirrada entre os candidatos à presidência da República.Em meio a uma divisão na base que o apoiou em 2018 e queda na popularidade, o presidente Jair Bolsonaro admitiu impasses para seu projeto de reeleição em outubro e voltou a atacar o PT, partido do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, provável rival na disputa presidencial. “A missão está posta, obviamente a gente vai ter problemas numa possível reeleição, mas temos que brigar para que nós não venhamos voltar atrás em função de tudo que já aconteceu no Brasil”, disse Bolsonaro, que atacou a gestão do PT em função dos rombos na Petrobras.

APELO

Médicos veem subnotificação em casos e mortes por coronavírus | Agência Brasil
Nesta segunda-feira (17) em entrevista à rádio Viva FM, do Espírito Santo, o presidente afirmou que tem “muitos apoiadores” no Estado e fez um apelo pela união dos aliados. Com um apoio majoritário da população à vacinação contra a covid, conforme pesquisas divulgadas recentemente, Bolsonaro afirmou que é preciso convencer o “outro lado”, mas, respeitar a posição de cada um.O ano eleitoral promete uma disputa acirrada entre os candidatos à presidência da República.

REFORMA

Michel Temer vira réu pela 6ª vez, acusado de organização criminosa

Bolsonaro (PL) também defendeu a reforma trabalhista aprovada no governo Michel Temer (MDB). A declaração foi feita dias após o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e lideranças do PT saírem em defesa da revogação desta e de outras medidas, como o teto de gastos.“O governo Temer fez uma pequena reforma trabalhista. Não tirou direito de nenhum trabalhador. Mente quem fala que a reforma trabalhista do Temer retirou direito do trabalhador, até porque os direitos estão lá no art. 7º da nossa Constituição, não podem ser alterados”, afirmou Bolsonaro em entrevista

Leia Também:  Cesta básica registra alta em Cuiabá

MOBILIZAÇÃO

Congresso Nacional - Política - InfoEscola

A semana começa agitada na capita do país. Servidores públicos preparam uma mobilização nacional para esta terça-feira (18) após ficarem de fora dos planos do governo de reajuste do funcionalismo público. O objetivo é pressionar o governo federal em busca de negociação para recomposição salarial. Com R$ 1,7 bilhão de reserva no Orçamento de 2022, apenas categorias policiais devem receber aumento.
Esta deve ser a primeira de três paralisações gerais, com atos marcados para durante a manhã em frente ao Banco Central e durante a tarde no Ministério da Economia, no prédio onde fica o gabinete do ministro Paulo Guedes. Os dois locais ficam em Brasília (DF).A mobilização foi iniciada pelo Fórum Nacional Permanente de Carreiras Típicas de Estado (Fonacate), que reúne 37 entidades das categorias de diplomatas, policiais federais e judiciários, defensores públicos, procuradores, auditores fiscais, entre outros.

VOTAÇÃO

Arthur Lira: É hora de dar um basta nessa escalada em looping negativo

Após cobranças do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), o Senado vai votar propostas para baixar os preços do gás, do diesel e da gasolina em fevereiro. Nesta segunda-feira (17), o líder da Minoria, senador Jean Paul Prates (PT-RN), anunciou acordo com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), para a votação pelo Senado, ainda em fevereiro, dos projetos que tratam do tema.
“O Senado vai votar um conjunto de medidas que pode baixar em até R$ 20 os valores do gás de cozinha, e em até R$ 2 a R$ 3 o preço da gasolina e do diesel, num prazo de 40 dias após sua aprovação. As propostas devem ser examinadas pelo plenário na primeira quinzena de fevereiro”, afirmou Jean Paul

DEU NA MÍDIA

Leia Também:  Bancos e Correios atendem às 8h - confira o que fecha

Comissão de Relações Exteriores debate turismo gastronômico e economia criativa - TV Senado

A oposição, em especial o Partido dos Trabalhadores, arma estratégia para ganhar o comando da importante Comissão de Relações Exteriores da Câmara (CREDN) em ano eleitoral – hoje nas mãos do deputado Aécio Neves (PSDB), de saída. Os deputados petistas Arlindo Chinaglia e Carlos Zarattini, da forte bancada paulista, têm a missão para o levante verbal contra os bolsonaristas na sala e no Itamaraty. A ideia dos petistas é conquistar a CREDN e usá-la como uma vitrine internacional para o discurso eleitoral de Lula da Silva, enquanto o ex-chanceler Celso Amorim será convidado para vocalizar as ideias do chefe em audiências públicas na Casa.

TRABALHO REMOTO

Câmara Municipal de Senhora do Porto

A Câmara dos Deputados fará votações por meio do sistema remoto nas primeiras semanas após o recesso parlamentar, até o Carnaval. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (17), pelo presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL), pelo Twitter.”Trabalho remoto até o Carnaval. Medida necessária até vencermos esta nova onda. Também vai nos ajudar na melhor aplicação dos recursos públicos.”, escreveu Lira.O Congresso volta às atividades no dia 2 de fevereiro.O Carnaval 2022 está marcado para a semana do dia 1º de março.

PERIGO

Marcelo Queiroga é nomeado ministro da Saúde | Agência Brasil

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, alertou hoje (17) para a necessidade de estados e municípios reforçarem a atenção nos procedimentos para a imunização da população contra a covid-19, especialmente crianças e adolescentes. “Nós, do Ministério da Saúde, temos alertado acerca das questões relativas à segurança. Muitas vezes quando damos os alertas, muitas vezes [dizem que] o ministério é contra [a vacinação de crianças]. Não é questão de ser contra, é questão de compromisso com a aplicação adequada de vacinas e evitar possíveis efeitos adversos”, disse Queiroga.

Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA