Destaque

Mato Grosso regista aumento nas vendas do mercado imobiliário e Cuiabá ganha inovadores

Publicado

na

Os números não poderiam ser melhores para a construção civil em Mato Grosso, mesmo diante da pandemia os resultados são positivos, fazendo ampliar a confiança dos investidores e consequentemente a ampliação de lançamentos do mercado imobiliário.

De acordo com o Sindicato da Habitação de Mato Grosso (Secovi-MT) os resultados do 3º trimestre de 2021 do mercado imobiliário em Cuiabá, alcançam R$1,2 bilhão em valores transacionados em mais de 3,2 mil unidades comercializadas.

O cenário faz o setor responder ainda mais com lançamentos inovadores ao mercado local, apenas o Grupo São Benedito, contribuiu com grande parte do volume comercializado em imóveis de alto padrão, apenas em 2021 lançou dois grandiosos empreendimentos, Harissa, compondo a linha de empreendimento vertical, com conceito “Casa Suspensa” instituindo o novo jeito de morar pensado pós pandemia. E inovou também com o primeiro condomínio de lazer ao lançar o Vale Gramado.

Para o diretor do Grupo Omar Maluf, a pandemia inspirou mais cuidados e maiores critérios com os lançamentos, diante da nova exigência de rotina imposta pela pandemia.

“A sensibilização é generalizada, a humanidade foi pega de surpresa com a pandemia, algo tão impactante sempre acaba impondo mudanças, é como se fosse uma lei natural. O processo de transformação se faz presente, e as empesas modernas e mais arrojadas acompanham a tendência ou necessidade de mudar também. Por isso, verticalizamos em atender o desejo das famílias redesenhando nossos projetos arquitetônicos, assim chegamos na nova roupagem em dois lançamentos que impactaram o mercado, justamente por atender o novo
normal”, define Omar Maluf.

Leia Também:  Futebol: Confira os confrontos deste domingo (08)

O novo normal em habitação para o Grupo São Benedito, são ambientes mais arejados, espaços privativos integrados e amplos e até mesmo novos elementos nos condomínios, o Harissa, por exemplo, que é edificado na Avenida Fernando Correa da Costa, no Jardim das Américas, é carregado com elementos arrojados e futuristas, entre eles, um home office com entrada independente em cada um dos apartamentos, amplamente funcional.

As varandas em grande parte da fachada também compõem essa nova roupagem de Casa Suspensa, assim como também um boulevard ampliando a mobilidade no condomínio, além da metragem mais generosa, com apartamentos à partir de 165 m², tendo ainda unidades com 497 m², sendo algumas com pé direito duplo e as duas coberturas têm piscinas e 5 suítes

Mesmo sendo considerado o mais novo conceito de moradia do Grupo em atendimento pós pandêmico, este não é o único projeto inovador.

Este espaço de novidades também é direcionado ao Vale Gramado. Com terrenos a partir de 1.500 m² na região do Distrito da Guia, com localização privilegiada para este segmento é a grande proposta para ser a segunda moradia de quem reside na área urbana, mas deseja um maior contato com a natureza, sem ter grandes deslocamentos.

Leia Também:  Corpo em avanço estado de decomposição é encontrado em MT

Para o também diretor do Grupo SB, Amir Maluf, os diferenciais dos empreendimentos lançados neste ano, por si dizem o quanto o setor está otimista, acreditando na retomada do crescimento deste setor.

“Cuiabá ainda mantem um déficit habitacional expressivo, principalmente para o público alto padrão, mais exigente e sedento por qualidade nas aquisições imobiliárias, para isso somos altamente responsivos, e principalmente nos antecipamos com as novas realidades e necessidades, pós pandemia. Se tornou ainda mais comum, depois desta turbulência, os desejos de ficarem mais próximos de familiares e amigos, no ambiente domiciliar, e para tanto compramos a ideia, de atender esse pedido de duas formas, com o Harissa e suas modificações ao estilo Casa Suspensa, e o Vale Gramado que eleva também a qualidade de vida com a segurança de um condomínio e o prazer de estar em meio a natureza”, define Amir Maluf.

O mercado vem respondendo que os investimentos são assertivos, dados ainda do (Secovi-MT), ainda expressam que o valor total financiado também foi o melhor para o período, do último trimestre, chegando a R$ 229 milhões, alta de 18,91% no comparativo com o mesmo trimestre de 2020. Com relação ao número de imóveis comercializados, o estudo mostrou que 2.861 são usados e 352 novos, tendo as regiões leste e a oeste como as mais procuradas.

Assessoria de Imprensa

Destaque

PL que beneficia pessoas com deficiência é aprovado e encaminhado ao Executivo

“É importante esclarecer que muita gente proveniente desse grupo, bem como seus familiares, desconhecem seus direitos, chegando até mesmo a adquirir veículos sem usufruir dos benefícios que lhe são concedidos por Lei”, alerta Dr. Luiz Fernando

Publicado

na

Por Márcia Martins

Aprovado no plenário da Câmara e encaminhado para sanção do Poder Executivo, o Projeto de Lei nº 023/21, de autoria do vereador Dr. Luiz Fernando (Republicanos), que dispõe sobre a fixação de cartazes em revendedoras e concessionárias de veículos automotores, informando sobre os direitos a isenções tributárias para pessoas com deficiência e enfermidades de caráter irreversível.

“A propositura tem o objetivo de informar a sociedade sobre as importantes conquistas sociais direcionadas às pessoas com deficiência física. É importante esclarecer que muita gente proveniente desse grupo, bem como seus familiares, desconhecem seus direitos, chegando até mesmo a adquirir veículos sem usufruir dos benefícios que lhe são concedidos por Lei”, alertou o parlamentar ao conscientizar sobre a importância do dia 3 de dezembro, Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, para conscientizar a população de que as pessoas com deficiência devem ter seus direitos respeitados

“A data visa informar sobre todos os assuntos relacionados à deficiência e o nosso projeto é mais uma garantia de direito para as pessoas”, disse ao explicar que de acordo com a propositura, os benefícios compreendem a isenção de impostos (IPI, IOF, ICMS, IPVA) na aquisição de veículos automotores zero quilômetros. “O que garante a estas pessoas um preço bem mais acessível na compra”, completou.
O cartaz ou placa, fixado nas concessionárias deverá ter a medida mínima de 297mmx420mm (folha A3), com escrita legível, contendo a seguinte informação: “Este estabelecimento respeita e cumpre a Lei; O consumidor com deficiência ou portador de enfermidade de caráter irreversível tem direito à isenção de tributos previstos em Lei. Solicite informações a um de nossos vendedores”.
Márcia Martins/Gabinete Vereador Dr Luiz Fernando
(65) 99243-2021 whats
E-mail: marcia.martins30@gmail.com

Leia Também:  DEU NA BBC: Quatro anos depois, Cuiabá detém a obra inacabada mais cara do Brasil
Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA