Destaque

Fundada há pouco mais de um ano, AAPOC dá apoio a pacientes com câncer em Cuiabá

Publicado

na

Por Márcia Martins – Revista RDM

A Associação de Apoio aos Pacientes Oncológicos de Cuiabá (AAPOC) está lançando neste mês de outubro, o Movimento Avivar, que tem o objetivo de conscientizar a sociedade sobre a importância de olhar o paciente oncológico em primeiro plano, com foco na pessoa e não apenas na doença e, também o lançamento de produtos exclusivos como canecas, camisetas e ecobags. O valor arrecadado com a venda dos objetos assinados pelo artista plástico, Rafael Jonnier, será revertido para a manutenção das despesas da associação.

Sem fins lucrativos, a associação tem a finalidade de acolher pacientes das mais diversas maneiras na luta contra o câncer, é mantida por voluntários, chamados de ANJOS DA AAPOC, que trabalham em torno das necessidades urgentes de cada paciente. A instituição, foi fundada há pouco mais de um ano, quando as amigas Danúbia Rondon e Janaína Santana, que já tiveram câncer de mama em 2015 /2020 e 2016, se reencontraram no segundo tratamento de Danúbia.

Janaína lembra que para fundar a entidade, ela e a amiga se uniram a amigos que passaram pelo câncer ou que tinham ligação direta com alguém que travou batalha contra a doença. Na batalha pela fundação, também contaram com o apoio da vereadora e digital influencer, Maysa Leão.

Leia Também:  Senador Wellington Fagundes recebe a liderança do Bloco Vanguarda em agenda da bancada Federal

“Nós atendemos todo tipo de câncer. Todas as pessoas que nos procuram e que precisam de ajuda”, explica Janaína ao acrescentar que o Movimento Avivar é lançado neste período em referência ao – Outubro Rosa – mês da conscientização sobre o câncer de mama. Com o lançamento, os membros da associação buscam conquistar mais voluntários para ajudar no custeio da construção da casa de apoio da entidade, bem como, arcar com as necessidades dos assistidos que passam por orientação jurídica, informativa, afetiva, até o pagamento de exames urgentes, medicamentos, ou cestas básicas e roupas – no caso de pacientes em vulnerabilidade financeira.

“Temos o mês de outubro que traz uma maior conscientização sobre o assunto, mas a doença acontece todos os meses não apenas neste mês. Os pacientes merecem ser tratados com dignidade e respeito, por isso que lutamos”, detalha Janaína ao acrescentar que a AAPOC trabalha apoiando o Instituto de Tumores e Cuidados Paliativos de Cuiabá (ITC), Centro de Especialidade em Câncer Infantojuvenil (Ceci) e Casa se Apoio Irmã Dulce, que atende e dá abrigo a pacientes com câncer, há mais de 30 anos.

Leia Também:  Quem nega o coronavírus e apoia o Governo é psicopata?

A associação está instalada Avenida São Sebastião, nº 4160, em Cuiabá. Para mais informações siga o Instagram @aapoc.oficial

 

Destaque

Cuiabá investirá mais de R$ 193 milhões em melhoria do sistema viário nos próximos dois anos

Publicado

na

Além de construir nova pavimentação em locais que ainda não possuem essa infraestrutura, a gestão Emanuel Pinheiro também possui a constante preocupação com a manutenção das vias que já são asfaltadas. Nesse sentido, a Prefeitura de Cuiabá está realizando um processo licitatório para contratação de empresa que executará diversos serviços de melhoria no sistema viário urbano da Capital.

Para que toda a cidade seja beneficiada de forma equivalente, a concorrência nº 044/2021 está dividida em quatro lotes, sendo o primeiro para a região Leste, o segundo para a Norte, o terceiro para a Oeste, e o quarto para a região Sul. Entre os serviços que devem ser executados estão: recapeamento; remendo profundo; tapa-buraco; recuperação de tubulação de drenagem, de bocas de lobo e poços de visita.

A licitação prevê um investimento de mais de R$ 193 milhões e superou a fase de habilitação com 14 empresas aptas, seguindo os critérios estabelecidos no edital montado pela Secretaria de Obras Públicas em parceria com a Secretaria Adjunta Especial de Licitações e Contratos. Agora, será feita a avaliação da qualificação técnica das classificadas e, posteriormente, abertura das propostas e anúncio das vencedoras.

Leia Também:  Gastos com campanha para prefeito em Cuiabá tem teto de R$ 10 milhões

“Os contratos firmados a partir de licitação serão executados em um período de dois anos e seis meses. Nesta semana alcançamos a histórica marca de mais de 300 quilômetros de pavimentação construída, fruto de um trabalho planejado e contínuo. O que queremos é seguir ampliando essa melhoria, garantindo a manutenção das vias e seu bom estado de uso”, explica o vice-prefeito e secretário de Obras Públicas, José Roberto Stopa.

Conforme a justificava apresentada pela Secretaria de Obras Públicas no edital, uma boa pavimentação tem a função de melhorar a trafegabilidade, proporcionando ao condutor mais conforto, segurança e também economia aos cofres públicos. Além disso, destaca que por conta dos desgastes naturais, após anos de uso, as vias necessitam de recuperação com execução de tapa buraco, recapeamento asfáltico, drenagem e outras ações pertinentes.

“A manutenção e melhorias das avenidas e ruas indicadas pela ação, proporcionará maior durabilidade do pavimento, maior rapidez do trânsito de veículos coletivos e particulares, gerando inserção da comunidade e os bairros, além de fomentar o desenvolvimento econômico das atividades formais e informais, a fim de suscitar empregos e, consequentemente, melhorar a renda da população”, diz trecho do edital.

Leia Também:  Cuiabá é o primeiro município mato-grossense a implantar programa de alfabetização com base nas experiências do Ceará

MAIS AVANÇOS

Para o próximo ano, a Prefeitura de Cuiabá também já tem novas obras previstas, em especial para a Avenida Miguel Sutil. O planejamento da gestão Emanuel Pinheiro é construir na avenida mais dois viadutos e uma trincheira, iniciado a partir de abril, mês de comemoração aos 303 anos da Capital. As obras serão executadas em pontos considerados grandes gargalos no trânsito da região.

Os viadutos serão edificados na rotatória de acesso ao Centro de Eventos do Pantanal e no trevo do Santa Rosa, ligando as avenidas Lava Pés e Antártica. A última obra é a construção da Trincheira do Círculo Militar, orçada em R$ 62 milhões e já que já está com o projeto protocolado no Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) e conta agora com o apoio do deputado federal Emanuel Pinheiro Neto (Emanuelzinho) para dar andamento no processo.

Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA