Destaque

Prefeito e equipe vistoriam obras de avenida de mais de 3 km na região Oeste; Parcerias fomentam crescimento da cidade

Publicado

na

Sob a liderança do prefeito Emanuel Pinheiro, a Prefeitura de Cuiabá tem buscado firmar parcerias para acompanhar de forma eficiente o crescimento urbano pelo qual a Capital vem passando. Umas das que está em andamento é a união com a Construtora Ginco, resultando na criação de uma nova avenida na região Oeste da cidade. Na manhã desta quarta-feira (22), o gestor visitou a obra, juntamente com o diretor-presidente da empresa, Júlio Braz.

O novo corredor de mobilidade urbana possui aproximadamente três quilômetros de extensão, pista dupla, ciclovia, iluminação de LED, calçada com acessibilidade e vagas de estacionamento no canteiro central. De acordo com o cronograma estabelecido em conjunto entre o Município e a empresa, a previsão é de que até o mês de novembro a obra seja concluída e a via seja liberada completamente para uso da população.

“Essa é uma região importante da nossa cidade, onde está localizado o HMC. Por isso, nos empenhamos para fortalecer essa união entre a Prefeitura de Cuiabá e a Ginco. É uma via extremamente moderna, com uma estrutura que atende com qualidade motoristas, ciclistas e pedestres. Uma região com grande potencial de crescimento e uma obra desse porte colabora para que uma nova Cuiabá nasça”, disse Emanuel Pinheiro.

Leia Também:  Governo vai asfaltar rodovia em Mirassol D’Oeste após demanda de Moretto

Para o vice-prefeito e secretário de Obras Públicas, José Roberto Stopa, iniciativas como estas são responsáveis por facilitar o desenvolvimento de Cuiabá. “É uma parceria boa para a empresa, bom para população cuiabana e também para aqueles que visitam nossa cidade. Vamos entregar mais essa importante avenida, que facilita o acesso ao HMC, a Avenida Antártica, e também a bairros como Ribeirão do Lipa e Novo Colorado”, comentou.

“Esses novos empreendimentos estão ajudando a modernizar essa importante região da capital, que passa a ter uma nova proposta urbanística, a partir do momento em que se instalam aqui empreendimentos residenciais e corporativos. Já está em implantação obras de  infraestrutura de qualidade, pois essa é uma das nossas principais preocupações; não só construir, mas proporcionar toda uma cadeia de apoio para os moradores da região em que estamos investindo”, declarou Júlio.

Além desta obra, a parceria entre Prefeitura de Cuiabá e Ginco também está presente na edificação de uma ponte de concreto sobre o Córrego Moinho e criação de uma avenida, na região Leste. No local, a ponte já foi levantada e agora o trabalho está concentrado na construção da via ligando a Avenida B (fundo do Parque Tia Nair) com a Rua Martin Pescador, no Residencial Maria de Lourdes.

Leia Também:  Governo investe R$ 1,084 bilhão e executa mais de 80 obras rodoviárias em Mato Grosso

Também participaram da visita o secretário de Mobilidade Urbana, Juares Samaniego, o diretor-presidente da Empresa Cuiabana de Zeladoria e Serviços Urbanos (Limpurb), Vanderlúcio Rodrigues, e o secretário-adjunto de Proteção e Defesa do Consumidor, Genilto Nogueira.

Destaque

Cuiabá investirá mais de R$ 193 milhões em melhoria do sistema viário nos próximos dois anos

Publicado

na

Além de construir nova pavimentação em locais que ainda não possuem essa infraestrutura, a gestão Emanuel Pinheiro também possui a constante preocupação com a manutenção das vias que já são asfaltadas. Nesse sentido, a Prefeitura de Cuiabá está realizando um processo licitatório para contratação de empresa que executará diversos serviços de melhoria no sistema viário urbano da Capital.

Para que toda a cidade seja beneficiada de forma equivalente, a concorrência nº 044/2021 está dividida em quatro lotes, sendo o primeiro para a região Leste, o segundo para a Norte, o terceiro para a Oeste, e o quarto para a região Sul. Entre os serviços que devem ser executados estão: recapeamento; remendo profundo; tapa-buraco; recuperação de tubulação de drenagem, de bocas de lobo e poços de visita.

A licitação prevê um investimento de mais de R$ 193 milhões e superou a fase de habilitação com 14 empresas aptas, seguindo os critérios estabelecidos no edital montado pela Secretaria de Obras Públicas em parceria com a Secretaria Adjunta Especial de Licitações e Contratos. Agora, será feita a avaliação da qualificação técnica das classificadas e, posteriormente, abertura das propostas e anúncio das vencedoras.

Leia Também:  Audiência Pública sobre a PPP Mercado Municipal é transferida para o dia 26 de agosto

“Os contratos firmados a partir de licitação serão executados em um período de dois anos e seis meses. Nesta semana alcançamos a histórica marca de mais de 300 quilômetros de pavimentação construída, fruto de um trabalho planejado e contínuo. O que queremos é seguir ampliando essa melhoria, garantindo a manutenção das vias e seu bom estado de uso”, explica o vice-prefeito e secretário de Obras Públicas, José Roberto Stopa.

Conforme a justificava apresentada pela Secretaria de Obras Públicas no edital, uma boa pavimentação tem a função de melhorar a trafegabilidade, proporcionando ao condutor mais conforto, segurança e também economia aos cofres públicos. Além disso, destaca que por conta dos desgastes naturais, após anos de uso, as vias necessitam de recuperação com execução de tapa buraco, recapeamento asfáltico, drenagem e outras ações pertinentes.

“A manutenção e melhorias das avenidas e ruas indicadas pela ação, proporcionará maior durabilidade do pavimento, maior rapidez do trânsito de veículos coletivos e particulares, gerando inserção da comunidade e os bairros, além de fomentar o desenvolvimento econômico das atividades formais e informais, a fim de suscitar empregos e, consequentemente, melhorar a renda da população”, diz trecho do edital.

Leia Também:  Apoiado por Bolsonaro, prefeito de cidade no Rio foi citado na CPI das milícias

MAIS AVANÇOS

Para o próximo ano, a Prefeitura de Cuiabá também já tem novas obras previstas, em especial para a Avenida Miguel Sutil. O planejamento da gestão Emanuel Pinheiro é construir na avenida mais dois viadutos e uma trincheira, iniciado a partir de abril, mês de comemoração aos 303 anos da Capital. As obras serão executadas em pontos considerados grandes gargalos no trânsito da região.

Os viadutos serão edificados na rotatória de acesso ao Centro de Eventos do Pantanal e no trevo do Santa Rosa, ligando as avenidas Lava Pés e Antártica. A última obra é a construção da Trincheira do Círculo Militar, orçada em R$ 62 milhões e já que já está com o projeto protocolado no Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) e conta agora com o apoio do deputado federal Emanuel Pinheiro Neto (Emanuelzinho) para dar andamento no processo.

Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA