Destaque

Do artesanal a mais alta tecnologia serviço de funilaria se destaca em MT

Publicado

na

Seja na cidade, ou no campo, quem roda diariamente com o veículo está sujeito a pequenos acidentes de trânsito. E uma colisão, arranhão, ou pequenos incidentes, por mais simples que sejam acabam com a perfeita estética do carro e sempre resulta naquela dor de cabeça para os mais apegados a beleza de seus veículos. Para ajudar nesse processo com pequenos, médios e eficientes reparos como áreas riscadas e amassadas e danos à pintura, empresas especializadas no Brasil investiram nesses procedimentos simples, mas que a cada dia exigem mais qualidade e alto padrão pelos clientes.

Em Cuiabá, o serviço é oferecido pela Rivenditori, Centro Automotivo de alto padrão. De acordo com Rosi Cidram, gestora da empresa, técnicas e processos confiáveis garantem o melhor resultado, desfrutando de um serviço com elevado nível de qualidade e com diversas opções de serviços como Martelinho de Ouro, uma das técnicas de funilaria mais reconhecidas no Brasil que trabalha com a funilaria artesanal para recuperar a estética do veículo

“Atendemos clientes exigentes, que desejam um trabalho mais minucioso da funilaria. Aqui tudo é impecável, organizado e moderno, nos especializamos em soluções, em casos de pequenos acidentes como riscos superficiais, amassados leves nosso “Martelinho de Ouro” é surpreendente. Em geral recomendamos para carros que serão colocados à venda, ou para quem faz questão de manter a perfeição, sempre mantendo a funilaria com aspecto impecável. Após chuvas de granizo, as latarias dos carros acabam sofrendo micro amassamentos e danos na lataria, esse serviço se torna altamente indicado nestes casos,” destaca gestora.

Leia Também:  Várzea Grande abre processo seletivo para Assistente de Alfabetização

É sempre bom lembrar que o martelinho de ouro é um serviço utilizado em pequenos reparos sem danos na pintura. Agora quando o dano é maior, atingindo também à pintura será necessário recorrer ao serviço de pintura e funilaria, que se traduz na restauração completa da parte do carro atingida.

“Na Rivenditori temos muito além da funilaria convencional, que é o serviço mais utilizado quando o acidente danifica a pintura, afinal é um serviço que evoluiu muito nos últimos anos com produtos mais eficientes e de secagem rápida, que possibilitam a finalização do reparo do veículo no mesmo dia dependendo das condições do veículo ou mesmo reparos localizados, sem a necessidade de pintar a peça inteira.

TECNOLOGIA

Uma das alternativas da Rivenditori em sistema de pintura automotiva é a cabine USI Italia. Só para se ter uma ideia da tecnologia avançada desta cabine, é o mesmo produto e sistemas italianos empregados nas principais equipes dos carros da fórmula 1, como a Ferrari, Mercedes e Red Bull. Com a cabine USI, a Rivenditori, atende com quatro tipos de tintas automotivas, pintura sólida, sendo esmalte acrílico poliuretano de alta resistência.

Leia Também:  Cuiabá sediara 1º oficina Mulher Trabalhadora que Amamenta

Esse tipo de pintura contém pigmentos nas cores vermelha e preto. Pintura metálica, indicada para pintura geral, parcial e retoques da pintura original de todos os veículos automotivos nacionais e importados, com cores metálicas, perolizadas e sólidas. Tem também a pintura perolizada com tinta Tri-coat, são três camadas de revestimento de base, camadas intermediária e transparente. Essa pintura causa a impressão de que os automóveis foram pintados em três cores diferentes dependendo do tipo de exposição solar ou então dos feixes de luz que estão recebendo.

“Temos a política de zero imperfeições em serviços para carros extra Premium e funilaria e pintura bem feita e entrega rápida do veículo é tudo o que um proprietário quer” finaliza Cidram.

Assessoria

Destaque

Com pedido de vista no STF, composição da mesa diretora da ALMT pode ser alterada

Publicado

na

Após abrir divergência no julgamento sobre a reeleição para a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), o ministro Gilmar Mendes pediu vista do processo, que está em análise no plenário virtual do Supremo Tribunal Federal (STF). O pedido de vista foi apresentado nesta terça-feira (21).

A ação foi apresentada em março deste ano, após a reeleição do deputado estadual Eduardo Botelho (DEM) para seu terceiro mandato como presidente da Assembleia Legislativa. Nove dias após a proposição, o ministro Alexandre de Moraes concedeu liminar impedindo a posse de Botelho, o que levou à realização de uma nova eleição da Mesa Diretora da ALMT.

Proposta pela Procuradoria-Geral da República (PGR), a ação questionava a possibilidade de múltiplas reeleições para o mesmo cargo na Mesa Diretora, apontando que a Constituição Federal impedia este tipo de conduta no Congresso Nacional. Assim, as casas legislativas estaduais e municipais deveriam seguir o mesmo entendimento, permitindo apenas uma reeleição para o mesmo cargo de um membro da Mesa Diretora.

O processo foi a julgamento virtual pela primeira vez em 11 de junho, mas foi suspenso devido a um pedido de vista do ministro Gilmar Mendes, o decano da corte, que não havia apresentado seu voto até então.

Leia Também:  No facebook Taques agradece votos e deseja sorte a Mendes

O julgamento virtual retomado na última sexta-feira, 17 de setembro, ocasião em que o ministro Gilmar Mendes abriu divergência do relator do caso, Alexandre de Moraes. Mendes manteve a maior parte da decisão do relator, que limitou a uma única reeleição, mas abriu brecha para que Botelho pudesse ser reconduzido à Presidência.

“Ante o exposto, divirjo em parte do Ministro Relator e julgo procedente o pedido para conferir interpretação conforme a Constituição Federal […] e estabelecer que é permitida apenas uma reeleição ou recondução sucessiva ao mesmo cargo da Mesa Diretor, mantida a composição da Mesa de Assembleia Legislativa eleita antes da publicação do acórdão da ADI 6524 (06/04/2021)”, disse Gilmar em seu voto.

Antes do pedido de vistas, o ministro Ricardo Lewandowski acompanhou o voto de Gilmar Mendes, estabelecendo o placar de 2 a 1 para a decisão que permite a recondução de Botelho à presidência da Assembleia.

Não há data para a retomada do julgamento. Falta ainda a manifestação de sete ministros.

Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA