Opinião

É assertivo investir em Cuiabá

Publicado

na

Se Mato Grosso é celeiro do mundo com certeza Cuiabá desfruta deste legado incalculável em diversas frentes. Esta incrível vitrine de oportunidades enche de coragem aquela parcela dotada de espírito empreendedor, e nossa Cuiabá terra do ouro ganha sempre mais preciosidades. Como não ter orgulho de empresas e empresários que em nossa terra resolvem se instalar, crescer e prosperar, oferecendo algo que o Brasil está sedento, emprego e renda.
Cada oportunidade criada ainda neste período pandêmico merece nosso respeito, afinal o Agro que é mola propulsora, mas precisa também de modernidade ao seu entorno, se somos a Capital do Agronegócio, mesmo que seu fervor ocorra em regiões mais distantes de Cuiabá, e ainda assim temos esse título, nada mais justo então, converter a nossa cidade todos os benefícios de ter grandes marcas e empresas.
Com orgulho posso dizer que somos mais que campeões na produção de soja, milho, algodão, pecuária e pedras preciosas, somos campeões em criatividade e coragem de aqui trazer o que tem de melhor no mundo afora. Nossa Cuiabá mudou e talvez nem todos tenham notado esta mudança efetiva, principalmente no segmento de serviços e construção civil. Ambos os setores passaram a oferecer ainda mais atendimentos ao público alto padrão, agregando ainda mais cifras elevadas em investimentos, todos os outros pilares da sociedade são importantes, porém é notável essa evolução no segmento Prime.
Apenas na gastronomia vimos surgir marcas mundiais e ou de renome nacional, uma década atras isso era quase impensável, no segmento fitness encontramos a mesma evolução, aliás uma explosão magnifica de personalidade e tecnologia. Na construção civil vislumbramos inúmeros projetos em execução já voltados para o novo conceito de moradia, com mais respeito ambiental e espaços mais amplos oportunizando mais qualidade de vida compartilhada entre familiares e amigos.
No setor automotivo já somos privilegiados com incremento em carros importados de luxo e serviços para este setor antes disponíveis apenas nos grandes centros urbanos, agora temos aqui em Cuiabá, que honra!
Que bom que as mudanças acontecem, e que sejam sempre assim, benéficas, prazerosas, produtivas, trilhando caminhos mais prósperos, mesmo em meio as dificuldades. Se mantivermos essa rota de crescimento em investimentos inovadores, sempre teremos a oportunidade de atravessar as intempéries deste nosso país dando mais dignidade a nossa gente, aos nossos irmãos.
Os frutos acabam surgindo mais saudáveis por todos os lados, afinal vimos nosso Estado de Mato Grosso, celebrar no mês passado uma grande conquista, que chamou atenção do Brasil inteiro, conquistou o 1º lugar entre os estados que mais criaram empregos em junho deste ano. O próprio governador Mauro Mendes falou a respeito deste resultado magnifico, após a divulgação dos dados do Ministério do Trabalho e Emprego.
O resultado disso tudo para empreendedores é mais credibilidade e confiança em investir ainda mais em nossa Cuiabá, vamos avante, ainda há muito o que contribuir.

Leia Também:  Grêmio é o adversário do Cuiabá nas quartas; 1º jogo será na Arena

Amir Maluf, CEO do Grupo SB

Opinião

Reação da construção civil é real

Publicado

na

Mais uma vez a construção civil resgata a confiança de investidores e de todos os outros setores produtivos deste nosso gigante país ao trazer um clima de prosperidade que se traduz na retomada do crescimento deste segmento. Os motores deste mercado pujante já estavam aquecidos, mesmo diante do período pandêmico, chamando para si mais uma vez a responsabilidade de continuar contribuindo com o fortalecimento da economia brasileira, através de investimentos pesados, projetos ousados e com a geração de emprego e renda. Em Mato Grosso a construção civil orgulhosamente deu a resposta, contribuiu efetivamente para que nosso Estado ficasse com a terceira menor taxa de desemprego do país, ficando atrás apenas dos Estados de Santa Catarina (5,8%) e Rio Grande do Sul (8,8%), conforme dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O percentual de desocupação em Mato Grosso apresentou queda de 9,9% para 9%, entre o primeiro e o segundo trimestre deste ano. Os dados fazem parte da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad). No levantamento feito no mesmo período do ano passado, 10,2% da população mato-grossense estava desempregada. Agora diante dos resultados celebramos com afinco a queda do desemprego, dando sinais de recuperação de uma das maiores crises sanitárias do planeta. O otimismo por aqui não é em vão, afinal a taxa registrada em Mato Grosso está abaixo da média nacional, que é de 14,1%.

Leia Também:  Hospital de Cuiabá tem vagas para diversos cargos

Ainda de acordo com o IBGE, estima-se que 1,6 milhão de pessoas em Mato Grosso estavam trabalhando no segundo trimestre deste ano, enquanto o número de desocupados era de 162 mil pessoas. E por que a construção civil exalta esta celebração? A resposta é animadora, claro, que celebraríamos juntamente com qualquer outro segmento, porém segundo o IBGE, a construção civil o foi o único que apresentou aumento no número de trabalhadores contratados, passando de 119 mil, de abril a junho de 2020, para 149 mil, no mesmo período deste ano.

De forma mais ampla, o setor também é expressivo no momento em todo o país, contratando aproximadamente um milhão de trabalhadores, representando 23,5% do total de novos ocupados no país. Os indicadores trazem ainda mais a certeza de que estamos no caminho certo, nosso segmento contribui efetivamente com a roda da economia, fazendo a diferença mais uma vez em um momento que todos nós precisamos exercitar empreendedorismo e força, afinal de contas não geramos empregos para números, mas para homens e mulheres, brasileiros que a cada dia renovam a esperança diante de períodos de transformações.

Leia Também:  Cuiabá empata com o Vitória-BA, em 3 a 3, na Arena Pantanal

Omar Maluf, Ceo do Grupo São Benedito

Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA