Destaque

Famílias do Jardim Paiaguás II são atendidas por força-tarefa; rede de solidariedade auxilia ação

Publicado

na

Um dos locais atendidos na manhã de hoje (28), pela força-tarefa de enfrentamento ao frio, da Prefeitura de Cuiabá, trata-se de uma residência instalada no bairro Paiaguás II, onde 80 famílias foram beneficiadas. A ação, que é coordenada pela primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro, reúne por determinação do prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, todas as secretarias e conta com o envolvimento de uma grande rede de voluntários.

Um dos exemplos, é o das irmãs Fátima e Teresa Aparecida da Silva.  Com auxílio da força-tarefa, elas distribuíram amor, traduzido em uma saborosa sopa. O local usado para confecção da refeição é a residência das irmãs. Elas abriram a casa para atender aos mais carentes.  Com a organização da rede de assistência e o recebimento de verduras, elas poderão ampliar o atendimento para duas vezes na semana com a distribuição de sopas.

“Agora nós teremos condições de triplicar o números de pessoas beneficiadas, pois todos os ingredientes necessários como o óleo, macarrão, legumes, verduras, entre outros itens”, agradeceu Fátima.

Leia Também:  60% dos jovens tem como objetivo de vida empreender

A responsável pelo preparo das sopas é a Tereza. “Basta uma pitada de amor e dedicação e a garantia do sabor é certa. Esse é o meu segredo, não tem como errar. Quando a gente faz com vontade de ajudar, não é nenhum sacrifício, pelo contrário, ficamos agradecidos e nos sentimos abençoados pelo nosso eterno pai”, disse Tereza Aparecida da Silva.

No Residencial Paiaguás II, a força-tarefa atendeu a 80 famílias com a entrega de 80 cestas básicas e 80 cobertores.

“Além dos locais que já são atendidos rotineiramente pela equipe de abordagem da Secretaria de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência, a fim de intensificar e atender mais pessoas nesse momento de baixas temperaturas, estamos contribuindo com as pessoas que já realizam a distribuição de sopões para as famílias em situação de vulnerabilidade”, disse a secretaria da pasta social, Hellen Ferreira.

Ação  

A entrega das cestas básicas e dos cobertores começou na manhã desta quarta-feira (28), no aterro sanitário e no Coxipó do Ouro, e segue até o próximo sábado (31).

Leia Também:  MTI divulga lista de candidatos aprovados para contratação imediata

As doações de cobertores, agasalhos e itens de frio podem ser feitas na Prefeitura de Cuiabá; Secretaria de Saúde, Procuradoria Geral do Município, Secretaria de Assistência Social e Educação.

O supermercado Big Lar também é um dos pontos de coleta, tanto na unidade da avenida Miguel Sutil quanto do Jardim das Américas.

Força-tarefa

A Prefeitura de Cuiabá irá realizar a distribuição de mais de 6,1 mil cobertores e 3,5 mil cestas básicas às famílias em situação de vulnerabilidade socioeconômica, visando garantir o acolhimento nos dias em que está prevista a frente fria mais rigorosa dos últimos tempos. Do montante de cestas básicas arrecadadas em apenas dois dias, 1 mil são oriundas do Fundo Social Solidário organizado pela primeira-dama, que é quem está liderando a força-tarefa determinada pelo prefeito Emanuel Pinheiro junto a todo secretariado da gestão.

Destaque

Com pedido de vista no STF, composição da mesa diretora da ALMT pode ser alterada

Publicado

na

Após abrir divergência no julgamento sobre a reeleição para a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), o ministro Gilmar Mendes pediu vista do processo, que está em análise no plenário virtual do Supremo Tribunal Federal (STF). O pedido de vista foi apresentado nesta terça-feira (21).

A ação foi apresentada em março deste ano, após a reeleição do deputado estadual Eduardo Botelho (DEM) para seu terceiro mandato como presidente da Assembleia Legislativa. Nove dias após a proposição, o ministro Alexandre de Moraes concedeu liminar impedindo a posse de Botelho, o que levou à realização de uma nova eleição da Mesa Diretora da ALMT.

Proposta pela Procuradoria-Geral da República (PGR), a ação questionava a possibilidade de múltiplas reeleições para o mesmo cargo na Mesa Diretora, apontando que a Constituição Federal impedia este tipo de conduta no Congresso Nacional. Assim, as casas legislativas estaduais e municipais deveriam seguir o mesmo entendimento, permitindo apenas uma reeleição para o mesmo cargo de um membro da Mesa Diretora.

O processo foi a julgamento virtual pela primeira vez em 11 de junho, mas foi suspenso devido a um pedido de vista do ministro Gilmar Mendes, o decano da corte, que não havia apresentado seu voto até então.

Leia Também:  Famílias do bairro Tancredo Neves recebem cestas básicas e cobertores

O julgamento virtual retomado na última sexta-feira, 17 de setembro, ocasião em que o ministro Gilmar Mendes abriu divergência do relator do caso, Alexandre de Moraes. Mendes manteve a maior parte da decisão do relator, que limitou a uma única reeleição, mas abriu brecha para que Botelho pudesse ser reconduzido à Presidência.

“Ante o exposto, divirjo em parte do Ministro Relator e julgo procedente o pedido para conferir interpretação conforme a Constituição Federal […] e estabelecer que é permitida apenas uma reeleição ou recondução sucessiva ao mesmo cargo da Mesa Diretor, mantida a composição da Mesa de Assembleia Legislativa eleita antes da publicação do acórdão da ADI 6524 (06/04/2021)”, disse Gilmar em seu voto.

Antes do pedido de vistas, o ministro Ricardo Lewandowski acompanhou o voto de Gilmar Mendes, estabelecendo o placar de 2 a 1 para a decisão que permite a recondução de Botelho à presidência da Assembleia.

Não há data para a retomada do julgamento. Falta ainda a manifestação de sete ministros.

Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA