Destaque

Prefeitura leva atendimento de saúde e assistência social a profissionais do sexo em Cuiabá

Publicado

na

A Prefeitura de Cuiabá realizou na noite da última quinta-feira (15), ação de atendimento de saúde e assistência social as profissionais do sexo que atuam nas proximidades de um posto de combustível, no bairro Jardim Industriário. Médicos, enfermeiros, dentistas, psicólogos, agentes de redução de danos e assistentes sociais estiveram presentes no local para dar toda assistência há cerca de 41 mulheres cis e transexuais que trabalham no local. A ação foi executada pela Secretaria de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência, em parceria com a Secretaria de Saúde.

Eram 20h quando a equipe multidisciplinar da Prefeitura de Cuiabá estacionou as vans do Projeto AMOR e Consultório de Rua em um espaço na região. A estrutura montada foi subdividida por áreas, com serviços especializados em cada uma delas. Três médicos estiveram a frente das consultas clínicas, profissionais da odontologia fizeram atendimentos odontológicos, entregaram Kit’s de higiene bucal e também atuaram na conscientização de busca por esse tratamento. Prevenção contra IST’s, exames clínicos, materiais para vacinação contra H1N1 e atendimentos socioassistenciais também foram disponibilizados no espaço. Mais de 35 profissionais da saúde e da assistência social estiveram envolvidos na ação.

Animados, os profissionais da saúde se preparavam para uma noite de acolhimento e dedicação a essas mulheres que, em muitos casos, deixam de buscar atendimento de cuidados com a saúde por conta do preconceito. “As pessoas não nos aceitam”; por ser mulher trans, nunca me foi dada oportunidade de exercer outro trabalho na vida”, “minha mãe sabe, mas meu pai não sabe que faço programa”, essas são algumas das frases que puderam ser escutadas pelos profissionais que estavam ali dispostos a ouvi-las naquela noite.

“É necessário e fundamental que esse grupo social seja assistido pelo poder público, mas isso só é possível quando temos gestores com olhar humanizado. Tenho orgulho da gestão do prefeito Emanuel Pinheiro e da primeira-dama Márcia Pinheiro, porque eles efetivamente tem esse olhar humanizado, nós temos uma gestão humanizada e que prioriza a população mais vulnerável da nossa cidade. Pra nós é uma satisfação muito grande estar aqui, sei que vocês tem seus receios e medos, mas gostaria que  quebrássemos isso hoje. Viemos aqui para atender um público que sofre muito preconceito, com expectativa de vida muito baixa, 35 anos, que sofre violência muitas vezes na atividade do próprio trabalho. Estaremos fazendo também um cadastramento social para que vocês possam ser assistidas regularmente pelas políticas socioassistenciais, políticas públicas do qual vocês tem direito. Nosso questionário pergunta se vocês gostariam de mudar de atividade e quais são as expectativas de vocês, precisamos entender as suas demandas”, disse a secretária-adjunta de Direitos Humanos, Christiany Fonseca.

Leia Também:  “Estamos fazendo o possível e o impossível para abrir UTIs, mas não há profissionais disponíveis”

Com foco na imunização contra H1N1 e encaminhamento para atendimento por especialidades, a equipe do Consultório na rua, comandada pela coordenadora Vera Ferreira, se dedicava a dar orientações para atendimentos em unidades de saúde e tirar dúvidas quanto aos cuidados contra a propagação da COVID-19 durante atuação de trabalho. Enquanto isso, Roseli Barranco, coordenadora de saúde bucal de Cuiabá e sua equipe de jalecos rosas orientavam o grupo sobre cuidados para prevenir o câncer de boca dentre outras doenças orais.

Além do cuidado com o corpo, foi oferecido também apoio para a mente, por meio da psicóloga do Serviço de Atendimento Especializado (SAE), Lauren Cristina, que esteve à frente da realização de testes rápidos para detectar infecções sexualmente transmissíveis (IST’s) e que também orientou sobre a prevenção dessas doenças. O representante da política de Redução de Danos, Davi Cardoso, também esteve presente para garantir o atendimento humanizado.

Presente também na ocasião, o vereador sargento Vidal comentou sobre o projeto que encabeça na Câmara Municipal de estruturação de um ambulatório médico para população transexual da Capital, que recebe o apoio da gestão Emanuel Pinheiro.

“É uma prazer estar aqui pela primeira vez para constatar o exemplo da gestão humanizada do prefeito Emanuel Pinheiro e da primeira-dama Márcia Pinheiro. Eu estava dizendo que tenho 25 anos na Secretaria de Saúde e esse projeto do ambulatório vinha capengando, mas agora tenho certeza que vai avançar, vereador, e todas vocês terão acesso a esse atendimento, que é o sonho de muitas. Isso é gestão humanizada e quem não gosta de gente não tem lugar nessa gestão”, disse o secretário-adjunto da Pessoa com Deficiência, Rubens Dias da Silva.

Leia Também:  Garis paralisam atividades por melhores condições de trabalho após acidentes com trabalhadores

Vacinadas, testadas, após passar por todos os atendimentos ali disponíveis e receberem todas as orientações dos profissionais presentes, as 41 mulheres receberam um lanche para reforçar mais uma noite de trabalho. As que se enquadram em situação de vulnerabilidade social receberam uma cesta básica e kit’s de máscaras e álcool em gel  para se protegerem tanto quanto possível contra a COVID-19.

“Eu nunca havia participado desse tipo de ação antes, esses dias me orientaram a procurar um CRAS para fazer meu cadastro e receber apoio social e também me orientaram como solicitar redução da tarifa da minha conta de água. Hoje eu passei por todos os atendimentos e agora vou me sentir mais segura para trabalhar”, disse Saphira Molina, de 33 anos, profissional do sexo desde os 16 anos de idade, que não parou de trabalhar na pandemia por não ter outra renda para manter seu sustento. Agora que ela sabe os caminhos, quer se qualificar profissionalmente por meio dos cursos do Qualifica Cuiabá. “Eu gostaria de fazer um curso de confeitaria, de padaria, é sempre bom saber cozinhar, sempre tem emprego nessa área”.

A ação também contou com a presença do enfermeiro Marcelo Coelho, responsável pelo Projeto AMOR, Wilson Cutas, Coordenador de Atenção Primária, Aparecida Machado, Coordenadora de Direitos Humanos e Rosenildes Thomann, Coordenadora da Pessoa com Deficiência e o ex-vereador Orivaldo da Farmácia, responsável pelo CDMIC.

No próximo dia 29, a equipe de profissionais da saúde e da assistência social da Prefeitura de Cuiabá que atuaram na ação dessa quinta-feira, retornarão ao mesmo local para dar continuidade no atendimento e retorno dos resultados dos exames que foram realizados.

Destaque

Prefeito Emanuel libera eventos privados de Réveillon mediante a apresentação de cartão vacina ou exame PCR

Publicado

na

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, se reuniu com o setor produtivo na tarde desta quarta-feira (1), no Palácio Alencastro. Representantes dos segmentos de eventos, bares, restaurantes e comércio em geral discutiram soluções para ajudar a incentivar a população cuiabana quanto a importância da imunização contra a Covid-19. Em concordância, definiu-se que os eventos privados para o Réveillon 2022 estão liberados na capital, mas condicionados à apresentação do cartão vacina ou exame RT-PCR da Covid-19 (realizado em até 48 horas). Os Decretos 8.831/2021 e 8.832/2021 – que irão regulamentar à adoção das medidas – serão publicados em edição da Gazeta Municipal de quinta-feira (2).

Conforme o prefeito, permanecem cancelados no âmbito do município de Cuiabá os eventos públicos de promoção de festas de virada do ano, assim como o Carnaval-2022. “Sabemos dos reflexos causados pela pandemia e, o gestor, necessita de sensibilidade, respeito e diálogo. O setor já foi sistematicamente penalizado com as medidas de enfrentamento à Covid19”.

Mediante à normativa 8.832/2021, o cartão de vacina, também chamado de ‘passaporte’ e o teste PCR serão obrigatórios nos estádios, ginásios esportivos, cinema, teatro, museu, salão de jogos, casa de shows e apresentação artística em geral, hospitais públicos e privados e órgãos públicos municipais. As exigências valerão também para adolescentes acima de 12 anos.

Leia Também:  Gestão Emanuel Pinheiro começa nesta sexta-feira (4) a vacinação dos profissionais da Educação

Durante a reunião, foi definido que a exigência de cobrança da apresentação do cartão vacina ou exame RT-PCR da Covid-19 será de responsabilidade dos organizadores do eventos e empresários.

“Necessitamos adotar medidas de prevenção, porque temos uma variante agressiva e devemos incentivar as pessoas a se vacinarem. Levantamento da campanha Vacina Cuiabá – a sua vida em primeiro lugar aponta que 57 mil pessoas acima de 18 anos não tomaram a segunda dose e mais de 20 mil, acima de 18 anos, sequer receberam a primeira dose. E ainda temos, apenas 33% dos jovens entre 12 a 17 anos não vacinados. Esse esforço tem que ser em conjunto com vocês, para sensibilizarmos essas pessoas a se vacinarem. Neste decreto tomamos essas decisões em conjunto com os setores, porque não dá para a gente fazer algo sem ouvir o comércio, o setor do evento e outros. Por isso, todos foram chamados para discutir. Chegarmos ao consenso que é bom para todos. Vamos ampliar os polos e estudamos estratégias para fomentar o acesso à vacinação”, explicou o gestor da capital.

Leia Também:  Centro de Triagem funcionará até as 15h desta terça-feira (08); atendimento será retomado na quarta (09)

A presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Lorena Bezerra, elogiou o prefeito da Capital por manter o diálogo com todos os setores antes de tomar qualquer decisão que impactará na vida de milhares de trabalhadores. “Mais uma vez, o prefeito se mostrou aberto ao diálogo. A reunião foi produtiva e construímos esse decreto juntos, para termos um aumento da vacinação. Vamos incentivar as pessoas e não deixar a nossa economia cair, evitando que o setor seja prejudicado. Essa reunião também serviu para que as festas de final de ano e demais eventos sejam realizadas de forma segura”, concluiu.

Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA