Destaque

Ipês começam a florir e proporcionam um verdadeiro espetáculo natural pelas ruas de Cuiabá

Publicado

na

Quem anda pelas principais vias de Cuiabá já consegue observar uma bela e florida diferença no paisagismo dos canteiros centrais e calçadas. Como é comum na região Centro-Oeste, é nesta época que os Ipês começam a florescer, transformando o visual das cidades e deixando-as ainda mais vivas e coloridas. Na capital, a primeira espécie a proporcionar esse espetáculo natural é a do tipo roxo com variações do rosa.

Esse processo de florada é comumente iniciado no mês de julho e, a partir disso, o desabrochar de cada uma das cores segue até por volta de setembro, podendo alternar de acordo com as variações climáticas de cada região. Por aqui, em cada um dos períodos diferentes, é possível contemplar a variação de tons possibilitada pelas espécies do tipo roxo, amarelo, rosa e branco.

Na capital de Mato Grosso, essa magia da Mãe Natureza é fortalecida por ações de plantio e distribuição de mudas realizadas continuamente pela Prefeitura de Cuiabá. Seja de forma direta ou por meio de parcerias, o Município tem buscado potencializar a arborização dos espaços públicos. Avenidas como Mato Grosso, Beira Rio, Miguel Sutil, Dante Martins de Oliveira, por exemplo, já foram alcançadas com o plantio de Ipês.

Leia Também:  Prefeitura promove revolução e Cuiabá terá uma das frotas do transporte público mais modernas do país

“Cuiabá carrega o título de Cidade Verde por conta de sua beleza natural proporcionada pelas milhares espécies de árvores presentes nas residências, canteiros, calçadas, praças e parques. Os tipos de Ipês estão entre essas espécies que podem ser admiradas. O Poder Público deve sempre incentivar a arborização e é isso que fazemos quando plantamos ou entregamos mudas para a população”, comenta o prefeito Emanuel Pinheiro.

Outro ponto de grande movimentação da cidade onde, em breve, também será possível apreciar o colorido dos Ipês é a Avenida Fernando Corrêa da Costa. Em 2020, por meio de uma ação liderada pela primeira-dama Márcia Pinheiro, aproximadamente 250 mudas foram plantadas ao longo do canteiro central, como parte do processo de requalificação executado na via que liga a região Sul ao Centro Histórico.

“Segundo os botânicos, um Ipê de cerca de 1,5 metro leva de dois a três anos para começar a florir, a partir do seu plantio. Ou seja, daqui a alguns anos vamos ter a Fernando Corrêa toda florida. Claro que isso se confirma seguindo todos os cuidados necessários. Por isso, a Prefeitura mantém equipes fixas de irrigação dos nossos canteiros e praças, que ajudam no desenvolvimento saudável dessas plantas”, relata a primeira-dama.

Leia Também:  Covid-19: 6 aplicativos para te ajudar com as finanças pessoais em tempos de crise

ARBORIZAÇÃO

Os Ipês, todavia, não são os únicos presentes nas ações da Prefeitura de Cuiabá. Entre espécies nativas e frutíferas, o plantio e distribuição para a população conta com Jacarandá, Oitis, Aroeira, Pau Brasil, Tamarindo, Acerola, Graviola, Pitomba, Cajá e Tarumã. Para se ter uma ideia, somente nas atividades em parceria com o Projeto Verde Novo, coordenado pelo Juizado Volante Ambiental (Juvam), mais de 120 mil mudas foram plantadas ou distribuídas.

“Somado a essa iniciativa, temos ainda a arborização das mais de 120 praças construídas pela nossa gestão e também as mudas distribuídas pelo Disque Cidade Verde, que está suspenso por conta da pandemia, e também no Horto Florestal, onde o cidadão pode ir e retirar. A arborização não só deixa nossa cidade mais bonita como também ajuda a amenizar o clima quente que enfrentamos”, pontua o vice-prefeito José Roberto Stopa.

Destaque

Cuiabá investirá mais de R$ 193 milhões em melhoria do sistema viário nos próximos dois anos

Publicado

na

Além de construir nova pavimentação em locais que ainda não possuem essa infraestrutura, a gestão Emanuel Pinheiro também possui a constante preocupação com a manutenção das vias que já são asfaltadas. Nesse sentido, a Prefeitura de Cuiabá está realizando um processo licitatório para contratação de empresa que executará diversos serviços de melhoria no sistema viário urbano da Capital.

Para que toda a cidade seja beneficiada de forma equivalente, a concorrência nº 044/2021 está dividida em quatro lotes, sendo o primeiro para a região Leste, o segundo para a Norte, o terceiro para a Oeste, e o quarto para a região Sul. Entre os serviços que devem ser executados estão: recapeamento; remendo profundo; tapa-buraco; recuperação de tubulação de drenagem, de bocas de lobo e poços de visita.

A licitação prevê um investimento de mais de R$ 193 milhões e superou a fase de habilitação com 14 empresas aptas, seguindo os critérios estabelecidos no edital montado pela Secretaria de Obras Públicas em parceria com a Secretaria Adjunta Especial de Licitações e Contratos. Agora, será feita a avaliação da qualificação técnica das classificadas e, posteriormente, abertura das propostas e anúncio das vencedoras.

Leia Também:  Ricardo Salles e presidente do Ibama são alvos de operação que investiga exportação ilegal de madeira

“Os contratos firmados a partir de licitação serão executados em um período de dois anos e seis meses. Nesta semana alcançamos a histórica marca de mais de 300 quilômetros de pavimentação construída, fruto de um trabalho planejado e contínuo. O que queremos é seguir ampliando essa melhoria, garantindo a manutenção das vias e seu bom estado de uso”, explica o vice-prefeito e secretário de Obras Públicas, José Roberto Stopa.

Conforme a justificava apresentada pela Secretaria de Obras Públicas no edital, uma boa pavimentação tem a função de melhorar a trafegabilidade, proporcionando ao condutor mais conforto, segurança e também economia aos cofres públicos. Além disso, destaca que por conta dos desgastes naturais, após anos de uso, as vias necessitam de recuperação com execução de tapa buraco, recapeamento asfáltico, drenagem e outras ações pertinentes.

“A manutenção e melhorias das avenidas e ruas indicadas pela ação, proporcionará maior durabilidade do pavimento, maior rapidez do trânsito de veículos coletivos e particulares, gerando inserção da comunidade e os bairros, além de fomentar o desenvolvimento econômico das atividades formais e informais, a fim de suscitar empregos e, consequentemente, melhorar a renda da população”, diz trecho do edital.

Leia Também:  Site "Vamos Vencer" orienta pequenos negócios sobre medidas do governo para enfrentar a crise

MAIS AVANÇOS

Para o próximo ano, a Prefeitura de Cuiabá também já tem novas obras previstas, em especial para a Avenida Miguel Sutil. O planejamento da gestão Emanuel Pinheiro é construir na avenida mais dois viadutos e uma trincheira, iniciado a partir de abril, mês de comemoração aos 303 anos da Capital. As obras serão executadas em pontos considerados grandes gargalos no trânsito da região.

Os viadutos serão edificados na rotatória de acesso ao Centro de Eventos do Pantanal e no trevo do Santa Rosa, ligando as avenidas Lava Pés e Antártica. A última obra é a construção da Trincheira do Círculo Militar, orçada em R$ 62 milhões e já que já está com o projeto protocolado no Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) e conta agora com o apoio do deputado federal Emanuel Pinheiro Neto (Emanuelzinho) para dar andamento no processo.

Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA