Destaque

População deve se atentar aos documentos exigidos para a imunização da Covid-19

Publicado

na

Profissionais que coordenam a campanha de vacinação em Cuiabá alertam a população da necessidade de estar munido com a documentação necessária no dia da imunização. No caso das grávidas e puérperas sem comorbidade, um dos grupos prioritários na vacinação, é necessário apresentar um atestado médico, além da comprovação do cadastro e agendamento.

A coordenadora do registro e acolhimento do polo de vacinação que fica no Centro de Eventos do Pantanal, Vera Lucia Ferreira, disse que as pessoas não se atentam aos documentos exigidos e, a ausência da documentação, impede a aplicação da dose.

“Todos os dias chegam até os postos de vacinação pessoas sem os documentos. A exigência de um atestado para as mulheres grávidas e puérperas sem comorbidade, por exemplo, se faz necessária porque é o médico que acompanha a paciente que pode avaliar o custo-benefício da vacinação”, avaliou. A profissional acrescentou que no caso das grávidas e puérperas sem comorbidade, o atestado pode ser do médico ginecologista ou pediatra.

Outros grupos prioritários

No caso de profissionais da educação, a coordenadora enfatiza que é necessário apresentar um documento de comprovação de vínculo com Secretaria de Educação de Mato Grosso (Seduc), independente da unidade de ensino ser municipal, estadual ou federal. “Estamos vacinando os profissionais de educação que atuam em Cuiabá. Em caso de atuação em outro município, mesmo que comprovado o vínculo, nós não estamos imunizando”, explicou.

Leia Também:  Plano nacional de vacinação contra Covid-19 será divulgado na segunda, diz governador

A coordenadora orienta a população a entrar no site da Prefeitura de Cuiabá e no site de cadastro da vacina para buscar as orientações necessárias para imunização. Em Cuiabá, há seis polos de vacinação, Senai Porto, Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Sesi Papa, Centro de Eventos do Pantanal, Sesc Balneário e Assembleia Legislativa.

Para se cadastrar, é necessário entrar no site vacina.cuiaba.mt.gov.br e preencher todos os campos obrigatórios. Deste modo, a pessoa entrará em uma fila de espera virtual.  Quando ela for agendada, o sistema do site enviará uma mensagem de WhatsApp automática e/ou um e-mail para a pessoa informando que ela já está confirmada para ir tomar sua vacina. No dia da vacinação, a pessoa deve levar o QR Code do agendamento impresso, um documento com foto e o comprovante de endereço de Cuiabá. A pessoa também deve estar com o cartão do SUS atualizado.

Evasão

Nesta quarta-feira (16.06), no polo do Centro de Eventos do Pantanal, cerca mil pessoas estavam cadastradas para vacinar, contudo, até o final da manhã, somente 183 tinham comparecido para serem imunizadas. A evasão foi verificada nos outros polos também.

Leia Também:  Terceiro mutirão do programa será realizado na Escola Municipal Dr. Orlando Nigro, no Pedregal

“A gente não entende o que se passa na cabeça das pessoas que não estão vindo vacinar. É prejuízo porque dispomos de equipes de trabalho para o atendimento do total de cadastrados. Sem o empenho da população, a imunização será lenta”, destacou.

Estão sendo vacinados atualmente pessoas com Síndrome de Down a partir de 18 anos, pessoas com comorbidades a partir de 18 anos, gestantes e puérperas com e sem comorbidades a partir de 18 anos, pessoas com deficiência permanente a partir de 18 anos, jornalistas, trabalhadores da Educação, trabalhadores de Saúde, pessoas a partir de 55 anos.

Destaque

Primeira-dama Márcia Pinheiro participa de sopão, entrega alimentos e cobertores para 200 famílias

Publicado

na

A primeira-dama Márcia Pinheiro participou da ação de sopão, nesta sexta-feira (30), no bairro Jardim Vitória. Os trabalhos integraram o terceiro dia da Força Tarefa de Enfrentamento ao Frio, promovida pela Prefeitura de Cuiabá, que contou com 17 frentes de atuação por toda a  capital.
Segundo ela, a ação integrada de diversas secretarias já tem balanço positivo pelo raio de alcance em um curto espaço de tempo de 3 dias. “Essa soma de esforços coordenados para o combate à rigorosa frente fria, que apontava a meteorologia, mostrou a capacidade da prefeitura na sua atuação emergencial que visa minimizar o frio e a fome de centenas famílias em vulnerabilidade social”, frisou Márcia.
Somente na frente de atuação do bairro Jardim Vitória, cerca de 200 pessoas, das 2.122 famílias prevista para serem atendidas nesse terceiro dia, foram acolhidas com a triagem social da Secretaria Municipal de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência, além dos benefícios emergenciais entregues com donativos.
“Realizamos esse sopão há muitos anos e estamos agradecidos à primeira-dama e ao prefeito por esse suporte com todos esses alimentos e cobertores. Mostra a atuação da prefeitura e o cuidado com as nossas pessoas”, elencou Alto Anunciação, idealizador da ação social na região.
Desde o início da frente fria, na última quarta-feira (28), já foram entregues mais de 3,5 mil donativos entre cestas de alimentos, cobertores, kits de higiene, roupas e itens de frio, além de absorventes da campanha Cuiabá Por Elas da Secretaria Municipal da Mulher.
A intitulada Força de Enfrentamento ao Frio é uma ação coordenada pelo Núcleo de Apoio à Primeira-dama, em conjunto com diversas secretarias municipais. A medida é realizada todos os anos, entretanto com a previsão meteorológica de frio rigoroso, foi pensado num trabalho mais acentuado.
“Todas previsões apontavam para um frio fora do comum e vimos a necessidade de ampliar aquilo que já vinha sendo realizado ano após ano. O acolhimento da população de rua e das famílias em vulnerabilidade social já faz parte da rotina da prefeitura durante todo ano, entretanto se viu esse esforço mais especializado em virtude da forte frente fria”, explicou a primeira-dama.
Leia Também:  MP 936 - entenda a redução jornada e suspensão contrato
Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA