Destaque

Após pedido do prefeito de Cuiabá, Bolsonaro promete estudar envio de doses extras de vacinas para Cuiabá

Publicado

na

O prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro, participou na tarde de hoje (8), em Brasília, de uma reunião com o presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, onde reiterou a necessidade de envio de doses extras de imunizantes à capital. O deputado federal Emanuel Pinheiro Neto, principal interlocutor do diálogo com o Governo Federal, também esteve presente ao encontro. Na reunião, o chefe do executivo municipal, entregou um ofício ao presidente onde solicita o envio de 670 mil doses de vacinas, o que possibilitará a imunização em massa. Pinheiro aguarda até a próxima sexta-feira (11) que o Governo Federal dê o retorno quanto à solicitação, que se originou após o anúncio de que Cuiabá será uma das sub-sedes da Copa América.

Conforme Pinheiro, Bolsonaro apresentou-se receptivo ao pedido e afirmou que irá reunir o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga e o ministro-chefe da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, para responder ao pedido.

“Viemos formalizar o pedido ao presidente para compensar à população. Entregamos um ofício e relatório da Coordenação do programa Vacina Cuiabá quantificando nossa necessidade. De minha parte, quanto mais vacinas recebermos, melhor. O presidente mostrou-se muito interessado. Nós conversamos muito sobre Cuiabá e ele entendeu nosso pleito”, disse Emanuel Pinheiro.

Leia Também:  Apoiado por Bolsonaro, prefeito de cidade no Rio foi citado na CPI das milícias

O gestor reiterou ainda que “é preciso que os gestores unam forças e canalizem toda sua energia para imunizar a população, única forma de derrotar de uma vez por todas a covid-19”. Mais uma vez, ponderou que Cuiabá não foi chamada a decidir se aceitaria recepcionar o megaevento futebolístico e que deve ser  compensada com a imunização total de sua população adulta. Caberá ao deputado federal Emanuel Pinheiro Neto dar continuidade a interlocução com o governo federal. Emanuel Pinheiro retorna às atividades na capital nesta quarta-feira (9).

“O restante da semana vamos articular e quanto mais conseguirmos, melhor. Vamos continuar trabalhando para que a gente possa salvar vidas, justamente no momento em que Cuiabá será uma das subsedes da Copa América. Vamos dar seguimento às nossas tratativas e tenho certeza de que até sexta-feira, no mais tardar, já teremos um retorno”, asseverou o deputado federal Emanuelzinho.

A decisão da realização da Copa América –  em Cuiabá – não é de responsabilidade do município, mas sim, do  Governo Federal, da Confederação Brasileira de Futebol e Governo do Estado. Cinco jogos serão realizados na Arena Pantanal, a partir do próximo domingo (13).

Leia Também:  CRM repudia médica que disse que ‘morreria em Cuiabá’

Até o momento, dados da plataforma Localiza SUS apontam que Cuiabá já vacinou com a primeira dose 24,8% de sua população geral e 33,7% da população acima de 18 anos. Já com a segunda dose, 9,9% da população em geral está com o esquema vacinal completo e 13,4% da população acima de 18 anos já recebeu as duas doses. Já foram aplicadas mais de 210 mil doses do imunizante.

No total, a Arena Pantanal receberá jogos das seleções da Argentina, Uruguai, Chile, Equador e Bolívia, entre os dias 13 e 28 deste mês. Não será permitido público no estádio, mas a grande movimentação de profissionais para a realização do evento desportivo é preocupação da gestão.

 

Destaque

Prefeitura implanta placas orientativas para motoristas que transitam nas proximidades dos parques

Publicado

na

A Prefeitura de Cuiabá, por meio da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), implantou placas orientativas aos motoristas que transitam nas proximidades dos parques Tia Nair – na Avenida Érico Preza, bairro Jardim Itália e do  Parque das Águas – Avenida Hermina Torquarto da Silva, no Centro Político Administrativo. As orientações são para a redução de velocidade a 30 km/h e o alerta quanto à presença de capivaras e outros animais que podem atravessar as vias.

Há tempos, a Prefeitura vem recebendo reclamações referentes a maus-tratos aos animais, atropelamentos e ainda, muitas capivaras estariam morrendo de fome por causa do crescimento urbano das regiões onde já foi somente mata.

Para preservar a vida dos animais,  o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, pediu para que a Secretaria de Meio Ambiente do Município acione veterinários, biólogos e consulte a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) para que realizem estudos para saber se existe a possibilidade de remoção das capivaras que estão nos parques públicos para outros lugares mais apropriados.

“É preciso olhar com mais cuidado para a causa animal. As placas orientativas visam alertar os motoristas quanto a velocidade nas vias onde há grande fluxo de animal. O objetivo é evitar acidentes e atropelamentos. Na minha gestão já aprovamos leis e criamos outras, que está em fase de regulamentação, para à preservação do animal”, enfatizou Pinheiro.

Leia Também:  Microempreendedor Individual chega à marca história de 10 milhões de empreendedores

Dentre as leis sugeridas em prol dos animais está a Lei 436/17,de proteção aos animais, Lei 6423/19, do protetor independente, Lei 6439/ 19, do animal comunitário, Lei 6492/19, monitoramento através de câmeras em pet shop, Lei 6512/20, da circulação de veículo de tração animal em vias de perímetro urbano e Lei 6549/20, que proíbe o animal em corrente curta.

Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA