Destaque

Prefeito Emanuel Pinheiro pede mais vacinas contra a covid-19 em virtude da realização da Copa América em Cuiabá

Publicado

na

Com o foco de proteger a saúde da população cuiabana contra o coronavíus, o prefeito Emanuel Pinheiro anunciou, na manhã desta quarta-feira (2), que vai solicitar ao governo federal uma compensação em forma de mais remessas de vacinas contra a covid-19, já que Cuiabá foi escolhida como uma das sub-sedes da Copa América, que terá início no próximo dia 13. Na terça-feira (1º), quando foi divulgado que partidas ocorreriam na Arena Pantanal, o gestor á se manifestou contrário, mas destacou que a Prefeitura não tem ingerência no assunto, uma vez que a Arena Pantanal é gestão do governo estadual.

“Já que decidiram Cuiabá como uma das sub-sedes da Copa América, então que pelo menos contemple as cidades-sede com um lote maior para imunizar a população. O deputado federal Emanuelzinho já marcou uma reunião com o general Luiz Eduardo Ramos, ministro-chefe da Casa Civil, para que ele possa pelo menos contemplar Cuiabá e a as cidades-sede”, disse o prefeito aos jornalistas, na manhã desta quarta-feira (2).

Leia Também:  Covid-19: a luta continua

Pinheiro disse ainda que solicitou a secretária municipal de Saúde, Ozenira Félix, que faça o levantamento de quantas doses são necessárias para vacinar toda a população da capital. “Meu foco é proteger a população cuiabana e a primeira medida, que o Emanuelzinho já está tomando, é pelo menos compensar Cuiabá e já até mandei a secretária de Saúde levantar qual a quantidade necessária para imunizar toda a população cuiabana e o Emanuelzinho vai levar esse pleito”.

O prefeito ainda reforçou que não se opõe a nada que possa beneficiar Cuiabá, como é o caso de um evento internacional, no entanto, entende que o momento atual não é propício. “Tudo aquilo que for bom para Cuiabá eu me alinho para trazer. Aquilo que eu considero desaconselhável, como é o caso da Copa América, eu tenho que me posicionar. Nós vivemos uma pandemia. Toda ação e energia da classe política deve ser na busca de vacinas, vacinar toda a população e no tratamento das pessoas infectadas. Fazer um grande espetáculo neste momento eu entendo desaconselhável pelo momento de agitação social que vai se criar, que a gente não sabe as proporções, em memória dos entes queridos que partiram devido à pandemia e por conta deste momento que estamos vivendo”, avalia.

Destaque

Prefeitura implanta placas orientativas para motoristas que transitam nas proximidades dos parques

Publicado

na

A Prefeitura de Cuiabá, por meio da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), implantou placas orientativas aos motoristas que transitam nas proximidades dos parques Tia Nair – na Avenida Érico Preza, bairro Jardim Itália e do  Parque das Águas – Avenida Hermina Torquarto da Silva, no Centro Político Administrativo. As orientações são para a redução de velocidade a 30 km/h e o alerta quanto à presença de capivaras e outros animais que podem atravessar as vias.

Há tempos, a Prefeitura vem recebendo reclamações referentes a maus-tratos aos animais, atropelamentos e ainda, muitas capivaras estariam morrendo de fome por causa do crescimento urbano das regiões onde já foi somente mata.

Para preservar a vida dos animais,  o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, pediu para que a Secretaria de Meio Ambiente do Município acione veterinários, biólogos e consulte a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) para que realizem estudos para saber se existe a possibilidade de remoção das capivaras que estão nos parques públicos para outros lugares mais apropriados.

“É preciso olhar com mais cuidado para a causa animal. As placas orientativas visam alertar os motoristas quanto a velocidade nas vias onde há grande fluxo de animal. O objetivo é evitar acidentes e atropelamentos. Na minha gestão já aprovamos leis e criamos outras, que está em fase de regulamentação, para à preservação do animal”, enfatizou Pinheiro.

Leia Também:  Em 24h, são 856 novos casos e nove mortes pelo coronavírus

Dentre as leis sugeridas em prol dos animais está a Lei 436/17,de proteção aos animais, Lei 6423/19, do protetor independente, Lei 6439/ 19, do animal comunitário, Lei 6492/19, monitoramento através de câmeras em pet shop, Lei 6512/20, da circulação de veículo de tração animal em vias de perímetro urbano e Lei 6549/20, que proíbe o animal em corrente curta.

Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA