Destaque

Recarregado de tradições, Cuiabá terá 2º Festival de Nhoque

Publicado

na

Segundo reza a lenda, todo dia 29 de cada mês se repete a grande oportunidade de atrair riquezas, caso tenha à mesa um saboroso Nhoque. Além de manter esta tradição, o Serafina carrega em sua gastronomia italiana os segredos do melhor Nhoque. Aliados a todos esses componentes a casa fará o 2º Festival de Nhoque, neste sábado, dia 29, no almoço e jantar.
Os nhoques são autoriais e diferentes do primeiro Festival, nesta nova edição as massas serão a base de batata, espinafre, abóbora e tomate seco. Os molhos também têm novas texturas e ingredientes, serão pomodoro, funghi, camarão e queijos. O preço também está especialíssimo, apenas R$ 59,90 por pessoa, podendo saborear à vontade.


De acordo com Ronaldo Poiatti, gestor do Serafina no Centro-Oeste, vem crescendo muito os pedidos pelo Nhoque da casa. “Mantemos de forma permanente no cardápio o Gnocchi della Fortuna, sendo um dos pratos mais tradicionais do Serafina pelo mundo. Embora a gastronomia italiana seja feita de simplicidade existem segredos milenares na forma do preparo, e desse componente não abrimos mão, por isso somos verdadeiramente um restaurante italianíssimo. Um dos segredos é a farinha, especial, nobre e seleta, da qual passa por uma rigorosa seleção do melhor trigo italiano”, explica Poiatti, que ainda reforça que todos os ingredientes utilizados no preparo são 100% artesanais e naturais.
Agora o melhor mesmo é garantir um lugar a mesa, para tanto fazer a reserva é a garantia de poder viver a experiência Serafina.
Tradição
A lenda do Nhoque da Fortuna começou em um dia 29, durante o século IV. Quando um santo cristão chamado São Pantaleão vagava faminto por um vilarejo italiano a procura de um quente e gostoso prato de comida. Camuflado de andarilho, Pantaleão bateu na porta de uma das casas pedindo alimento. A família deixou o estranho entrar, mesmo desconfiada do sujeito e tendo pouca quantidade de comida para oferecer. A refeição rendeu exatas 7 unidades de nhoque para cada um dos presentes na mesa. Em troca da gentileza, o santo deixou uma lembrança aos anfitriões. Ao recolher os pratos, a família se deu conta da presença de muitas moedas de ouro embaixo de cada louça. Após rodar o mundo, a história se transformou no ritual que é celebrado em diversos países.

Leia Também:  Doadores de sangue poderão ganhar brindes durante o mês de novembro

Serafina: Trevo do Santa Rosa – Cuiabá
Reservas: (65) 9676-8381/ (65) 3027-4027

Destaque

Prefeito Emanuel libera eventos privados de Réveillon mediante a apresentação de cartão vacina ou exame PCR

Publicado

na

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, se reuniu com o setor produtivo na tarde desta quarta-feira (1), no Palácio Alencastro. Representantes dos segmentos de eventos, bares, restaurantes e comércio em geral discutiram soluções para ajudar a incentivar a população cuiabana quanto a importância da imunização contra a Covid-19. Em concordância, definiu-se que os eventos privados para o Réveillon 2022 estão liberados na capital, mas condicionados à apresentação do cartão vacina ou exame RT-PCR da Covid-19 (realizado em até 48 horas). Os Decretos 8.831/2021 e 8.832/2021 – que irão regulamentar à adoção das medidas – serão publicados em edição da Gazeta Municipal de quinta-feira (2).

Conforme o prefeito, permanecem cancelados no âmbito do município de Cuiabá os eventos públicos de promoção de festas de virada do ano, assim como o Carnaval-2022. “Sabemos dos reflexos causados pela pandemia e, o gestor, necessita de sensibilidade, respeito e diálogo. O setor já foi sistematicamente penalizado com as medidas de enfrentamento à Covid19”.

Mediante à normativa 8.832/2021, o cartão de vacina, também chamado de ‘passaporte’ e o teste PCR serão obrigatórios nos estádios, ginásios esportivos, cinema, teatro, museu, salão de jogos, casa de shows e apresentação artística em geral, hospitais públicos e privados e órgãos públicos municipais. As exigências valerão também para adolescentes acima de 12 anos.

Leia Também:  Câmara de Cuiabá auxilia o TRE-MT cedendo veículos

Durante a reunião, foi definido que a exigência de cobrança da apresentação do cartão vacina ou exame RT-PCR da Covid-19 será de responsabilidade dos organizadores do eventos e empresários.

“Necessitamos adotar medidas de prevenção, porque temos uma variante agressiva e devemos incentivar as pessoas a se vacinarem. Levantamento da campanha Vacina Cuiabá – a sua vida em primeiro lugar aponta que 57 mil pessoas acima de 18 anos não tomaram a segunda dose e mais de 20 mil, acima de 18 anos, sequer receberam a primeira dose. E ainda temos, apenas 33% dos jovens entre 12 a 17 anos não vacinados. Esse esforço tem que ser em conjunto com vocês, para sensibilizarmos essas pessoas a se vacinarem. Neste decreto tomamos essas decisões em conjunto com os setores, porque não dá para a gente fazer algo sem ouvir o comércio, o setor do evento e outros. Por isso, todos foram chamados para discutir. Chegarmos ao consenso que é bom para todos. Vamos ampliar os polos e estudamos estratégias para fomentar o acesso à vacinação”, explicou o gestor da capital.

Leia Também:  Ao ser empossado, ministro Fábio Faria prega ‘armistício patriótico’ entre poderes, enquanto militares podem se distanciar

A presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Lorena Bezerra, elogiou o prefeito da Capital por manter o diálogo com todos os setores antes de tomar qualquer decisão que impactará na vida de milhares de trabalhadores. “Mais uma vez, o prefeito se mostrou aberto ao diálogo. A reunião foi produtiva e construímos esse decreto juntos, para termos um aumento da vacinação. Vamos incentivar as pessoas e não deixar a nossa economia cair, evitando que o setor seja prejudicado. Essa reunião também serviu para que as festas de final de ano e demais eventos sejam realizadas de forma segura”, concluiu.

Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA