Destaque

Em 18 dias, 36 pacientes que estavam internados com Covid-19

Publicado

na

Trinta e seis pacientes que estavam internados em leitos de enfermaria no Hospital Municipal São Benedito, em Cuiabá, tiveram alta até a segunda-feira (17). As informações são da Ouvidoria da unidade hospitalar, que ainda registrou de ontem para hoje sete altas hospitalares. Os momentos foram comemorados pela equipe que atua no hospital através de fotos.

Uma delas foi a idosa Lucia Maria Thums, de 73 anos, que ficou internada há 60 dias no hospital, após ter sido acometida com o vírus. A paciente que mora com a amiga, Iris Barbosa de Oliveira, teve alta no dia 10 de maio. “Graças a Deus ela está bem lúcida, só falta sair correndo. Nós somos só gratidão por ter ela em casa depois de tanto tempo, estávamos todos em oração por ela, nunca perdemos a esperança de vê-la recuperada”, disse Iris.

O número de altas vem crescendo, e a taxa de ocupação de leitos de enfermarias e UTIs caindo nas unidades referências no tratamento contra a Covid – antigo Pronto-Socorro e São Benedito –, desde o final de março, após o pico de novos casos da doença, que já chegou a ultrapassar os 200%. Esta semana a taxa de ocupação não passou de 40%. “Tudo é reflexo do nosso compromisso com a saúde pública, do empenho e trabalho de toda equipe em prol da população cuiabana, que está sendo vacinada e recebendo o tratamento em casos mais leves, nas unidades de Atenção Básica da Capital e nos mais graves nos dois hospitais e Upas, com atendimento 24h”, ressaltou o prefeito Emanuel Pinheiro.

Leia Também:  Prefeitura potencializa equipes para os atendimentos de combate às queimadas

Iracema Ferreira de Matos, de 80 anos, foi outra que comemorou a alta hospitalar, após passar nove dias internada na unidade de saúde, com cerca de 50% do pulmão comprometido ao contrair o vírus. A filha da idosa, Luiza Flavia de Matos, comemorou o retorno da mãe para casa e relatou os momentos de medo e oração pelo qual todos os familiares passaram na última semana.

“Foram dias difíceis, foram muitas orações da família e de amigos e como Deus é maravilhoso restaurou a vida da minha vida. Nós ficamos em pânico, chorávamos muito e clamamos a Deus a todo momento, porque a gente tem visto aí toda hora famílias sofrendo com perdas por causa dessa doença e a gente ficou desesperado. Mas buscamos consolo e apego em Deus, a luta não foi fácil, mas não baixamos a cabeça. Minha mãe passou pelo vale da sombra da morte e sobreviveu, muitos não tiveram essa sorte, só temos que agradecer a Ele por essa dádiva”, afirmou ela.

Ampliação das vagas

Equipado pela gestão Emanuel Pinheiro com 60 leitos de Unidade Terapia Intensiva (UTI) e mais 20 clínicos de estabilização, o hospital faz parte do Plano de Mitigação da Capital e passou a atuar este ano como apoio ao Hospital Referência (antigo Pronto-Socorro), além de 40 leitos de enfermarias exclusivamente para a doença.

Leia Também:  Mandados de prisão e de buscas são cumpridos em Lucas do Rio Verde

Além do reforço na terapia intensiva com o Hospital São Benedito, Cuiabá conta ainda com mais 102 leitos de enfermaria exclusivas para pacientes com covid-19, sendo 18 na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Verdão, 25 leitos na Policlínica do Verdão, 26 na UPA Sul, que fica no bairro Pascoal Ramos.

 

Destaque

Prefeitura implanta placas orientativas para motoristas que transitam nas proximidades dos parques

Publicado

na

A Prefeitura de Cuiabá, por meio da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), implantou placas orientativas aos motoristas que transitam nas proximidades dos parques Tia Nair – na Avenida Érico Preza, bairro Jardim Itália e do  Parque das Águas – Avenida Hermina Torquarto da Silva, no Centro Político Administrativo. As orientações são para a redução de velocidade a 30 km/h e o alerta quanto à presença de capivaras e outros animais que podem atravessar as vias.

Há tempos, a Prefeitura vem recebendo reclamações referentes a maus-tratos aos animais, atropelamentos e ainda, muitas capivaras estariam morrendo de fome por causa do crescimento urbano das regiões onde já foi somente mata.

Para preservar a vida dos animais,  o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, pediu para que a Secretaria de Meio Ambiente do Município acione veterinários, biólogos e consulte a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) para que realizem estudos para saber se existe a possibilidade de remoção das capivaras que estão nos parques públicos para outros lugares mais apropriados.

“É preciso olhar com mais cuidado para a causa animal. As placas orientativas visam alertar os motoristas quanto a velocidade nas vias onde há grande fluxo de animal. O objetivo é evitar acidentes e atropelamentos. Na minha gestão já aprovamos leis e criamos outras, que está em fase de regulamentação, para à preservação do animal”, enfatizou Pinheiro.

Leia Também:  ANTT promete solução para duplicar BR-163 até Sinop e decisão deverá sair em breve

Dentre as leis sugeridas em prol dos animais está a Lei 436/17,de proteção aos animais, Lei 6423/19, do protetor independente, Lei 6439/ 19, do animal comunitário, Lei 6492/19, monitoramento através de câmeras em pet shop, Lei 6512/20, da circulação de veículo de tração animal em vias de perímetro urbano e Lei 6549/20, que proíbe o animal em corrente curta.

Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA