Destaque

Ministério da Saúde muda orientação e pede que municípios garantam 2ª dose de vacinas

Publicado

na

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, disse nesta terça-feira (27), que  a Capital garante a segunda dose da vacina para quem foi imunizado com a primeira. Nesta segunda-feira (26), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, orientou na comissão do Senado que discute medidas de combate à pandemia, que  os  municípios de todas as cidades brasileiras a “mudem de tática”  e não apliquem todas as doses enviadas porque existem dificuldades na entrega da CoronaVac.

“Tem nos causado certa preocupação a CoronaVac, a segunda dose. Tem sido um pedido de governadores e  prefeitos, porque, se os senhores lembram, cerca de um mês atrás se liberou as segundas doses para que se aplicassem e agora, em face de retardo de insumo vindo da China para o Butantan, há uma dificuldade com essa 2ª dose”, alertou Queiroga em entrevista.
O prefeito lembra que na Capital, foram espalhadas  informações falsas de que o município estaria estocando imunizantes.  “Há tempos venho alertando que é preciso garantir a 2ª dose,pois, quem tomou a primeira, é automaticamente dona da segunda. Não dá para aplicarmos todas as doses, e o que estou precavendo está ocorrendo em vários municípios que limitaram ou suspenderam a imunização por falta de doses para a segunda aplicação do imunizante”, citou o prefeito.
Atualmente são cinco  pontos de vacinação instalados pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), em Cuiabá.  São eles: estacionamento do Sesi Papa; Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Centro de Eventos do Pantanal,  Sesc Balneário e estacionamento da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (AL-MT). Até esta terça-feira (27) foram de 114.091 doses de imunizantes já foram aplicados na capital,  sendo 85.658  na primeira dose e  na segunda dose foram 28.433 vacinados.
Leia Também:  Cidadãos de outros países poderão voltar da China em aviões do Brasil

Destaque

Prefeitura implanta placas orientativas para motoristas que transitam nas proximidades dos parques

Publicado

na

A Prefeitura de Cuiabá, por meio da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), implantou placas orientativas aos motoristas que transitam nas proximidades dos parques Tia Nair – na Avenida Érico Preza, bairro Jardim Itália e do  Parque das Águas – Avenida Hermina Torquarto da Silva, no Centro Político Administrativo. As orientações são para a redução de velocidade a 30 km/h e o alerta quanto à presença de capivaras e outros animais que podem atravessar as vias.

Há tempos, a Prefeitura vem recebendo reclamações referentes a maus-tratos aos animais, atropelamentos e ainda, muitas capivaras estariam morrendo de fome por causa do crescimento urbano das regiões onde já foi somente mata.

Para preservar a vida dos animais,  o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, pediu para que a Secretaria de Meio Ambiente do Município acione veterinários, biólogos e consulte a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) para que realizem estudos para saber se existe a possibilidade de remoção das capivaras que estão nos parques públicos para outros lugares mais apropriados.

“É preciso olhar com mais cuidado para a causa animal. As placas orientativas visam alertar os motoristas quanto a velocidade nas vias onde há grande fluxo de animal. O objetivo é evitar acidentes e atropelamentos. Na minha gestão já aprovamos leis e criamos outras, que está em fase de regulamentação, para à preservação do animal”, enfatizou Pinheiro.

Leia Também:  Nininho comemora projeto do governo que atenderá mais de 70 municípios

Dentre as leis sugeridas em prol dos animais está a Lei 436/17,de proteção aos animais, Lei 6423/19, do protetor independente, Lei 6439/ 19, do animal comunitário, Lei 6492/19, monitoramento através de câmeras em pet shop, Lei 6512/20, da circulação de veículo de tração animal em vias de perímetro urbano e Lei 6549/20, que proíbe o animal em corrente curta.

Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA