Destaque

Prefeito e primeira-dama irão lançar programa para imunizar população em situação de rua

Publicado

na

O prefeito Emanuel Pinheiro e a  primeira-dama de Cuiabá, Marcia Pinheiro, irão lançar o programa para a imunização contra a Covid-19 para pessoas que compõem o grupo de vulnerabilidade social.  O prefeito afirmou que o programa ainda está em fase de reunião e será lançado até a próxima semana, conforme a chegada de mais remessas de vacina para a Capital, e atenderá o grupo de moradores de rua, garis, carroceiros, varredores, motoristas de transportes coletivos e catadores de recicláveis.

“Quero dar prioridade, dentro do que é preconizado pelo Ministério da Saúde,  a essas pessoas, porque estão expostas demais. São pessoas humildes, trabalhadoras, e segundo pesquisa nacional, são o maior número de internados em enfermarias e leitos de UTIs [Unidade de Terapia Intensiva], e isso me angustiou bastante. Eu já vou preparar imediatamente isso, teremos uma reunião amanhã, mas trabalhamos com 1,3 mil a 1.5 mil pessoas que compõem este grupo”, afirmou o prefeito.

Segundo o prefeito, a ação visa atender  aqueles se encontram em situação de vulnerabilidade. “Segundo pesquisa nacional, publicada pela UOL,  essas pessoas ocupam a maior parte dos leitos de enfermarias e UTI. Desta forma, vamos fazer de Cuiabá uma sociedade mais justa, mais solidária, mais respeitosa, mais fraterna, mais humana e mais igualitária. Ao fazer isso também vamos continuar avançando. E quando a primeira-dama sai à frente articulando desse projeto, demonstra que aqui nessa gestão trabalhamos com o coração, com emoção, respeitando acima de tudo as pessoas, sem discriminá-las, sem julgá-las. E para isso precisamos criar oportunidades”, disse.

Leia Também:  Detran-MT reabre unidades de Sorriso na segunda-feira

Pinheiro também ressaltou o trabalho de descentralização na vacinação em Cuiabá, que tem melhorado a campanha contra a Covid-19 e vacinando moradores por regiões e grupos, com mais qualidade e rapidez. Atualmente a Capital conta com quatro polos de imunização: no Centro de Eventos do Pantanal, no Sesi Papa, UFMT e Sesc Balneário. Na tarde de hoje (23), um novo polo anexo ao estacionamento do teatro Zulmira Canavarros, na Assembleia Legislativa, começa a funcionar ainda na data de hoje. Desde o dia 20 de janeiro, a campanha Vacina Cuiabá – Sua vida em primeiro lugar, já imunizou cerca de cem mil pessoas.

“Nossa estrutura está boa, rápida, está eficiente e humanizada, com toda segurança, porque essa é a prioridade e esse é nosso foco. Ganhamos várias parcerias depois da descentralização, que mostra a credibilidade da nossa gestão, a preocupação social dos nossos setores representativos. Inúmeras instituições estão nos apoiando e outras tantas querem nos apoiar. Temos mais planejamentos para ampliar, na medida que chegue mais vacinas. E o resultado disso é que até às 10h desta sexta, só tínhamos mais 300 doses que irão acabar hoje. Porém já fomos informados que chegaram mais vacinas, mas ainda não sei quantas virão para Cuiabá, o que dificulta nosso planejamento, aí ficamos nessa expectativa, se vamos ou não, abrir mais pontos de vacinação”, ressaltou.

Destaque

Prefeitura implanta placas orientativas para motoristas que transitam nas proximidades dos parques

Publicado

na

A Prefeitura de Cuiabá, por meio da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), implantou placas orientativas aos motoristas que transitam nas proximidades dos parques Tia Nair – na Avenida Érico Preza, bairro Jardim Itália e do  Parque das Águas – Avenida Hermina Torquarto da Silva, no Centro Político Administrativo. As orientações são para a redução de velocidade a 30 km/h e o alerta quanto à presença de capivaras e outros animais que podem atravessar as vias.

Há tempos, a Prefeitura vem recebendo reclamações referentes a maus-tratos aos animais, atropelamentos e ainda, muitas capivaras estariam morrendo de fome por causa do crescimento urbano das regiões onde já foi somente mata.

Para preservar a vida dos animais,  o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, pediu para que a Secretaria de Meio Ambiente do Município acione veterinários, biólogos e consulte a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) para que realizem estudos para saber se existe a possibilidade de remoção das capivaras que estão nos parques públicos para outros lugares mais apropriados.

“É preciso olhar com mais cuidado para a causa animal. As placas orientativas visam alertar os motoristas quanto a velocidade nas vias onde há grande fluxo de animal. O objetivo é evitar acidentes e atropelamentos. Na minha gestão já aprovamos leis e criamos outras, que está em fase de regulamentação, para à preservação do animal”, enfatizou Pinheiro.

Leia Também:  Conheça Esther, a primeira filha de Carol Dias e Kaká

Dentre as leis sugeridas em prol dos animais está a Lei 436/17,de proteção aos animais, Lei 6423/19, do protetor independente, Lei 6439/ 19, do animal comunitário, Lei 6492/19, monitoramento através de câmeras em pet shop, Lei 6512/20, da circulação de veículo de tração animal em vias de perímetro urbano e Lei 6549/20, que proíbe o animal em corrente curta.

Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA