Destaque

Nova edição do Qualifica estima atingir 10 mil pessoas com cursos profissionalizantes

Publicado

na

O programa de formação profissional idealizado pela primeira-dama Márcia Pinheiro, o “Qualifica” vai ganhar uma nova edição. Com a meta de atingir 10 mil pessoas, o programa será executado desta vez pela Secretaria de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico em parceria com a Secretaria de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência, Secretaria da Mulher e vai utilizar dos dados do Sine para dimensionar público e demanda de mercado para ofertar os cursos de qualificação profissional.

“Tivemos três edições que deram muito certo e por isso vamos ampliar. A população de Cuiabá é trabalhadora, tem muito talento e vamos só lapidar, auxiliar no primeiro passo do caminho profissional”, disse o prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro.

Investir na profissionalização da população cuiabana sempre foi uma determinação do prefeito Emanuel Pinheiro, mas durante a pandemia se tornou uma prioridade. O banco de dados do Sine Municipal será utilizado para subsidiar a definição dos cursos ofertados e também dimensionar o público, suas principais necessidades e as demandas do mercado.

“Nós fizemos hoje a primeira reunião de planejamento do cronograma das atividades de capacitação e ampliação do programa Qualifica em 2021. Vamos buscar parcerias do Senai, Sebrae, Senac, que já tem um histórico conosco e estamos abertos aos novos parceiros que queiram somar com a gestão Emanuel Pinheiro nesse programa de fomento a geração de emprego e renda para a nossa gente”, disse o secretário de Agricultura, Francisco Vuolo.

Leia Também:  Centro de Triagem atendeu mais de 70 mil pessoas em quatro meses de funcionamento

Além de oferecer cursos que atendam as demandas do mercado, a gestão Emanuel Pinheiro quer continuar a fomentar o empreendedorismo do público feminino. “Nós sabemos que muitas mulheres são as chefes de suas famílias e que outras contribuem com boa parte da renda, além de também ser uma importante ferramenta para a independência financeira de muitas, por isso é tão importante continuarmos com a capacitação voltada para este público”, comentou a secretária da Mulher, Luciana Zamproni.

O Programa Qualifica tem como principal objetivo contribuir para a qualificação profissional das famílias de baixa renda em Cuiabá. Em suas edições anteriores, foram ofertados cursos nas mais diversas áreas, como alimentação, informática, empreendedorismo, recursos humanos e estética, os participantes ficam preparados tecnicamente para o mercado de trabalho.

“Desde 2018, quando o programa foi lançado, formamos cerca de 4.5 mil pessoas em três edições. Um projeto que partiu de um sonho da primeira-dama Márcia Pinheiro e que, com a gestão humanizada do prefeito Emanuel Pinheiro tornou-se possível. Que venham as novas edições e as novas parcerias, que possamos continuar sonhando juntos e transformando a vida das pessoas”, disse a secretária de Assistência Social, Hellen Ferreira.

Leia Também:  COLISÃO FRONTAL: Casal morre ao bater com carreta na MT-242

Por meio de uma parceria firmada com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial- Senai, os cursos foram 100% gratuitos e realizados nas unidades dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), localizados próximos as residências dos alunos para facilitar o acesso do público, que muitas vezes não tem dinheiro para pagar a condução.

Destaque

O Legislativo foi fundamental para consolidar a ferrovia estadual, afirma Max Russi

Publicado

na

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Max Russi (PSB) está otimista, quanto a valorização dos produtos em todo o Estado, por meio da melhoria da logística de transporte, com a implantação da malha ferroviária. O desenvolvimento social, com a geração de postos de trabalho, também foi destacado pelo parlamentar.

O presidente do Parlamento, ressaltou que o Legislativo está sendo fundamental para a consolidação da ferrovia estadual em Mato Grosso. Durante a solenidade para assinatura do contrato de construção, implantação e exploração do complexo ferroviário, que vai interligar Cuiabá a Rondonópolis, bem como Rondonópolis com Nova Mutum e Lucas do Rio Verde. Os atos oficiais aconteceram nesta segunda-feira (20).

Max Russi disse que o Parlamento foi responsável pela aprovação da Lei, que possibilitou com que o governador Mauro Mendes continuasse as tratativas, que asseguram juridicamente todos os encaminhamentos para o início das obras.

O deputado citou a Proposta de Emenda à Constituição 16/2020, que criou a possibilidade de que o governo pudesse construir e explorar, de forma direta, a malha ferroviária no estado.

Leia Também:  Operações de fiscalização flagram 91 pessoas dirigindo alcoolizadas e 411 sem possuir habilitação

Esse é um avanço gigantesco e vai agregar valor à nossa produção. A Assembleia foi importantíssima nesse projeto, apresentando a PEC, aprovando por meio de todos os deputados e dando ao Governo do Estado a condição de trazer a primeira ferrovia estadual”, complementou.

Max Russi acredita que a malha viária, que será denominada Ferrovia Autorizada de Transporte Olacyr de Moraes (FICO) além de gerar mais de 240 mil empregos diretos e indiretos, vai fomentar principalmente o agronegócio e a indústria, além de resultar em insumos com preços mais competitivos. “Vai sobrar dinheiro no bolso do mato-grossense e isso será um grande ganho social”, avalia.

O projeto da ferrovia estadual prevê investimento de R$ 11,2 bilhões para a sua implantação.

Participam ainda dos eventos de assinatura, que tiveram início na capital cuiabana e foram finalizamos em Lucas do Rio Verde, senadores, deputados federais, deputados estaduais, secretários de Estado, representantes da Rumo Logística e autoridades dos municípios, por onde está prevista a passagem da ferrovia.

Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA