Destaque

Arena Pantanal deixa de ser elefante branco

Publicado

na

A Arena Pantanal deixou de ser considerada um elefante branco, como são conhecidas as obras que acabam sem finalidade. É o que destaca o site especializado Uol Esporte, nesta sexta-feira (02.04), apontando que a boa utilização dos recursos pelo Governo do Estado fez com o local cumprisse o papel multifunções para o qual foi construído.

O estádio será palco da Série A do futebol brasileiro, em 2021, com o Cuiabá Esporte Clube, que irá disputar partidas no campeonato brasileiro.

Além disso, a arena abriga o Centro de Triagem Covid-19, grande responsável pela testagem e tratamento precoce da população no combate à pandemia. Mais de 140 mil pessoas da Baixada Cuiabana já passaram pelo local e receberam amplo atendimento, com diagnóstico, consulta médica, exame de tomografia e medicamentos, quando necessário.

A Arena Pantanal ainda abriga a Escola Arena (Escola Estadual Governador José Fragelli, para cerca de 400 alunos do 7º ano Fundamental até o 1º ano Médio), a Secretaria Adjunta de Esporte e Lazer do Estado, uma unidade do Detran (Departamento Estadual de Trânsito) e o centro de arrecadação de alimentos do programa Vem Ser Mais Solidário, coordenado pela primeira-dama Virginia Mendes.

Leia Também:  Plantio de árvores nativas do cerrado e piquenique comemoram o Dia do Meio Ambiente

Confira a íntegra da matéria 

Reprodução

Um dos 12 estádios construídos ou reformados no Brasil para a Copa do Mundo de 2014, a Arena Pantanal completa hoje (2) sete anos de seu jogo de inauguração. Mais do que a data comemorativa, o ano é importante porque pela primeira vez há uma perspectiva de realização de jogos de elite com frequência no local, graças ao acesso do Cuiabá à Série A do Brasileirão.

Além da Arena Pantanal, Arena da Amazônia, Arena das Dunas, Arena Pernambuco e Mané Garrincha desde o Mundial se tornaram “elefantes brancos”, estádios que só recebem jogos de pouco apelo ou caça-níqueis de empresários em acordo com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e grandes clubes, principalmente do Rio de Janeiro — até um esquema de corrupção na venda de mandos foi descoberto.

Em 2021, porém, a arena passa a ser um estádio que não depende mais de “favores” para ter futebol de alto nível. Fundado em 2001, o Cuiabá Esporte Clube subiu para a Série A junto com Chapecoense, América-MG e Juventude e colocou o Mato Grosso na elite após 25 anos. O time usa o estádio desde a inauguração.

Leia a matéria no UOL ESPORTE: Ex-elefante branco

Destaque

Prefeitura implanta placas orientativas para motoristas que transitam nas proximidades dos parques

Publicado

na

A Prefeitura de Cuiabá, por meio da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), implantou placas orientativas aos motoristas que transitam nas proximidades dos parques Tia Nair – na Avenida Érico Preza, bairro Jardim Itália e do  Parque das Águas – Avenida Hermina Torquarto da Silva, no Centro Político Administrativo. As orientações são para a redução de velocidade a 30 km/h e o alerta quanto à presença de capivaras e outros animais que podem atravessar as vias.

Há tempos, a Prefeitura vem recebendo reclamações referentes a maus-tratos aos animais, atropelamentos e ainda, muitas capivaras estariam morrendo de fome por causa do crescimento urbano das regiões onde já foi somente mata.

Para preservar a vida dos animais,  o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, pediu para que a Secretaria de Meio Ambiente do Município acione veterinários, biólogos e consulte a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) para que realizem estudos para saber se existe a possibilidade de remoção das capivaras que estão nos parques públicos para outros lugares mais apropriados.

“É preciso olhar com mais cuidado para a causa animal. As placas orientativas visam alertar os motoristas quanto a velocidade nas vias onde há grande fluxo de animal. O objetivo é evitar acidentes e atropelamentos. Na minha gestão já aprovamos leis e criamos outras, que está em fase de regulamentação, para à preservação do animal”, enfatizou Pinheiro.

Leia Também:  Venda online de bebidas alcoólicas cresce 93,9% durante a pandemia, aponta Compre&Confie

Dentre as leis sugeridas em prol dos animais está a Lei 436/17,de proteção aos animais, Lei 6423/19, do protetor independente, Lei 6439/ 19, do animal comunitário, Lei 6492/19, monitoramento através de câmeras em pet shop, Lei 6512/20, da circulação de veículo de tração animal em vias de perímetro urbano e Lei 6549/20, que proíbe o animal em corrente curta.

Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA