Destaque

Ministério da Saúde destina 896 doses de vacina aos profissionais de Segurança e Salvamento em MT

Publicado

na

O Ministério da Saúde destinou 896 doses do imunizante CoronaVac para os profissionais das Forças Armadas, de Salvamento e Segurança em Mato Grosso. As vacinas destinadas para este público integram a remessa com 113,2 mil doses, recebida pelo Estado na manhã desta quinta-feira (01.04).

De acordo com a Nota Técnica do Ministério da Saúde, o quantitativo de 896 doses equivale a 6% do número total de profissionais que integram as Forças Armadas em Mato Grosso.

Assim como nos demais grupos prioritários, a estimativa das doses enviadas e do público a ser vacinado é realizada pelo próprio Governo Federal.

SES-MT

No que se refere especificamente ao público das Forças Armadas, de Salvamento e Segurança, foram encaminhadas 6.479 doses para a região Centro-Oeste do país. A Nota Oficial do Ministério da Saúde informa que Mato Grosso do Sul recebeu 1.332 doses, Goiás recebeu 2.014 e Distrito Federal recebeu 2.237.

O quantitativo enviado aos Estados já engloba os 5% de margem estratégica, para evitar o prejuízo por perdas operacionais.

Leia Também:  Caixa credita na segunda saque emergencial para nascidos em setembro

Destaque

O Legislativo foi fundamental para consolidar a ferrovia estadual, afirma Max Russi

Publicado

na

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Max Russi (PSB) está otimista, quanto a valorização dos produtos em todo o Estado, por meio da melhoria da logística de transporte, com a implantação da malha ferroviária. O desenvolvimento social, com a geração de postos de trabalho, também foi destacado pelo parlamentar.

O presidente do Parlamento, ressaltou que o Legislativo está sendo fundamental para a consolidação da ferrovia estadual em Mato Grosso. Durante a solenidade para assinatura do contrato de construção, implantação e exploração do complexo ferroviário, que vai interligar Cuiabá a Rondonópolis, bem como Rondonópolis com Nova Mutum e Lucas do Rio Verde. Os atos oficiais aconteceram nesta segunda-feira (20).

Max Russi disse que o Parlamento foi responsável pela aprovação da Lei, que possibilitou com que o governador Mauro Mendes continuasse as tratativas, que asseguram juridicamente todos os encaminhamentos para o início das obras.

O deputado citou a Proposta de Emenda à Constituição 16/2020, que criou a possibilidade de que o governo pudesse construir e explorar, de forma direta, a malha ferroviária no estado.

Leia Também:  Motociclistas recebem orientações sobre segurança na Semana Nacional do Trânsito

Esse é um avanço gigantesco e vai agregar valor à nossa produção. A Assembleia foi importantíssima nesse projeto, apresentando a PEC, aprovando por meio de todos os deputados e dando ao Governo do Estado a condição de trazer a primeira ferrovia estadual”, complementou.

Max Russi acredita que a malha viária, que será denominada Ferrovia Autorizada de Transporte Olacyr de Moraes (FICO) além de gerar mais de 240 mil empregos diretos e indiretos, vai fomentar principalmente o agronegócio e a indústria, além de resultar em insumos com preços mais competitivos. “Vai sobrar dinheiro no bolso do mato-grossense e isso será um grande ganho social”, avalia.

O projeto da ferrovia estadual prevê investimento de R$ 11,2 bilhões para a sua implantação.

Participam ainda dos eventos de assinatura, que tiveram início na capital cuiabana e foram finalizamos em Lucas do Rio Verde, senadores, deputados federais, deputados estaduais, secretários de Estado, representantes da Rumo Logística e autoridades dos municípios, por onde está prevista a passagem da ferrovia.

Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA