Destaque

Na contramão do Banco do Brasil, Caixa anuncia abertura de 75 novas agências

Publicado

na

A Caixa vai abrir mais 75 unidades no país, entre 55 agências e 20 filiais especializadas em agronegócio, informou o banco. É movimento na direção contrária do Banco do Brasil, que chegou a divulgar o plano de fechar 361 filiais neste primeiro semestre , além de programas de demissão voluntária, o que  gerou protestos e quase resultou na demissão do presidente da instituição, André Brandão neste mês.

A expansão da Caixa , descrita pelo banco como a maior dos últimos anos, mira principalmente nas regiões Norte e Nordeste do país. Ao todo, deve gerar mais de 1.500 empregos no país ao longo de 2021, começando pela contratação imediata de 566 profissionais para reforçarem a operação.

“Além de reforçar o time de atendimento, o banco fomenta a economia, gerando emprego e renda a centenas de famílias”, diz Pedro Guimarães , presidente da Caixa em comunicado.

A Caixa tem se firmado como o braço de interlocução do governo com a população de baixa renda, com a imagem de um banco social. Foi por meio da Caixa que o governo distribuiiu a injeção de R$ 55 bilhões mensais em recursos no auxílio emergencial, criado para ajudar os trabalhadores informais a atravessarem a crise. O presidente da instituiçã, Pedro Guimarães, já apareceu diversas vezes ao lado do presidente Jair Bolsonaro em transmissões semanais por rede social.

Leia Também:  População do Brasil passa de 211,7 milhões de habitantes, estima IBGE

As medidas anunciadas no começo do mês pelo BB previam o fechamento de 112 agências, dentre as 361 unidades, com a estimativa de desligar 5 mil funcionários por meio dos programas de demissão voluntária. Após a turbulência, os planos de cortar despesas em R$ 353 milhões este ano e de até R$ 2,7 bilhões até 2025 foram mantidos, embora mudanças tenham sido cogitadas após o episódio.

A pandemia acelerou o movimento de digitalização dos bancos, com mais e mais brasileiros recorrendo a serviços pela internet para transações financeiras. O enxugamento de quadros e o fechamento de agências se tornaram uma realidade no setor. Em 2012, a categoria de bancários tinha 513 mil trabalhadores. Atualmente são menos de 450 mil, segundo números da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT).

Você viu?

A Caixa afirma que com as inaugurações, o banco estará presente em todos os municípios do país com mais de 40 mil habitantes. Das 75 unidades anunciadas, 36 ficarão em estados do Nordeste, sendo 16 no Maranhão. No Norte, serão abertas 19 filiais; no Centro-Oeste, uma dezena. Haverá outras sete no Sudeste e duas no Sul.

Leia Também:  Investimentos do Governo de MT no combate às queimadas será mantido

Unidades em barcos e caminhões

No Norte , haverá ainda reforço na operação com agências-barco, com mais duas no Amazonas e na Ilha de Marajó, onde a cobertura sobe de dez para 14 municípios. Outra unidade marítima vai de seis para 15 municípios no Rio Solimões e chegando, agora, ao Rio Negro. No total, a cobertura no Amazonas sobe de 39% para 70% dos municípios.

Haverá ainda 12 agências-caminhão percorrendo o país. Ao todo, serão 4.200 agências, alcançando mais de 26 mil postos de atendimento, considerando postos, correspondentes bancários, casas lotéricas e outros.

Após assumir a gestão dos recursos e pagamento de indenizações do Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre ( DPVAT ), a Caixa informou que lançará em breve o App DPVAT, que vai permitir envio de documentos pelos usuários e o acompanhamento dos pedidos de indenização.

Destaque

Com pedido de vista no STF, composição da mesa diretora da ALMT pode ser alterada

Publicado

na

Após abrir divergência no julgamento sobre a reeleição para a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), o ministro Gilmar Mendes pediu vista do processo, que está em análise no plenário virtual do Supremo Tribunal Federal (STF). O pedido de vista foi apresentado nesta terça-feira (21).

A ação foi apresentada em março deste ano, após a reeleição do deputado estadual Eduardo Botelho (DEM) para seu terceiro mandato como presidente da Assembleia Legislativa. Nove dias após a proposição, o ministro Alexandre de Moraes concedeu liminar impedindo a posse de Botelho, o que levou à realização de uma nova eleição da Mesa Diretora da ALMT.

Proposta pela Procuradoria-Geral da República (PGR), a ação questionava a possibilidade de múltiplas reeleições para o mesmo cargo na Mesa Diretora, apontando que a Constituição Federal impedia este tipo de conduta no Congresso Nacional. Assim, as casas legislativas estaduais e municipais deveriam seguir o mesmo entendimento, permitindo apenas uma reeleição para o mesmo cargo de um membro da Mesa Diretora.

O processo foi a julgamento virtual pela primeira vez em 11 de junho, mas foi suspenso devido a um pedido de vista do ministro Gilmar Mendes, o decano da corte, que não havia apresentado seu voto até então.

Leia Também:  Pesar

O julgamento virtual retomado na última sexta-feira, 17 de setembro, ocasião em que o ministro Gilmar Mendes abriu divergência do relator do caso, Alexandre de Moraes. Mendes manteve a maior parte da decisão do relator, que limitou a uma única reeleição, mas abriu brecha para que Botelho pudesse ser reconduzido à Presidência.

“Ante o exposto, divirjo em parte do Ministro Relator e julgo procedente o pedido para conferir interpretação conforme a Constituição Federal […] e estabelecer que é permitida apenas uma reeleição ou recondução sucessiva ao mesmo cargo da Mesa Diretor, mantida a composição da Mesa de Assembleia Legislativa eleita antes da publicação do acórdão da ADI 6524 (06/04/2021)”, disse Gilmar em seu voto.

Antes do pedido de vistas, o ministro Ricardo Lewandowski acompanhou o voto de Gilmar Mendes, estabelecendo o placar de 2 a 1 para a decisão que permite a recondução de Botelho à presidência da Assembleia.

Não há data para a retomada do julgamento. Falta ainda a manifestação de sete ministros.

Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA