Destaque

Policiais recebem elogio por socorrer família durante temporal

Publicado

na

Na manhã desta quarta-feira (13.01) o comandante geral da Polícia Militar, coronel Jonildo José de Assis, recebeu em seu gabinete o sargento Carlos José da Silva e o soldado Leodson Luiz Mendes Pereira para um ato de elogio formal. Os dois policiais salvaram uma família cujo carro ficou ilhado na enchente provocada pelo temporal que caiu sobre Cuiabá no último domingo (10).

Lotados na 21ª Companhia de Polícia Militar do Centro, o sargento Carlos e o soldado Luiz faziam rondas na região central quando depararam com uma família dentro de um Fiat Uno. O veículo estava parado na Avenida Tenente Coronel Duarte parcialmente coberto de água com três ocupantes, um casal e uma criança de quatro anos.

Sem conseguir seguir trafegando pela via, a família corria riscos de ser arrastada pela enxurrada. Os dois policiais retiram os três ocupantes do carro e os levaram para um local seguro.

Durante a entrega do elogio o coronel Assis destacou o senso de responsabilidade e compromisso dos dois policiais com a missão maior da Polícia Militar, que é ‘servir e proteger’ mesmo em situações que representem riscos à própria vida.

Leia Também:  Prefeitura entrega para a comunidade do Carrapicho uma nova escola municipal no próximo dia 4

“Além de exemplo a todos os policiais militares, o ato desses policiais faz com que a sociedade compreende a dedicação, a coragem e o risco a que estão submetidos os nossos policiais”, completou o coronel Assis.

Os policiais receberam o elogio ao lado de familiares, do comandante da 21ª Cia Centro, tenente-coronel Corrêa Júnior, e de outros oficiais do Comando Geral da PMMT.

SARGENTO HOMENAGEADA

Com um longo currículo como voluntário do Programa de Resistência à Drogas e Violência, a sargento Sandra Aparecida da Silva também recebeu elogio do comandante geral.

Há quase 10 anos ela interpretando o Leão, mascote do Proerd, nas atividades educativas e recreativas de prevenção às drogas. No calor escaldante de Cuiabá, Sandra passa horas vestida a pesada roupa do personagem símbolo do Proerd, o Leão, alegrando as crianças e adolescentes.

Sd Elias/PMMT

Presente em ações educativas, eventos culturais e festivos, como a entrega de presentes e cestas básicas da Operação Natal Feliz, realizada no final de 2020 pela PM, em parceria com a primeira dama Virgínia Mendes, a sargento Sandra não só leva alegria, chamando a atenção para os perigos do consumo de droga.

Leia Também:  Indígenas fecham rodovias e cobram pedágio em rodovias de MT

Sd Elias/PMMT

Destaque

Com pedido de vista no STF, composição da mesa diretora da ALMT pode ser alterada

Publicado

na

Após abrir divergência no julgamento sobre a reeleição para a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), o ministro Gilmar Mendes pediu vista do processo, que está em análise no plenário virtual do Supremo Tribunal Federal (STF). O pedido de vista foi apresentado nesta terça-feira (21).

A ação foi apresentada em março deste ano, após a reeleição do deputado estadual Eduardo Botelho (DEM) para seu terceiro mandato como presidente da Assembleia Legislativa. Nove dias após a proposição, o ministro Alexandre de Moraes concedeu liminar impedindo a posse de Botelho, o que levou à realização de uma nova eleição da Mesa Diretora da ALMT.

Proposta pela Procuradoria-Geral da República (PGR), a ação questionava a possibilidade de múltiplas reeleições para o mesmo cargo na Mesa Diretora, apontando que a Constituição Federal impedia este tipo de conduta no Congresso Nacional. Assim, as casas legislativas estaduais e municipais deveriam seguir o mesmo entendimento, permitindo apenas uma reeleição para o mesmo cargo de um membro da Mesa Diretora.

O processo foi a julgamento virtual pela primeira vez em 11 de junho, mas foi suspenso devido a um pedido de vista do ministro Gilmar Mendes, o decano da corte, que não havia apresentado seu voto até então.

Leia Também:  Comunidades do Sucuri, Tarumã e Três Pedras recebem doações de cestas básicas

O julgamento virtual retomado na última sexta-feira, 17 de setembro, ocasião em que o ministro Gilmar Mendes abriu divergência do relator do caso, Alexandre de Moraes. Mendes manteve a maior parte da decisão do relator, que limitou a uma única reeleição, mas abriu brecha para que Botelho pudesse ser reconduzido à Presidência.

“Ante o exposto, divirjo em parte do Ministro Relator e julgo procedente o pedido para conferir interpretação conforme a Constituição Federal […] e estabelecer que é permitida apenas uma reeleição ou recondução sucessiva ao mesmo cargo da Mesa Diretor, mantida a composição da Mesa de Assembleia Legislativa eleita antes da publicação do acórdão da ADI 6524 (06/04/2021)”, disse Gilmar em seu voto.

Antes do pedido de vistas, o ministro Ricardo Lewandowski acompanhou o voto de Gilmar Mendes, estabelecendo o placar de 2 a 1 para a decisão que permite a recondução de Botelho à presidência da Assembleia.

Não há data para a retomada do julgamento. Falta ainda a manifestação de sete ministros.

Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA