Cotidiano

Seduc fará enquete para definir modelo de retorno às aulas

Publicado

na

O governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT), quer ouvir pais e responsáveis pelos alunos da rede estadual de ensino, assim como todos os profissionais, para saber a opinião sobre o retorno das aulas em fevereiro deste ano. Por meio de uma enquete no site da Seduc (www.seduc.mt.gov.br) será possível escolher entre três modelos: presencial (100% dos alunos em sala de aula), híbrido (50% dos alunos em sala de aula, com revezamento) ou não presencial (100% dos alunos em casa com estudo on-line e off-line).

A enquete começa nesta terça-feira (12) e a votação será finalizada na quinta-feira (14).

Para votar, pais ou responsáveis e os profissionais da educação deverão informar o número do CPF, o município onde os filhos estudam ou onde o profissional está lotado, e no caso dos pais quantos filhos estão matriculados na rede estadual de ensino.

Votos com CPF inválidos ou repetidos não serão computados.

Secretário de Educação, Alan Porto enfatiza que o diálogo será ampliado também com o Sindicado dos Trabalhadores no Ensino Público (Sintep), Fórum Estadual de Educação, União dos Dirigentes Municipais de Educação de Mato Grosso (Undime), Associação Matogrossense dos Municípios (AMM), senadores, deputados federais e estaduais.

Leia Também:  OAB anuncia apoio a Estatuto do Pantanal e pela retomada do programa BID Pantanal

“As aulas serão retomadas no dia 8 de fevereiro, mas o modelo vai depender da curva epidemiológica da Covid-19. Não vamos tomar nenhuma decisão irresponsável. Nossa maior preocupação é com a saúde dos nossos profissionais e alunos”, enfatiza Alan Porto.

O secretário destaca que a enquete e as discussões com representantes de sindicato, comissões e políticos têm o objetivo de saber qual é a análise feita pela sociedade. “A decisão final será tomada levando em consideração a opinião de pais e responsáveis pelos alunos, a dos profissionais que estarão nas escolas, dos representantes da sociedade e os dados da Covid-19. Já tivemos um grande prejuízo no aprendizado em 2020 devido à pandemia. O ensino presencial é indispensável, principalmente na fase da alfabetização. Mas este retorno só ocorrerá de forma totalmente segura”, garante Alan Porto.

Cotidiano

Governo assina convênios para pacote de obras em escolas, aquisição de micro-ônibus e equipamentos

Publicado

na

O Governo de Mato Grosso, por meio da secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT), firmará, na próxima terça-feira (19.01), mais de 50 convênios com 26 municípios, para a construção de novas escolas estaduais e de quadras poliesportivas, ampliação de unidades, além da aquisição de micro-ônibus, mobiliários e equipamentos.

Os convênios ultrapassam os R$ 40 milhões e fazem parte do pacote de investimentos do programa Mais MT. O evento será realizado no Palácio Paiaguás, às 9h.

Dentro do pacote está a construção de três novas escolas em Peixoto de Azevedo, Primavera do Leste e Querência.

Em Peixoto de Azevedo o convênio firmado direto com a prefeitura prevê um investimento do governo de R$ 3.995.000,00 e R$ 5.000,00 de contrapartida do município.

O projeto é de construção da Escola Estadual Luciene Cardos de Oliveira, com 10 salas de aula e uma quadra poliesportiva. O terreno fica no Loteamento Nova Esperança, nas ruas Manaus e Parnaíva.

Em Primavera do Leste, a nova unidade terá 16 salas de aula e quadra poliesportiva. Será construída no bairro Jardim Luciana. A prefeitura destaca que o bairro tem apresentado um grande crescimento populacional e precisa de infraestrutura para atender os moradores de toda a redondeza.

Leia Também:  Seduc realiza avaliação diagnostica com estudantes da rede estadual de ensino

O investimento do governo do Estado será de R$ 7.495.000,00 e a contrapartida da prefeitura de R$ 5.000,00.

Em Querência, será construído o novo prédio da Escola Estadual Indígena Central Kisedje, com oito salas de aula. A escola atende alunos dos Anos Iniciais e Finais do Ensino Fundamental e do Ensino Médio. Neste prédio, o investimento do Estado será de R$ 1.995.000,00 com contrapartida de R$ 5.000,00 do município.

Ampliações e quadras

Os convênios também são para ampliações em oito escolas estaduais, localizadas em Campo Novo do Parecis, Nova Canaã do Norte, Sapezal e Sorriso. Cada unidade terá mais oito salas de aula, uma média de 240 novas vagas. As obras estão previstas para iniciar ainda no primeiro semestre.

Vinte e duas escolas vão ganhar uma nova quadra poliesportiva, possibilitando aos estudantes um espaço adequado para a prática de esportes. As quadras serão construídas em escolas de Campo Novo do Parecis, Figueirópolis D’Oeste, Juscimeira, Nortelândia, Nova Lacerda, Peixoto de Azevedo, Porto Alegre do Norte, Primavera do Leste, Querência, Santa Rita do Trivelato e Sorriso.

Leia Também:  Prefeitura de Cuiabá convoca aprovados no processo seletivo da Secretaria de Educação

Em Campo Novo do Parecis, a obra de ampliação será na Escola Estadual Jardim do Ipês, no bairro com o mesmo nome. Além de um novo bloco escolar com oito salas de aula, serão construídos novos banheiros na unidade e uma quadra poliesportiva. O convênio assinado com a prefeitura totaliza R$ 1.500.000,00, sendo R$ 1.495.000,00 de investimentos do governo e R$ 5.000,00 de contrapartida do município.

Também em Campo Novo do Parecis, a Escola Estadual Marechal Cândido Rondon vai ganhar uma nova quadra poliesportiva (R$ 695.000,00 de investimentos do Estado e R$ 5.000,00 de contrapartida do município).

Em Itanhangá, a Escola Joaquim Barbosa vai ganhar mais oito salas de aula e também uma quadra poliesportiva. O projeto também prevê a instalação de posto de transformação para que a unidade possa receber climatização.

Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA