Destaque

Secretaria de Saúde realiza evento virtual para debater ações de promoção à vida

Publicado

na

Com o tema “Promoção da Vida no Setembro Amarelo”, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT), por meio da Coordenadoria de Promoção e Humanização da Saúde (COPHS), promove no dia 10 de setembro o III Encontro Intersetorial de Prevenção ao Suicídio, que disponibiliza uma rica programação com diversos temas aos profissionais da saúde e toda a sociedade do Estado de Mato Grosso.

Neste ano, devido à pandemia do novo coronavírus, o evento será virtual e as palestras com os profissionais serão exibidas pelo YouTube, por meio do link: https://www.youtube.com/channel/UC4u4fDWkW8FrhPtEq2TstzA. Todos os participantes receberão certificado de participação digital, que será enviada pela Escola de Saúde Pública (ESP-MT) e fará o envio do documento por e-mail.

O suicídio é um fenômeno complexo que pode afetar indivíduos em diferentes fases e situações da vida. Boletim Epidemiológico dos anos entre 2015-2018 a Vigilância Epidemiológica da SES-MT detecta alguns fatores de risco como precursores do fenômeno que extrapolam o âmbito dos transtornos mentais. Assim, não é possível determinar uma causa única. No período da pandemia foi observado que as taxas de lesões autoprovocadas continuam aumentando, porém as taxas de óbitos por suicídio caíram.

Leia Também:  Hospital São Benedito celebra 03 anos com abertura de 20 novos leitos

Todos os fatores de riscos serão debatidos durante o encontro, que apresenta variadas temáticas para a construção de ações que possam promover a qualidade de vida e reverter os impactos de riscos e danos à saúde promovendo a melhor forma de prevenção para reverter os dados negativos.

O evento conta com o apoio da Secretaria Adjunta de Comunicação (Secom),  Coordenadoria de Vigilância Epidemiológica (Covepi), Coordenadoria de Ações Programáticas e Estratégicas (Coapre),  Escola de Saúde Pública do Estado de Mato Grosso (ESP-MT) e  Escritórios Regionais de Saúde/Superintendência de Gestão Regional/SES-MT.

Confira programação do evento

Serviços

A coordenadoria de Promoção e Humanização da Saúde da SES-MT disponibilizou os contatos (65) 3613-5415 ou (65) 98415-9874 para qualquer esclarecimento sobre a programação.

Fonte: GOV-MT

Destaque

Vacinação contra covid-19 para crianças começa hoje (20); Vereador Dr. Luiz Fernando defende imunização

Publicado

na

Por Márcia Martins
Crianças de 5 a 11 anos começam a ser imunizadas contra Covid-19, a partir desta quinta-feira (20), no polo da Unic Beira Rio, a partir das 9h, em Cuiabá. Durante entrevistas a vários meios de comunicação e em suas redes sociais, o vereador e médico Dr. Luiz Fernando (Republicanos), fez questão de mostrar seu posicionamento favorável à imunização infantil.

Médico há 20 anos, presidente da Comissão de Saúde na Câmara Municipal da Capital, o parlamentar tem diversas leis e projetos voltados para a área da medicina.

“Eu sou a favor da vacinação em crianças. A favor da ciência. Tenho um filho de 5 e de 7 anos e vou levar os dois para se vacinar”, reforça o vereador ao informar que os pais ou responsáveis deverão entrar no site www.vacina.cuiaba.mt.gov.br, escolher o grupo no qual a criança se encaixa e preencher os dados. A primeira criança a receber a dose do imunizante será um garotinho, de 9 anos, que faz parte do grupo de pacientes imunossuprimidos.

De hoje ao dia 22, apenas o polo da Unic Beira Rio realizará a vacinação, devido à quantidade de doses recebidas. Foram 3.580 doses exclusivas para crianças e, conforme dados do Ministério da Saúde, a estimativa é de vacinar 60.659 crianças na Capital.

Leia Também:  Ministro da Saúde afirma que não sabia o que era o SUS

Com a chegada de doses novas doses, previstas para a próxima semana, os polos de vacinação Unic Beira Rio (Região Leste), USF Paiaguás (Região Norte), USF Quilombo (Região Oeste), USF do Pedra 90 I e II e ainda USF Parque Cuiabá (Região Sul) – também irão aplicar a vacina. Já nas zonas rurais, a USF Guia, o Programa Amor I e Amor II atenderão essas demandas.

Como embasamento para aprovação e incentivo da vacinação, Dr. Luiz Fernando destaca estudos realizados pela Sociedade Brasileira de Pediatria, Sociedade Brasileira de Imunizações e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA).

Já em relação ao risco de miocardite, que é uma inflamação nas células do músculo do coração (miocárdio), o médico afirma que é muito raro. “Existe certo receio quanto ao desenvolvimento da miocardite após a vacina, mas quero deixar claro que isso é raríssimo, não tenham medo, vacinem as crianças”, orienta.

LIVE – hoje às 19h30 Luiz Fernando vai realizar uma live para debater sobre a vacinação contra Covid em crianças. O debate contará com a participação do pediatra Dr. Maurício Malheiros e será transmitido via instagran.com/drluizfernandoamorim.

Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA