Destaque

Enfim uma luz no túnel de bares e restaurantes

Publicado

na

Por Halisson Lasmar

O setor de bares e restaurantes está pré anunciando um desastre trabalhista e empresarial de proporções incalculáveis em função da restrição de funcionamento que já ultrapassa os 60 dias.

Talvez um dos negócios mais sensíveis a crise institucionalizada desta pandemia, afinal, este seguimento vive literalmente de movimento diário e de um dia após o outro para garantir sua sobrevivência.

Nada tem sido feito ou foi planejado para amparar o setor, diferente de outros seguimentos, foram abandonados ao descaso e as medidas restritivas impostas estão levando empresários a bancarrota sem chances de recuperação a curto prazo, resultado: quebradeira generalizada.

Sensível ao setor, a única voz até então que surge na proteção e solução para o problema, foi anunciada ontem pelo Deputado Carlos Avalone Júnior, com o apoio irrestrito do Presidente da Assembleia Eduardo Botelho, os parlamentares  lutam para que um socorro financeiro ao seguimento,  crie a esperança de dias menos nefastos para empresas e empregados deste importante mercado e seus milhares de colaboradores.

Os deputados  lutam para que uma linha de crédito especial, com juros acessíveis e prazos estendidos, seja concedida pelo estado para que empresas sobrevivam ao caos criado pelas medidas que impediram seu funcionamento.

Espera-se agora que Avalone e Botelho exercitem seu poder de convencimento e traga a solução para a mesa de negociação

Esta solução paliativa pode dar fôlego e equilibrar a catástrofe anunciado do entretenimento mato-grossense e alimentar uma alternativa que precisa ser criada.

Leia Também:  Melhores universidades do mundo criam disciplinas seguindo demanda dos alunos

Conclamar Governo, municípios e autoridades para embarcar neste projeto, é uma missão que deverá ser a bandeira dos deputados nos próximos dias e a torcida para sensibilizar prefeitos e autoridades  e enorme.

Está na hora da Assembleia, Prefeitura e Governo ficarem alertas para o tamanho do estrago, se medidas não forem encontradas imediatamente, sensível ao tamanho do problema, parece que Avalone e Botelho transformaram isto em sua missão.

Carlos Avalone e o presidente sabem que políticos têm que representar a sociedade como um todo e não negligenciar quaisquer tipos de possibilidade de solução para os atingidos nesta crise, desta feita, espera-se que ele consiga o envolvimento de seus pares para lograr êxito nesta empreitada.

A boa nova anunciada ontem está correndo de boca em boca e o apoio incondicional a tentativa da medida já explode nas redes.

Mais uma vez a clama é por bom senso e isto Avalone e Botelho tem de sobra, espera-se agora que eles exercitem seu poder de convencimento e traga a solução para a mesa de negociação.

Bares e restaurantes agradecem.

Leia Também:  A EMEB Escola Cívico Militar Maria Dimpina oferecerá 255 vagas para alunos novos

Halisson Lasmar é jornalista em Mato Grosso

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

O Legislativo foi fundamental para consolidar a ferrovia estadual, afirma Max Russi

Publicado

na

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Max Russi (PSB) está otimista, quanto a valorização dos produtos em todo o Estado, por meio da melhoria da logística de transporte, com a implantação da malha ferroviária. O desenvolvimento social, com a geração de postos de trabalho, também foi destacado pelo parlamentar.

O presidente do Parlamento, ressaltou que o Legislativo está sendo fundamental para a consolidação da ferrovia estadual em Mato Grosso. Durante a solenidade para assinatura do contrato de construção, implantação e exploração do complexo ferroviário, que vai interligar Cuiabá a Rondonópolis, bem como Rondonópolis com Nova Mutum e Lucas do Rio Verde. Os atos oficiais aconteceram nesta segunda-feira (20).

Max Russi disse que o Parlamento foi responsável pela aprovação da Lei, que possibilitou com que o governador Mauro Mendes continuasse as tratativas, que asseguram juridicamente todos os encaminhamentos para o início das obras.

O deputado citou a Proposta de Emenda à Constituição 16/2020, que criou a possibilidade de que o governo pudesse construir e explorar, de forma direta, a malha ferroviária no estado.

Leia Também:  Black Friday terá shows ao vivo com Anitta e Felipe Neto; entenda

Esse é um avanço gigantesco e vai agregar valor à nossa produção. A Assembleia foi importantíssima nesse projeto, apresentando a PEC, aprovando por meio de todos os deputados e dando ao Governo do Estado a condição de trazer a primeira ferrovia estadual”, complementou.

Max Russi acredita que a malha viária, que será denominada Ferrovia Autorizada de Transporte Olacyr de Moraes (FICO) além de gerar mais de 240 mil empregos diretos e indiretos, vai fomentar principalmente o agronegócio e a indústria, além de resultar em insumos com preços mais competitivos. “Vai sobrar dinheiro no bolso do mato-grossense e isso será um grande ganho social”, avalia.

O projeto da ferrovia estadual prevê investimento de R$ 11,2 bilhões para a sua implantação.

Participam ainda dos eventos de assinatura, que tiveram início na capital cuiabana e foram finalizamos em Lucas do Rio Verde, senadores, deputados federais, deputados estaduais, secretários de Estado, representantes da Rumo Logística e autoridades dos municípios, por onde está prevista a passagem da ferrovia.

Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA