Destaque

Em um ano, número de Empresas Simples de Crédito cresceu oito vezes

Publicado

na

Desde abril de 2019, quando foram criadas, número de ESC chega a mais
de 650, segundo levantamento feito pelo Sebrae, que também traçou o
perfil de seus proprietários

O número de Empresas Simples de Crédito (ESC) cresceu oito vezes em um
ano. Esse é o dado revelado por um levantamento do Sebrae, que apontou
ainda que essas instituições tendem a trabalhar mais com a
Microempresa (ME) e com o Microempreendedor Individual (MEI). O
levantamento mostrou também um aumento do número médio de operações,
ao mesmo tempo em que caiu o valor médio dos empréstimos, de R$ 27 mil
para R$ 23 mil. Conforme o levantamento, a principal vantagem apontada
para as ESC é o fato de trabalharem com garantias reais, o que não
acontecem com as factorings.

O levantamento do Sebrae identificou, no último dia 12 de maio, a
existência de 658 empresas ESC no país, número oito vezes superior ao
registrado em abril de 2019.  A pesquisa apontou  para um aumento do
número médio de operações feitas por essas empresas, subindo de uma
para 11, em média. Apesar disso, o prazo médio dos empréstimos se
manteve praticamente inalterado, em 10 meses. A taxa de juros cobrada,
que estava em torno de 3,9% ao mês, teve uma elevação para 4,7%,
conforme a amostragem. O levantamento do Sebrae revelou também que as
empresas, neste primeiro ano de criação, estão partindo para a
modernização. Nesse contexto, subiu de 45% para 57% a proporção das
ESC que utilizam sistemas informatizados na gestão e controle de suas
operações.

Leia Também:  Educadora física Carol Borba lista principais benefícios de praticar jump em casa

“Podemos arriscar que o crescimento da ESC, diante deste cenário de
crise sem precedentes, será ainda maior neste ano. A Empresa Simples
de Crédito democratiza e facilita o acesso a financiamentos, tão
essenciais para manter os pequenos negócios vivos durante a pandemia
do coronavírus”, analisa o presidente do Sebrae, Carlos Melles.

O trabalho feito pelo Sebrae também buscou traçar um perfil dos
proprietários de ESC, mostrando que ¾ deles tiveram o contato inicial
com o tema por meio da mídia ou já trabalhavam no ramo. A pesquisa
identificou que passou de 66% para 86% a proporção de donos de
Empresas Simples de Crédito que têm ou já tiveram outra atividade
empresarial no ramo. Os entrevistados avaliaram que a principal
vantagem da ESC é poder trabalhar com garantias reais; enquanto o
principal obstáculo é a sua atuação limitada ao município e entorno, o
que não ocorre com bancos e factoring. O levantamento mostrou também
que, em cada 10 donos de ESC, cinco participaram de algum evento sobre
o segmento em 2019 e nove têm interesse em fazer cursos ou palestras
sobre o tema.

Leia Também:  Neste sábado, Shopping 3 Américas realiza o dia do ‘pet’

Hoje, a ação mais demandada pelo segmento é a criação de um sistema de
gestão para ajudar a gerir essa nova modalidade de empresas. A
pesquisa do Sebrae, feita via web, mostrou que passou de 51% para 57%
a proporção de ESC que atuam como limitadas (Ltda).

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

Vacinação contra covid-19 para crianças começa hoje (20); Vereador Dr. Luiz Fernando defende imunização

Publicado

na

Por Márcia Martins
Crianças de 5 a 11 anos começam a ser imunizadas contra Covid-19, a partir desta quinta-feira (20), no polo da Unic Beira Rio, a partir das 9h, em Cuiabá. Durante entrevistas a vários meios de comunicação e em suas redes sociais, o vereador e médico Dr. Luiz Fernando (Republicanos), fez questão de mostrar seu posicionamento favorável à imunização infantil.

Médico há 20 anos, presidente da Comissão de Saúde na Câmara Municipal da Capital, o parlamentar tem diversas leis e projetos voltados para a área da medicina.

“Eu sou a favor da vacinação em crianças. A favor da ciência. Tenho um filho de 5 e de 7 anos e vou levar os dois para se vacinar”, reforça o vereador ao informar que os pais ou responsáveis deverão entrar no site www.vacina.cuiaba.mt.gov.br, escolher o grupo no qual a criança se encaixa e preencher os dados. A primeira criança a receber a dose do imunizante será um garotinho, de 9 anos, que faz parte do grupo de pacientes imunossuprimidos.

De hoje ao dia 22, apenas o polo da Unic Beira Rio realizará a vacinação, devido à quantidade de doses recebidas. Foram 3.580 doses exclusivas para crianças e, conforme dados do Ministério da Saúde, a estimativa é de vacinar 60.659 crianças na Capital.

Leia Também:  AJUDE: Hospital de Câncer de MT necessita de doações de alimentos

Com a chegada de doses novas doses, previstas para a próxima semana, os polos de vacinação Unic Beira Rio (Região Leste), USF Paiaguás (Região Norte), USF Quilombo (Região Oeste), USF do Pedra 90 I e II e ainda USF Parque Cuiabá (Região Sul) – também irão aplicar a vacina. Já nas zonas rurais, a USF Guia, o Programa Amor I e Amor II atenderão essas demandas.

Como embasamento para aprovação e incentivo da vacinação, Dr. Luiz Fernando destaca estudos realizados pela Sociedade Brasileira de Pediatria, Sociedade Brasileira de Imunizações e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA).

Já em relação ao risco de miocardite, que é uma inflamação nas células do músculo do coração (miocárdio), o médico afirma que é muito raro. “Existe certo receio quanto ao desenvolvimento da miocardite após a vacina, mas quero deixar claro que isso é raríssimo, não tenham medo, vacinem as crianças”, orienta.

LIVE – hoje às 19h30 Luiz Fernando vai realizar uma live para debater sobre a vacinação contra Covid em crianças. O debate contará com a participação do pediatra Dr. Maurício Malheiros e será transmitido via instagran.com/drluizfernandoamorim.

Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA