Coluna Bastidores da República

Procon Estadual dá dicas de compras para Black Friday

Publicado

na

A Black Friday, dia de promoções que ocorre na sexta-feira (23.11), tanto no comércio eletrônico, quanto no varejo físico, é considerada uma das principais datas de compras no Brasil. Os consumidores aproveitam as ofertas para adquirir produtos desejados ou adiantar as compras de Natal.

O Procon Estadual, superintendência vinculada à Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), reuniu dicas para ajudar o consumidor na hora da compra e evitar possíveis fraudes e prejuízos. Entre elas estão:

  1. Planejamento e pesquisa: Evite fazer compras por impulso, o ideal é listar o que se deseja comprar, estabelecendo prioridades e estipulando o preço máximo que pode ser gasto;
  2. Reputação da loja: Procure saber sobre a loja, se é de confiança ou não, busque avaliação de outros usuários que já compraram. Veja se tem CNPJ, endereço físico e outros dados da empresa como razão social;
  3. Desconfie de megapromoções: Tome cuidado com produtos baratos demais. Questione se pode ser uma página falsa, se a loja tem procedência, se a mercadoria é original e vem com nota fiscal e garantia;
  4. Formas de pagamento: Escolher a melhor forma de pagamento é fundamental e o consumidor deve levar em conta que, os produtos podem ter valores distintos se pagos à vista ou parcelados;
  5. Frete e prazo de entrega: Fique atento ao valor do frete, em muitos casos o frete pode representar até 40% do valor total do pedido. Faça o teste em diferentes lojas para encontrar o menor preço. Se atente também ao prazo de entrega, pois levando em conta a Black Friday, os prazos de entrega sejam maiores e passem de 30 dias;
  6. Segurança: Para as compras online é recomendado utilizar uma máquina com antivírus. Outra dica é sempre digitar o endereço do site no navegador de internet. Antes de fornecer os dados, verifique se o endereço do site começa com https://.
Leia Também:  Arena Pantanal será sede da 13ª Caravana da Transformação

Em caso de dúvida ou se identificar algo suspeito durante a transação, entre imediatamente em contato com os órgãos de defesa do consumidor.

Serviço

O Procon-MT está atendendo na Arena Pantanal, localizada no bairro Verdão, entrada pelo portão J, de segunda a sexta-feira, das 12h às 18h, para registro de reclamações, audiências, consulta de processos e protocolo de documentos.

No posto do Ganha Tempo da Praça Ipiranga, o atendimento ao público também é de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 18h30, no Várzea Grande Shopping, das 10h às 19h, e no posto do Ganha Tempo do CPA, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h. No posto da Assembleia Legislativa, o atendimento é de segunda a sexta-feira, das 7h às 18h. Outras informações podem ser obtidas pelos telefones 151 ou (65) 3613-8500.

1 Comentário

1 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Coluna Bastidores da República

Gilmar Mendes critica Moro e diz que ele foi parcial na Lava jato

Publicado

na

DEDO NA FERIDA

Sérgio Lima/Poder 360

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, votou pela suspeição do ex-juiz Sergio Moro e afirmou que ele agiu com interesses políticos nos processos envolvendo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Em voto que durou cerca de duas horas, Mendes fez duras críticas ao ex-juiz e à Operação Lava Jato, a qual classificou como o “maior escândalo judicial da história”. Ele fez ainda comparação entre a operação e o AI-5, ato institucional da ditadura militar que suprimiu direitos e representou o período de maior repressão. O assunto voltou à pauta após o ministro Edson Fachin decidir anular na segunda-feira (8) as condenações contra o ex-presidente. Há quem diga que Gilmar Mendes enfiou o dedo numa ferida não cicatrizada.

FACA NO PESCOÇO

Os presidentes da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), e do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), foram pra cima do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. A investida ocorre após o Fórum Nacional de Governadores pedir explicações ao Ministério da Saúde sobre a redução do número de doses de vacinas para combater o novo coronavírus  (covid-19) previstas para março. Eles querem que Pazuello informe em 24 horas sobre o cronograma de vacinação apresentado aos senadores em sessão temática na Casa no dia 4. A previsão era de que o ministério distribuísse em março – só da vacina  Oxford-AstraZeneca  16,9 milhões de doses.

QUADRO TRISTE

Segundo dados do Ministério da Saúde, pelo menos um profissional de saúde morre por dia de Covid no Brasil. Dados oficiais registram 470 mortes em um ano de pandemia. Além disso, a pesquisa mostra que 64% dos médicos da linha de frente relatam estresse, 62% têm exaustão física e emocional e mais da metade sofre com ansiedade. Entre os profissionais da Saúde ocorre um óbito a cada 19 horas, desde a primeira vítima da doença no Brasil, em 26 de fevereiro.

Leia Também:  Programa auxilia alunos da rede municipal no combate à violência

SINAL VERMELHO

Aqui em Brasília, a situação não está nada boa. Na verdade, em todo o DF. Ao menos 93% dos leitos de UTI estão ocupados e 7 hospitais estão totalmente lotados. Dos 291 leitos mobilizados para atender a pacientes com a doença, 262 estão ocupados, 10 bloqueados e 19 disponíveis. Para conter o avanço da doença na capital federal, o governador Ibaneis Rocha (MDB) decretou toque de recolher das 22h às 5h. A medida entrou em vigor nessa segunda-feira (8/3). Antes disso, o ele já havia determinado lockdown e restringiu o funcionamento de atividades não essenciais.

FORÇAS ANTAGÔNICAS

Sergio Lima

O cientista político e professor da Fundação Getúlio Vargas (FGV) Claudio Couto jogou lenha na fogueira da eleição de 2022. Segundo ele, o antipetismo apontado como alavanca para a eleição do presidente Jair Bolsonaro hoje está enfraquecido. Por outro lado, segundo ele, o antibolsonarismo poderá favorecer Lula em 2022 caso ele possa mesmo ser candidato. O cenário causaria o inédito embate direto entre Lula e o presidente Jair Bolsonaro, tidos como dois dos principais personagens da recente polarização política vivida no país nos últimos anos.

Leia Também:  Corpo de Bombeiros intensifica ações de combate aos incêndios florestais e à Covid-19

PIRES NA MÃO

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), decidiu abrir um canal de direto com o governo chinês para pedir “um olhar amigo, humano, solidário” em prol da vacinação em massa de brasileiros. Em carta ao embaixador da China no País, Yang Wanming, Lira lembra que “o governo brasileiro não é apenas o Executivo, mas também o Legislativo e o Judiciário” e destaca que as relações entre as duas nações “nunca foram nem poderão ser afetadas pelas circunstâncias, pelas ideologias, pelos individualismos”. Os parlamentares destacaram que já  são mais de 265 mil mortes no País decorrentes da Covid-19.

FUNDO DO POÇO

O que já foi a menina dos olhos agora é um lamaçal incerto. As atividades turísticas já somam um prejuízo de R$ 290,6 bilhões desde o agravamento da pandemia do novo Coronavírus no País, em março de 2020. O setor chegou a fevereiro deste ano operando com apenas 42% da sua capacidade mensal de geração de receitas, calcula a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). O setor turístico só deve recuperar no início de 2023 o nível médio de geração de receitas mensais do pré-pandemia, prevê o economista da CNC Fabio Bentes, responsável pelo estudo. As perdas mensais de faturamento do turismo brasileiro cresceram de R$ 13,38 bilhões em março para R$ 36,94 bilhões em abril, até o pico de R$ 37,47 bilhões em maio.

Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA