Opinião

Mato Grosso 2030

Publicado

na

Há 15 anos juntamente com os colegas Amir Kauss e Gavur Kirst apresentei à Assembleia Legislativa um projeto ganhador do “Prêmio Sávio Brandão”, resultando na edição de uma obra por ela editada com o seguinte título: “Pensando o Futuro de Mato Grosso”.

 

Na ocasião, propusemos algumas diretrizes estratégicas para que no ano de 2030 o Estado de Mato Grosso viesse a pular degraus na direção do desenvolvimento socioeconômico, ou seja, acreditamos que em 2030, Mato Grosso que gostaríamos de viver poderá ser um Estado onde a noção de desenvolvimento e a qualidade de vida de seus habitantes sejam fatores primordiais em seu cotidiano, baseando-se em uma política de valorização dos aspectos essenciais para a concretização desses objetivos.

Defendemos o incremento de uma política que crie mecanismos que de fato proporcionem ao Estado o desenvolvimento dos seus setores produtivos, assim como da sua economia como um todo

Propostas voltadas a preservação e melhor aproveitamento dos seus recursos naturais e do meio ambiente, com o fortalecimento do ECOTURISMO, respeito às necessidades básicas do cidadão, sobretudo aqueles menos favorecidos, tendo como premissa maior a excelência nos serviços oferecidos pelo Estado, tais como educação de qualidade, saúde pública eficiente, infraestrutura, moradia e etc.

Leia Também:  Gilmar Mendes candidato a presidente da República, por que não?

 

Defendemos na ocasião, o incremento de uma política que crie mecanismos que de fato proporcionem ao Estado o desenvolvimento dos seus setores produtivos, assim como da sua economia como um todo, tendo sempre como base essencial o retorno eficaz dos investimentos necessários disponibilizados pelo Estado, onde fatores como a geração de emprego e renda, melhoria da qualidade dos nossos produtos e serviços, resultando no fortalecimento de nossas exportações, possam sim gerar riquezas para o Estado.

 

Com respaldo nessas diretrizes, propusemos a criação do chamado “GDs 5-MT”, assim definido como Grupos de Desenvolvimento, divididos da seguinte forma:

 

GD-1 – Meio Ambiente; GD-2 Infraestrutura Social (Educação e Saúde); GD-3 Infraestrutura Social (Lazer e Cultura); GD-4 – Comércio Exterior e Desenvolvimento Econômico  (Turismo e Agronegócio) e; GD-5 Infraestrutura (Política de Incentivos Fiscais e Logística).

 

Portanto, de acordo com o projeto, cada Grupo de Desenvolvimento terá a incumbência de elaborar um plano de ação voltado para sua área, perfazendo-se assim a união de todos os trabalhos em uma política única voltada para o desenvolvimento de Mato Grosso.

Leia Também:  O amor mata? Rosana Leite Antunes de Barros*

 

Pois bem, através dessa proposta programática, o que almejamos por certo, é ver esse Estado grande, não apenas na sua extensão territorial, mas sim no tocante o aspecto social e econômico. Enfim, ideias e sugestões é que não faltam.

 

VICTOR HUMBERTO MAIZMAN é advogado e consultor jurídico tributário

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Opinião

Preenchimento de queixo sem bisturi

Publicado

na

Seu contorno facial te incomoda? Saiba que a queixa é bem comum, para muitos a insatisfação grita quando o perfil parece mais deficiente de queixo, em alguns casos a face frontal também perde beleza. Mas, a boa notícia é que para revolucionar a estética facial não é preciso se submeter a uma cirurgia, que inclui cortes, valores agregados e a insegurança do resultado. Graças a harmonização facial a conquista de um novo contorno é possível em 20 minutos de consultório, sem nenhum procedimento invasivo.
A satisfação plena de uma nova face com um queixo maior e mandíbulas perfeitas para a nova moldura é possível através de preenchedores, como o ácido hialurônico, ele é perfeito para atingir o ideal de uma remodelação do queixo, empregando apenas anestesia local e o preenchedor, claro que o olhar clinico do profissional é o que também difere no resultado, a análise perfeita das métricas da face define a excelência desta harmonização, que não exige nem mesmo que o paciente se afaste de suas funções após se submeter ao procedimento, diante da tamanha simplicidade do processo.
A técnica é tão avançada que os preenchedores operam milagres nesta transformação facial, sendo possível projetar, arredondar, redefinir assimetrias, e ou alongar o queixo. E o melhor de tudo é resultado é imediato. Tenho muita estima na realização deste procedimento, pois ele é transformador, a sensação de felicidade dos pacientes irradia o consultório. Imagine que em muitos casos os pacientes sofreram anos com a aparência, e agora um procedimento tão simples pode riscar um passado de insatisfação.
Não pense que é exagero sofrer com um contorno não bem definido ou um queixo sem expressão, saiba que o queixo é uma parte extremamente importante para definir o contorno facial. Quando o queixo tem a proporção ideal deixa a face mais harmônica e proporciona jovialidade e imponência. Pare de sofrer se seu queixo é muito para dentro ou mais para fora. A harmonização facial nasceu em berço esplêndido de transformação da face e da autoestima, um novo você esta a sua disposição com segurança e rapidez.

Leia Também:  Controle social, segurança pública e intervenção federal

Nayara Cerutti, odontóloga com atuação em harmonização facial

Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA