Opinião

Haverá segurança no futuro próximo?

Publicado

na

Em 1954 minha família tinha um dos poucos aparelhos de rádio na cidade em que morávamos. Nele eu me pregava escutando de tudo: “Repórter Esso”, outros noticiários, radionovelas, apresentações radiofônicas, humor, futebol e até a “Voz do Brasil”. Escutei de tudo. Foi naquele rádio que acompanhei em detalhes a crise, o suicídio e as consequências políticas da morte do presidente Getúlio Vargas.

 

Dali por diante nunca me afastei da política. Assisti e convivi com a tomada do poder pelos militares, a redemocratização, a primeira eleição pelo voto direto, a de Collor, em 1989, até hoje. O que se tem pra dizer é que o Brasil não guarda qualquer coerência na sua história política. Desde os militares, em 1964, até hoje, em todas as eleições as regras foram modificadas pra atender aos interesses de momento dos grupos dominantes da política. Registro o “Pacote de Abril”, de 1977 através de um decreto-lei do presidente da República, que fechou o Congresso Nacional e modificou todas as regras da eleição no ano seguinte.

Quebrado por sucessivas gestões incompetentes e por uma gestão política predatória, o Brasil está a um passo do precipício

Em todas as eleições tem sido assim. Em 2018 já não é diferente. Em 2017 o Congresso Nacional aprovou uma mini-reforma eleitoral. Absolutamente conveniente aos congressistas da ocasião. Na essência ela facilitou a vida de quem hoje tem mandato e dificultou a renovação. Pros novos, restou os 45 dias de campanha, insuficientes pra se tornarem conhecidos como candidatos. Pior: o financiamento público da campanha será gerido pelos dirigentes atuais dos partidos políticos que vão beneficiar a quem lhes convier.

Leia Também:  Violência Patrimonial

 

Esse é o quadro político-eleitoral. Mas o quadro real do país frente a si mesmo e ao mundo caminha na direção contrária. Quebrado por sucessivas gestões incompetentes e por uma gestão política predatória, o Brasil está a um passo do precipício.

 

Déficit fiscal enorme, economia em retração, política incapaz, gestão pública corporativa, poderes caríssimos e a carga de impostos no limite. A receita seria o crescimento econômico. O país responderia. Mas o interesse que está nas eleições não é esse. É a continuidade do poder e dos recursos financeiros do país nas mãos dos mesmos que o quebraram.

 

O mundo espera o mínimo de segurança jurídica pra investir no Brasil. Mas não é esse o propósito desta eleição. O propósito é a manutenção do poder dentro dos mesmos feudos que o conduziram e o quebraram nessas últimas décadas. A última, principalmente. Não parece teremos o que comemorar em outubro com o resultado eleitoral de 2018.

 

ONOFRE RIBEIRO é jornalista em Mato Grosso

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Opinião

Preenchimento de queixo sem bisturi

Publicado

na

Seu contorno facial te incomoda? Saiba que a queixa é bem comum, para muitos a insatisfação grita quando o perfil parece mais deficiente de queixo, em alguns casos a face frontal também perde beleza. Mas, a boa notícia é que para revolucionar a estética facial não é preciso se submeter a uma cirurgia, que inclui cortes, valores agregados e a insegurança do resultado. Graças a harmonização facial a conquista de um novo contorno é possível em 20 minutos de consultório, sem nenhum procedimento invasivo.
A satisfação plena de uma nova face com um queixo maior e mandíbulas perfeitas para a nova moldura é possível através de preenchedores, como o ácido hialurônico, ele é perfeito para atingir o ideal de uma remodelação do queixo, empregando apenas anestesia local e o preenchedor, claro que o olhar clinico do profissional é o que também difere no resultado, a análise perfeita das métricas da face define a excelência desta harmonização, que não exige nem mesmo que o paciente se afaste de suas funções após se submeter ao procedimento, diante da tamanha simplicidade do processo.
A técnica é tão avançada que os preenchedores operam milagres nesta transformação facial, sendo possível projetar, arredondar, redefinir assimetrias, e ou alongar o queixo. E o melhor de tudo é resultado é imediato. Tenho muita estima na realização deste procedimento, pois ele é transformador, a sensação de felicidade dos pacientes irradia o consultório. Imagine que em muitos casos os pacientes sofreram anos com a aparência, e agora um procedimento tão simples pode riscar um passado de insatisfação.
Não pense que é exagero sofrer com um contorno não bem definido ou um queixo sem expressão, saiba que o queixo é uma parte extremamente importante para definir o contorno facial. Quando o queixo tem a proporção ideal deixa a face mais harmônica e proporciona jovialidade e imponência. Pare de sofrer se seu queixo é muito para dentro ou mais para fora. A harmonização facial nasceu em berço esplêndido de transformação da face e da autoestima, um novo você esta a sua disposição com segurança e rapidez.

Leia Também:  O amor mata? Rosana Leite Antunes de Barros*

Nayara Cerutti, odontóloga com atuação em harmonização facial

Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA