Destaque

Fisioterapeutas do programa AMOR e do EMAD avaliam estado de saúde dos idosos

Publicado

na

Desde o dia 26 de agosto, quando foi detectado o primeiro caso de Covid positivo em um idoso que vive na Fundação Abrigo Bom Jesus de Cuiabá, a Secretaria Municipal de Saúde está monitorando todos os moradores e funcionários do local diariamente. Nesta sexta-feira (03), fisioterapeutas das equipes do programa AMOR e do EMAD (Melhor em Casa) estiveram na instituição para fazer a avaliação dos pacientes que estão em isolamento.

Dos 84 idosos que vivem no abrigo, 39 testaram positivo e destes, 10 estão hospitalizados. Os 29 idosos positivos que não necessitaram de internação estão isolados no abrigo e foram avaliados pelos fisioterapeutas. A profissional Jacqueline Pereira dos Santos explicou que o exame é para avaliar se existe a necessidade de encaminhamento para unidade de saúde. “Avaliamos um por um, medimos saturação, fizemos ausculta pulmonar e analisamos o padrão respiratório. De todos os examinados, vamos pedir exames de imagens de 2 idosos apenas, mais por precaução. Por enquanto todos estão com padrões normais”, revelou a fisioterapeuta.

Leia Também:  Bandidos que roubaram mãe e filha no Bosque da Saúde morrem durante confronto com a PM

O fisioterapeuta que trabalhou junto com Jacqueline, Fabiano José da Silva explicou que, caso detectem algum problema, eles conversam com o médico que atende o abrigo para ele decidir se é necessário encaminhar o idoso para o hospital. “Vamos continuar o acompanhamento de perto, realizando também exercícios para expansão pulmonar e higiene brônquica com os idosos”, comentou Fabiano.

José Gonçalves Duarte, presidente da Fundação Abrigo Bom Jesus de Cuiabá agradeceu muito o atendimento recebido pelos idosos na instituição. “A Secretaria Municipal de Saúde já auxilia o Abrigo há muito tempo por meio da equipe da Clínica da Família, que vem aqui todas as semanas. Neste período da pandemia, essa ajuda se intensificou, com testes contra coronavírus, atendimento médico mais intenso e com deslocamento dos idosos para as unidades de saúde quando necessário. Graças a Deus este surto no abrigo aconteceu em um momento da pandemia em que os hospitais estão mais tranquilos. Se tivesse acontecido quando os hospitais estavam lotados, poderia ter sido uma tragédia. Os idosos que foram internados já estão voltando para a instituição. Em relação à saúde, não faltou ajuda para a gente, a Prefeitura está dando todo o apoio possível”, finalizou o presidente do abrigo.

Destaque

Cuiabá investirá mais de R$ 193 milhões em melhoria do sistema viário nos próximos dois anos

Publicado

na

Além de construir nova pavimentação em locais que ainda não possuem essa infraestrutura, a gestão Emanuel Pinheiro também possui a constante preocupação com a manutenção das vias que já são asfaltadas. Nesse sentido, a Prefeitura de Cuiabá está realizando um processo licitatório para contratação de empresa que executará diversos serviços de melhoria no sistema viário urbano da Capital.

Para que toda a cidade seja beneficiada de forma equivalente, a concorrência nº 044/2021 está dividida em quatro lotes, sendo o primeiro para a região Leste, o segundo para a Norte, o terceiro para a Oeste, e o quarto para a região Sul. Entre os serviços que devem ser executados estão: recapeamento; remendo profundo; tapa-buraco; recuperação de tubulação de drenagem, de bocas de lobo e poços de visita.

A licitação prevê um investimento de mais de R$ 193 milhões e superou a fase de habilitação com 14 empresas aptas, seguindo os critérios estabelecidos no edital montado pela Secretaria de Obras Públicas em parceria com a Secretaria Adjunta Especial de Licitações e Contratos. Agora, será feita a avaliação da qualificação técnica das classificadas e, posteriormente, abertura das propostas e anúncio das vencedoras.

Leia Também:  Justiça destina R$ 7,7 milhões para aquisição de aeronave para Ciopaer; Estado finaliza compra

“Os contratos firmados a partir de licitação serão executados em um período de dois anos e seis meses. Nesta semana alcançamos a histórica marca de mais de 300 quilômetros de pavimentação construída, fruto de um trabalho planejado e contínuo. O que queremos é seguir ampliando essa melhoria, garantindo a manutenção das vias e seu bom estado de uso”, explica o vice-prefeito e secretário de Obras Públicas, José Roberto Stopa.

Conforme a justificava apresentada pela Secretaria de Obras Públicas no edital, uma boa pavimentação tem a função de melhorar a trafegabilidade, proporcionando ao condutor mais conforto, segurança e também economia aos cofres públicos. Além disso, destaca que por conta dos desgastes naturais, após anos de uso, as vias necessitam de recuperação com execução de tapa buraco, recapeamento asfáltico, drenagem e outras ações pertinentes.

“A manutenção e melhorias das avenidas e ruas indicadas pela ação, proporcionará maior durabilidade do pavimento, maior rapidez do trânsito de veículos coletivos e particulares, gerando inserção da comunidade e os bairros, além de fomentar o desenvolvimento econômico das atividades formais e informais, a fim de suscitar empregos e, consequentemente, melhorar a renda da população”, diz trecho do edital.

Leia Também:  Mato Grosso registra 250.526 casos e 5.786 óbitos

MAIS AVANÇOS

Para o próximo ano, a Prefeitura de Cuiabá também já tem novas obras previstas, em especial para a Avenida Miguel Sutil. O planejamento da gestão Emanuel Pinheiro é construir na avenida mais dois viadutos e uma trincheira, iniciado a partir de abril, mês de comemoração aos 303 anos da Capital. As obras serão executadas em pontos considerados grandes gargalos no trânsito da região.

Os viadutos serão edificados na rotatória de acesso ao Centro de Eventos do Pantanal e no trevo do Santa Rosa, ligando as avenidas Lava Pés e Antártica. A última obra é a construção da Trincheira do Círculo Militar, orçada em R$ 62 milhões e já que já está com o projeto protocolado no Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) e conta agora com o apoio do deputado federal Emanuel Pinheiro Neto (Emanuelzinho) para dar andamento no processo.

Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA