Destaque

Imaginação infantil é destaque em curta que debate a alimentação saudável com apoio cultural de construtora em Cuiabá

Publicado

na

Como lidar com o mundo da imaginação de uma criança? É possível os pais ensinarem lições a seus filhos através do lúdico? Em “Bruce Spike e a Batalha da Berinjela”, a resposta para essas perguntas é sim! Na trama, o pequeno Aurélio de oito anos usa a imaginação para “lutar” contra a mãe Deise, que fará de tudo para que o filho conheça melhor o caminho da alimentação saudável com frutas, verduras e legumes, e reconsidere a decisão de nem se quer experimentar a berinjela. Pressionado, Aurélio consegue ajuda do melhor amigo, seu super herói favorito, o boneco Bruce Spike. Juntos, os dois iniciam uma tremenda batalha.
Ao final da trama, de forma inteligente, a mãe de Aurélio, usando da própria imaginação do filho, consegue fazer com que o garoto experimente novos sabores saudáveis, e se apaixone em especial pela até então temida berinjela.
A publicitária e produtora de áudio visual e Cinema, Ana Maria Araújo explica que a ideia do filme, que pode ser assistido por toda família, ensina uma lição de paciência, educação e amor.
“A mãe conta uma história incluindo o boneco Bruce Spike para que o filho se alimente de forma saudável, nesse contexto o curta-metragem tem a missão de lembrar aos pais da importância da paciência. A ideia é através desse mundo lúdico e da brincadeira trazer a família uma relação mais próxima entre pais e filhos,” ressalta a publicitária.
Com roteiro e direção de Caru Roelis, natural de Alta Floresta, (800 km de Cuiabá) o curta educativo tem 20 minutos de exibição. As gravações foram realizadas em apartamento do Grupo São Benedito, uma das maiores construtoras da região Centro-Oeste.
“Para nós do Grupo São Benedito é uma honra fazer parte dessa história, que tem em sua tônica ensinar principalmente às crianças e trazer à proximidade das famílias, algo de muito valor. Nós sempre apoiamos e sempre vamos apoiar a cultura local. Há mais de três décadas chegamos a Mato Grosso, estado que nos acolheu e hoje nós queremos retribuir toda a confiança, ajudando na valorização da cultura, daquilo que é daqui. Dos atores locais e do interior de Mato Grosso que trazem profissionalismo às produções e valorização dos talentos regionais,” destacou Amir Maluf, diretor do Grupo São Benedito.
Para quem participou das gravações e reconhece o apoio de empresas privadas, Ana Maria destaca que são poucas que tem essa iniciativa.
“Grandes apoiadores na parte privada são fundamentais para as produções, pois nós dependemos totalmente de editais e a verba é pouca para ser feito um material de qualidade. E só através dessas parcerias como foi realizada com o Grupo São Benedito nossos filmes tem mais valor agregado nas boas imagens e isso co9ntribui para que sejam percorridos em festivais de cinema pelo Brasil a fora e temos ganhado prêmios internacionais, por isso é com muita honra, muito carinho e muita gratidão que mantemos esses laços. Não temos verba cinematográficas como Rio/São Paulo, que são grandes polos. Junto com empresários que nos apoiam como o Grupo São Benedito, vamos levar o nome de Mato Grosso para fora do país,” destacou a publicitária.
Vale ressaltar que nos sets de filmagens foram implementados todas as medidas de segurança para combate ao COVID-19, tais como: aferição de temperatura, fornecimento de máscaras descartáveis, sanitização do ambiente – set de filmagem e dos equipamentos. As equipes são bem reduzidas e feita demarcação de espaços no local para manter o distanciamento mínimo e garantir a segurança de todos os profissionais envolvidos.
O curta-metragem “Bruce Spike e a Batalha da Berinjela”, foi selecionado no edital MT Nascentes, da Lei Aldir Blanc, pela Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer – Secel e faz parte das gravações do Box de Curtas 2021, que além dele, ainda conta com outras gravações: “Cotidiano”, com o roteiro de Tiemi Otomura e direção de Juliana Capilé; “Outro tipo de gente”, com o roteiro de Samantha Col Debella e Tiemi Otomura e direção de José Augusto Filho;
O Box também está gravando o curta documental “José Medeiros – 30 anos de Histórias”, que tem roteiro de Tiemi Otomura e direção de Marcelo Biss. O projeto faz parte do Prêmio Mestres da Cultura.
As gravações do curta-metragem “Bruce Spike e a Batalha da Berinjela” já finalizaram, agora ele segue na parte final de pós-produção e depois passa a ser exibido em festivais.

Leia Também:  Prefeitura de Cuiabá amplia atendimento e abre cadastramento para o kit Alimentação Escolar

Destaque

Com pedido de vista no STF, composição da mesa diretora da ALMT pode ser alterada

Publicado

na

Após abrir divergência no julgamento sobre a reeleição para a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), o ministro Gilmar Mendes pediu vista do processo, que está em análise no plenário virtual do Supremo Tribunal Federal (STF). O pedido de vista foi apresentado nesta terça-feira (21).

A ação foi apresentada em março deste ano, após a reeleição do deputado estadual Eduardo Botelho (DEM) para seu terceiro mandato como presidente da Assembleia Legislativa. Nove dias após a proposição, o ministro Alexandre de Moraes concedeu liminar impedindo a posse de Botelho, o que levou à realização de uma nova eleição da Mesa Diretora da ALMT.

Proposta pela Procuradoria-Geral da República (PGR), a ação questionava a possibilidade de múltiplas reeleições para o mesmo cargo na Mesa Diretora, apontando que a Constituição Federal impedia este tipo de conduta no Congresso Nacional. Assim, as casas legislativas estaduais e municipais deveriam seguir o mesmo entendimento, permitindo apenas uma reeleição para o mesmo cargo de um membro da Mesa Diretora.

O processo foi a julgamento virtual pela primeira vez em 11 de junho, mas foi suspenso devido a um pedido de vista do ministro Gilmar Mendes, o decano da corte, que não havia apresentado seu voto até então.

Leia Também:  Prefeitura de Cuiabá amplia atendimento e abre cadastramento para o kit Alimentação Escolar

O julgamento virtual retomado na última sexta-feira, 17 de setembro, ocasião em que o ministro Gilmar Mendes abriu divergência do relator do caso, Alexandre de Moraes. Mendes manteve a maior parte da decisão do relator, que limitou a uma única reeleição, mas abriu brecha para que Botelho pudesse ser reconduzido à Presidência.

“Ante o exposto, divirjo em parte do Ministro Relator e julgo procedente o pedido para conferir interpretação conforme a Constituição Federal […] e estabelecer que é permitida apenas uma reeleição ou recondução sucessiva ao mesmo cargo da Mesa Diretor, mantida a composição da Mesa de Assembleia Legislativa eleita antes da publicação do acórdão da ADI 6524 (06/04/2021)”, disse Gilmar em seu voto.

Antes do pedido de vistas, o ministro Ricardo Lewandowski acompanhou o voto de Gilmar Mendes, estabelecendo o placar de 2 a 1 para a decisão que permite a recondução de Botelho à presidência da Assembleia.

Não há data para a retomada do julgamento. Falta ainda a manifestação de sete ministros.

Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA