Destaque

Mato Grosso registra 274. 788 casos e 6.456 óbitos por Covid-19

Publicado

na

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta segunda-feira (15.03), 274.788 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 6.456 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 2.556 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 274.788 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 12.626 estão em isolamento domiciliar e 253.805 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 466  internações em UTIs públicas e 530 enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 94,7% para UTIs adulto e em 66% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (59.300), Rondonópolis (21.535), Várzea Grande (17.157), Sinop (13.784), Sorriso (10.905), Tangará da Serra (10.407), Lucas do Rio Verde (9.744), Primavera do Leste (8.218), Cáceres (6.025) e Nova Mutum (5.367).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

Leia Também:  Mato Grosso recebe 11,8 mil doses da CoronaVac nesta quinta-feira (25)

O documento ainda aponta que um total de 239.789 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 982 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

No último domingo (14), o Governo Federal confirmou o total de 11.483.370 casos da Covid-19 no Brasil e 278.229 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 11.439.558 casos da Covid-19 no Brasil e 277.102 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados desta segunda-feira (15).

Recomendações

Já há uma vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança.

Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

Leia Também:  Vacinação contra febre aftosa em Mato Grosso segue até dia 10 de dezembro

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
– Evitar contato próximo com pessoas doentes;
– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;
– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Destaque

Prefeitura mantém canal 0800 e via e-mail para tirar dúvidas sobre a Covid-19

Publicado

na

A Prefeitura de Cuiabá informa que ainda mantém os canais de comunicação via telefone e e-mail para quem quiser sanar quaisquer dúvidas que a população cuiabana possa ter a respeito da campanha de imunização “Vacina Cuiabá – sua vida em primeiro lugar”, contra à Covid-19.

O número para atendimento via telefone é o 0800 645 01 56. Já pelo e pelo e-mail, está disponível o ouvidoria.cuiaba@cuiaba.mt.gov.br

Além disso, a Secretaria Municipal de Saúde ressalta que há postos de atendimento no Centro de Eventos do Pantanal, Sesi Papa e UFMT, geridos pela Ouvidoria Geral do Município (OGM), onde também ocorre a vacinação. Nos locais, o munícipe tem total acesso ao exercício da cidadania, podendo formalizar sugestões, reclamações, elogios ou denúncias sobre o serviço ofertado.

O atendimento nas estruturas itinerante funciona durante os sete dias da semana, no período das 8h às 18h. Para garantir que o local conte sempre alguém disponível para o recebimento da demanda, a Ouvidoria Geral montou uma escala de trabalho com sete servidores. Além disso, seguindo a determinação da Lei de Acesso à Informação (LAI), Lei nº 12.527, é garantido total anonimato ao cidadão.

Leia Também:  AVIÃO DO PÓ: FAB abate avião de traficantes com 500 kg de drogas no Pantanal

Somado a esse posto de atendimento, a OGM continua também recebendo as manifestações dessa e de outras áreas pelo 0800 645 01 56 e e-mail: ouvidoria.cuiaba@cuiaba.mt.gov.br, e em sua sede, localizada Av. Mato Grosso, nº 453.

Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA