Política

Portadores de vitiligo podem ter prioridade no agendamento de consultas

Publicado

na

O primeiro-secretário da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), deputado Eduardo Botelho (DEM), apresentou o Projeto de Lei 115/2021 que concede aos portadores de vitiligo ou psoríase prioridade no agendamento de consultas dermatológicas e acompanhamento psicológico, nas redes pública e privada de saúde.  A proposta aguarda o parecer das comissões permanentes da Casa de Leis.

Se aprovada, para obter o benefício a nova lei determinará a necessidade da comprovação mediante apresentação de laudo médico, contendo a respectiva Classificação Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde – CID e assinatura, carimbo e registro do médico. Estabelece também multa que poderá variar de R$ 1 mil a R$ 5 mil, proporcional ao porte do estabelecimento que não cumprir a lei.

No projeto, Botelho destaca a importância de mais atenção aos portadores dessas doenças. Ressalta que para a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), o vitiligo caracteriza-se por ser uma doença relacionada à perda da coloração da pele. Embora sua fisiopatogenia ainda não esteja totalmente elucidada, a enfermidade desenvolve-se devido à ausência ou diminuição de melanócitos, ocasionando manchas hipocrômicas na pele das pessoas acometidas. Mesmo não sendo contagiosa, a doença afeta o lado biopsicossocial, com prejuízos à autoestima, relacionamentos pessoais, familiares e profissionais.

Leia Também:  Poder Legislativo tem papel relevante nos 131 anos da República

Já a psoríase pode ser definida como uma doença dermatológica cíclica, propiciada por desregulação na resposta imune do organismo. Estudos relacionam psoríase à artrite psoriática, doenças cardiometabólicas, doenças gastrointestinais, diversos tipos de cânceres e distúrbios do humor. Portanto, são doenças que precisam de tratamento especializado.

“Para amenizar a situação dessas pessoas, vamos defender essa proposta até à sua aprovação, garantindo o atendimento prioritário”, afirmou Botelho.

Destaque

Deputado solicita reforma em escola estadual de Ribeirãozinho

Publicado

na

Por meio da Indicação nº 5951/2021, o deputado estadual Ondanir Bortolini (PSD), demonstrou a necessidade ao secretário de Estado de Educação, Alan Resende Porto, da reforma geral da Escola Estadual Alexandre Leite, em Ribeirãozinho, onde tanto as salas de aulas quanto a quadra poliesportiva encontram-se danificadas. De acordo com o deputado, o prefeito Ronivon Parreiro, apresentou a demanda ao parlamentar e explicou que a única forma de revitalizar a unidade é via investimentos da Secretaria de Estado de Educação (Seduc).

“Alguns municípios têm condições de fazer convênio com o Governo do Estado, porém, esse não é o caso de Ribeirãozinho, que não conta com aporte financeiro para atender as necessidades da escola”, explicou o deputado.

O prefeito ressaltou o quanto a comunidade escolar e pais cobram as necessidades estruturais, mesmo assim ajudam a manter o bom funcionamento. “Essa escola é motivo de muito orgulho para todos nós, graças ao comprometimento da população conseguimos manter a unidade, mas queremos proporcionar aos nossos alunos melhores condições, por isso procuramos o deputado Nininho para intervir por nós”, contou.

Leia Também:  Documentos do Detran-MT podem ser protocolados por e-mail

Nininho lembrou do exemplo do ex-aluno Gabriel Rodrigues Ribeiro, que foi notícia nos principais veículos de comunicação de Mato Grosso. “O Gabriel frequentou grande parte de sua trajetória escolar nesta escola, com dedicação e com o apoio dos professores e incentivado pelos pais a não desistir do seu sonho, foi aprovado em 2020 no curso de medicina da Universidade de São Paulo- USP. Tenho certeza que o Gabriel é motivo de orgulho e exemplo para outros jovens, e com o olhar atento e sabendo da importância de dar condições para que nossos alunos tenham melhores condições para desempenhar o aprendizado, o governador Mauro Mendes e o secretário Alan Porto farão esforço para atender a nossa indicação”, ratificou o parlamentar.

Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA