Política

Estado inicia construção de pontes em Santa Terezinha

Publicado

na

A construtora Agrimat Engenharia e Empreendimentos Ltda já está mobilizada na MT-413, no município de Santa Terezinha, para o início das obras de construção da primeira de um total de quatro pontes de concreto sobre os córregos Fundo de Pedra, com 31 metros de extensão, Elétrico I, com 30 metros, Eletro I e Eletro II, ambas com 41,55 metros de extensão. As obras terão início a partir da ponte sobre o córrego Eletro II.

Para o deputado estadual Dr. Eugênio Paiva (PSB), as pontes fazem parte de um conjunto de obras estruturantes responsáveis, principalmente, por garantir infraestrutura e logística de transporte à região Araguaia. Neste conjunto, a MT-413 é a principal via de acesso à Santa Terezinha, ligando o município à BR-158, a mais importante artéria de escoamento do Araguaia.

“Estamos felizes pela população de Santa Terezinha, e por saber que o nosso trabalho enquanto parlamentar está no caminho certo. Finalmente, após anos de muitas promessas e campanhas eleitorais, a população terá tranquilidade para trafegar pela rodovia com suas famílias, com condições seguras para entrada e saída de bens e produtos, para o transporte de pacientes, enfim, é qualidade de vida para o nosso Araguaia”, comemorou Dr. Eugênio ao relembrar as inúmeras conversas mantidas com o Governo do Estado para o início das obras.

Leia Também:  Mato Grosso inicia vacinação contra a Covid-19 e imuniza 10 trabalhadores da Saúde

O deputado também está acompanhando de perto junto à Secretaria de Estado de Infraestrutura (SINFRA), a conclusão do projeto para licitação das obras de pavimentação dos 24 km restantes, de um total de 94 km da MT-413. Os atoleiros no trecho não-pavimentado têm causado grande transtorno aos moradores, prejudicando inclusive a entrada e saída de produtos do município, além do atendimento a situações de emergência como o transporte de pacientes.

Em contato por telefone, o prefeito de Santa Terezinha, Thiago Castellan afirmou que nem mesmo os fortes dias de chuva tem prejudicado o andamento dos trabalhos na ponte, mas que o fim definitivo das dificuldades virá apenas com a conclusão do asfalto.

“Uma obra aguardada há décadas pelo nosso povo, e que agora sai do papel. Quero agradecer ao deputado Dr. Eugênio, grande parceiro do Araguaia, que se empenhou de maneira extraordinária até garantir o início das obras, e que não tem medido esforços para nos atender, e agradecer ao governador Mauro Mendes por se mostrar sensível aos anseios do nosso Araguaia. Falta pouco governador. Falta apenas concluir nosso asfalto”, defendeu o prefeito.

Política

Portadores de vitiligo podem ter prioridade no agendamento de consultas

Publicado

na

O primeiro-secretário da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), deputado Eduardo Botelho (DEM), apresentou o Projeto de Lei 115/2021 que concede aos portadores de vitiligo ou psoríase prioridade no agendamento de consultas dermatológicas e acompanhamento psicológico, nas redes pública e privada de saúde.  A proposta aguarda o parecer das comissões permanentes da Casa de Leis.

Se aprovada, para obter o benefício a nova lei determinará a necessidade da comprovação mediante apresentação de laudo médico, contendo a respectiva Classificação Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde – CID e assinatura, carimbo e registro do médico. Estabelece também multa que poderá variar de R$ 1 mil a R$ 5 mil, proporcional ao porte do estabelecimento que não cumprir a lei.

No projeto, Botelho destaca a importância de mais atenção aos portadores dessas doenças. Ressalta que para a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), o vitiligo caracteriza-se por ser uma doença relacionada à perda da coloração da pele. Embora sua fisiopatogenia ainda não esteja totalmente elucidada, a enfermidade desenvolve-se devido à ausência ou diminuição de melanócitos, ocasionando manchas hipocrômicas na pele das pessoas acometidas. Mesmo não sendo contagiosa, a doença afeta o lado biopsicossocial, com prejuízos à autoestima, relacionamentos pessoais, familiares e profissionais.

Leia Também:  Estado economiza R$ 17 mi e fortalece forças de segurança com entrega de viaturas

Já a psoríase pode ser definida como uma doença dermatológica cíclica, propiciada por desregulação na resposta imune do organismo. Estudos relacionam psoríase à artrite psoriática, doenças cardiometabólicas, doenças gastrointestinais, diversos tipos de cânceres e distúrbios do humor. Portanto, são doenças que precisam de tratamento especializado.

“Para amenizar a situação dessas pessoas, vamos defender essa proposta até à sua aprovação, garantindo o atendimento prioritário”, afirmou Botelho.

Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA