Destaque

‘BBB 21’: Karol diz que já levou garrafada na cara

Publicado

na

Karol Conká está no meio de mais uma polêmica. Como se não bastasse toda encrenca na qual ela se meteu no “BBB 21”, a cantora também arrumou confusão fora da casa. Ela estava conversando com Lumena sobre a briga com Camilla de Lucas e começou a dizer que já levou uma garrafada na cara de uma artista de rap. Mesmo sem revelar quem é a suposta agressora, a cantora Flora Matos se manifestou no Twitter e chamou a sister de “mau-caráter” e “mentirosa”.

“Eu já levei garrafada na cara de uma artista de rap em Brasília. Sabem quem, né? Toda a equipe caiu fora no mesmo dia e os artistas falaram ‘adeus’. Jogou na minha cara. Chegou e ‘pau’ na minha cara. Eu não fiz nada. Me xingava no Twitter, fazia post, falsificava flyer. Desde o início da minha carreira, ela e atazanou a vida. Vivi um inferno e eu nunca falei nada. Nunca revidei os tuítes maldosos. Um dia o Emicida falou para mim: ‘Não sei como você aguentou’. Porque ele revidou, ele acabou falando umas coisas”, Karol disse para Lumena.

 

 

Logo após esse trecho da conversa viralizar nas redes sociais, os fãs do programa começaram a suspeitar que essa história envolveria a rapper Flora Matos. No começo, a artista preferiu se abster do assunto. “Nem vou comentar as acusações porque ela mente demais”, ela postou no Twitter. Porém, logo depois começou a comentar as falas da participante do “BBB” e a criticar Karol Conká.

“O que deu nela para ficar falando de mim por 36 horas seguidas?”, Flora Matos questionou. Ela também negou que houve perseguição no Twitter e falsificação de flyer. “Nunca colei no show de gente que eu não gosto só para causar”, garantiu.

Você viu?

 

 

 

 

 

 

Leia Também:  Moradores do bairro Jardim Universitário recebem nova praça pública

“Ela é uma ingrata, manipuladora e essa, sim, pode ser chamada de mau-caráter”, ela continuou. Flora ainda disse que ninguém sabia quem era Karol Conká, até ela levá-la na MTV por “pura generosidade”.

 

 

 

 

“Galera, faz o favor de ouvir meu disco e parem de ouvir as mentiras da Karol Conká. Nunca chamei ela para sair, a não ser do ‘Big Brother’ na terça”, Flora Matos postou no Twitter e encerrou o assunto.

 

 

 

 

 

 

Fonte: IG GENTE
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

Governo envia para a Assembleia projeto que prevê multa a empresas e cidadãos que desrespeitaram restrições

Publicado

na

O Governo de Mato Grosso encaminhou projeto de lei que prevê multa para as pessoas e empresas que desrespeitarem as novas medidas restritivas contra o avanço da covid-19.

A proposição foi enviada nesta segunda-feira (01.03) para a Assembleia Legislativa, em regime de urgência, com o objetivo de “conter o aumento exponencial da contaminação causada pelo novo coronavírus, bem como evitar que o sistema de saúde estadual entre em colapso”.

De acordo com o projeto, a multa para as pessoas físicas que descumprirem as normas será de R$ 500. Já as empresas e/ou órgãos públicos que cometerem as infrações terão que pagar R$ 10 mil.

As penalidades serão aplicadas para as pessoas físicas e jurídicas que:

1 – Descumprirem a obrigação de uso de máscara facial em espaços abertos ao público ou de uso coletivo;

2 – Deixarem de realizar o controle do uso de máscaras faciais de todas as pessoas presentes no estabelecimento, sejam elas funcionários ou clientes;

3 – Participar e/ou promover atividades, reuniões ou eventos que geram aglomeração de pessoas, em descumprimento a normas editadas pela autoridade municipal, estadual e/ou federal;

4 – Descumprir a restrição de horários para circulação, conforme estabelecido em normas editadas pela autoridade municipal, estadual e/ou federal;

Leia Também:  Prefeitura de Várzea Grande (MT) abre inscrição para 1,1 mil vagas na Educação

5 – Desrespeitar ou desacatar a autoridade administrativa, bem como obstruir ou dificultar sua ação fiscalizadora quando no exercício das atribuições previstas nesta Lei;

6 – Deixar de promover ações fiscalizatórias necessárias ao cumprimento desta Lei, quando se tratar de agente político ou de funcionário público com dever legal de determinar o cumprimento das medidas sanitárias fixadas nesta norma;

7 – Cometerem outras ações consideradas lesivas ao enfrentamento da emergência de saúde pública decorrente do novo Coronavírus.

As multas

As infrações poderão ser registradas pelo Procon estadual e municipal; pelos órgãos de vigilância sanitária estadual e municipal; Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e outros órgãos municipais com poder fiscalizatório.

A pessoa ou empresa multada poderá recorrer em até 15 dias após a assinatura do auto de infração.

Além da multa, os infratores também poderão ser investigados pelos crimes de infração de medida sanitária preventiva e desobediência, previstos no Código Penal.

Os recursos arrecadados com eventuais multas serão destinados à compra de cestas básicas a serem distribuídas no município onde ocorreu a autuação.

Confira as novas medidas restritivas que passam a valer a partir de quarta-feira (03.03):

Leia Também:  Prazo para enviar declaração do Imposto de Renda termina hoje

– De segunda à sexta, proibição de todas as atividades econômicas das 19h às 5h. Aos sábados e domingos, a proibição será após o meio-dia. A exceção fica por conta das farmácias, serviços de saúde, funerárias, postos de gasolina (exceto conveniências), indústrias, transporte de alimentos e grãos, e serviços de manutenção de atividades essenciais, como água, energia e telefone.

– Nos horários permitidos, as atividades econômicas deverão respeitar as medidas de segurança, como o uso de máscara, distanciamento e limitação de 50% da capacidade máxima do local.

– Eventos podem ocorrer dentro do horário permitido, respeitado o limite 30% da capacidade do local, e número máximo de 50 pessoas.

– Os serviços de entrega por delivery seguem autorizados até às 23h.

– O transporte coletivo e congêneres (Uber, 99, etc) podem funcionar normalmente.

– Toque de recolher a partir das 21h até às 5h, com proibição de circulação.

– Nos órgãos públicos estaduais, fica suspenso o atendimento presencial em todas as secretarias e órgãos do governo, com exceção das unidades finalísticas. Quanto a jornada de trabalho, cada secretaria/autarquia vai disciplinar medidas para redução do fluxo de pessoas.

Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA