Destaque

Festival de Nhoque trará sabores inovadores com segredos da gastronomia italiana

Publicado

na

A legítima culinária italiana vai abalar os paladares dos aficionados pelo tenro sabor da terra do “mamma mia”, a novidade é o Festival de Nhoque que incrementa o cardápio do restaurante Serafina Cuiabá, nesta próxima sexta-feira, 29, no almoço e jantar.

A proposta é tentadora, serão servidos quatro opções de Nhoque; com massas a base de batata, mandioquinha, espinafre e beterraba, para cada uma dessas opções, os molhos suculentos, com muito queijo e especiarias serão de pomodoro, bolonhesa, branco e camarão.

A estação de Nhoque ficará a vista do público, o que permite ver a abundancia e a beleza deste genuíno e aclamado prato italiano, servido a R$ 59,90 por pessoa. O Nhoque do Serafina é autoral, receita exclusiva empregada em todas as unidades espalhadas no mundo, de Tóquio aos Estados Unidos este prato é consagrado, segundo Ronaldo Poiatti, gestor do Serafina no Centro-Oeste, existe um motivo especial que torna o Nhoque da casa o favorito do mundo, um dos segredos revelados é a farinha.

“O Nhoque para conquistar verdadeiramente precisa ser leve, e nisso somos especialistas a quase três décadas, nossa farinha é importada da Itália, e ainda é bem seleta, passa por uma rigorosa seleção do melhor trigo italiano, e ainda passa por um processo de moagem lenta que conserva melhor as características naturais da matéria-prima, beneficiando o resultado final, que é uma farinha sem nenhuma adição química, com sabor diferenciado e de altíssima qualidade”, explica Poiatti.

Leia Também:  Netflix lança série sobre "guerra antidrogas" de Duterte nas Filipinas

O Festival ainda é carregado de tradições, na data escolhida não é mero acaso, reza a lenda que comer Nhoque todo dia 29 de cada mês trás sorte e abundância, por isso o “Gnocchi della Fortuna”, da casa é servido nas unidades dos Estados Unidos, Tóquio, Moscou, Dubai, Coreia, Mumbai, e outros Serafinas, espalhados pelo Brasil.

O empresário Amir Maluf, um dos representantes da marca Serafina no Brasil, defende que os pratos mais aclamados da casa no mundo afora também estão em Cuiabá.

“Temos o compromisso de manter o Serafina como o mais respeitado restaurante italiano do Centro-Oeste, oportunizando o acesso aos mato-grossenses ao que tem de melhor no roteiro gastronômico mundial”, define Maluf. Para não ficar de fora do Festival de Nhoque é ideal fazer a reserva o quanto antes.

Tradição.

A lenda do Nhoque da Fortuna começou em um dia 29, durante o século IV. Quando um santo cristão chamado São Pantaleão vagava faminto por um vilarejo italiano a procura de um quente e gostoso prato de comida. Camuflado de andarilho, Pantaleão bateu na porta de uma das casas pedindo alimento. A família deixou o estranho entrar, mesmo desconfiada do sujeito e tendo pouca quantidade de comida para oferecer.

Leia Também:  Restaurante Italiano conquista Cuiabá e o mundo com uma gastronomia legitima

A refeição rendeu exatas 7 unidades de nhoque para cada um dos presentes na mesa. Em troca da gentileza, o santo deixou uma lembrança aos anfitriões. Ao recolher os pratos, a família se deu conta da presença de muitas moedas de ouro embaixo de cada louça. Após rodar o mundo, a história se transformou no ritual que é celebrado em diversos países.

Serafina: Trevo do Santa Rosa – Cuiabá
Reservas: (65) 9676-8381/ (65) 3027-4027

Por: Assessoria de Imprensa

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

Mato Grosso registra 242.846 casos e 5.651 óbitos

Publicado

na

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta segunda-feira (22.02), 242.846 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 5.651 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 1.074 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 242.846 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 7.398 estão em isolamento domiciliar e 228.675 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 327 internações em UTIs públicas e 309 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 74,83% para UTIs adulto e em 36% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (51.875), Rondonópolis (18.355), Várzea Grande (15.350), Sinop (12.579), Sorriso (10.141), Tangará da Serra (9.832), Lucas do Rio Verde (9.135), Primavera do Leste (7.218), Cáceres (5.412) e Nova Mutum (4.989).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

Leia Também:  Restaurante Italiano conquista Cuiabá e o mundo com uma gastronomia legitima

O documento ainda aponta que um total de 209.416 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 419 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

No último domingo (21), o Governo Federal confirmou o total de 10.168.174 casos da Covid-19 no Brasil e 246.504 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 10.139.148 casos da Covid-19 no Brasil e 245.977 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados de segunda-feira (22).

Recomendações

Já há uma vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

Leia Também:  MDR amplia prazo de inscrições para contratação de profissionais temporários aposentados

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Painel Epidemiológico 351

Fonte: AMM

Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA