Destaque

Escola aposta em projeto de mídias digitais para desenvolver protagonismo dos estudantes

Publicado

na

A Escola Estadual Gustavo Kulmann, em Cuiabá, inicia projeto de Mídias Digitais na Escolas com o Webnário Cibercultura e o Uso das Mídias Digitais Educacionais. O foco do trabalho é desenvolver de maneira interdisciplinar as habilidades elencadas nas Base Nacional Comum Curricular (BNCC) em cada ano exercitando a resolução de problemas e o protagonismo do aluno.

A coordenadora pedagógica Edineia Elaine Cardoso Santana destaca que nesse momento de pandemia o principal meio de passatempo dos alunos é o uso da internet e das mídias e, por isso, é importante que a escola seja mentora dos alunos em saber como usar esses recursos com reflexão, criticidade e responsabilidade. 

“O tema do Webnário é o pontapé inicial do Projeto que começa agora e daremos continuidade no ano de 2021. Afinal o ano letivo ainda não findou e queremos continuar inovando. Nesse projeto iremos utilizar as mídias digitais como meios de comunicação, a produção e distribuição de conteúdo principalmente podcast (programa de rádio gravado e que o ouvinte pode escutar quando quiser)”, assinala Edinéia.

A coordenadora acrescenta que o projeto vai trabalhar com produções escritas como os editoriais e classificados que enalteçam o que a comunidade escolar pode oferecer ou melhorar na vida dos estudantes.

A ideia do projeto surgiu após a coordenadora pedagógica observar as aulas online realizadas com os alunos dos sextos anos. Durante o acompanhamento, Edinéia percebeu o protagonismo dos alunos no uso das mídias digitais e como eles se desenvolveram nas aulas online, que incluem produções de vídeos, áudios, argumentações, criatividade nas resoluções das atividades proposta pelas professoras de algumas disciplinas.

A primeira transmissão envolvendo alunos, professores e comunidade escolar ocorreu na última quarta-feira (09.12) pelo canal do You tube da escola. “Foi um bate-papo sobre como as mídias digitais podem contribuir com a educação e como tirar o melhor proveito dela com sabedoria”, define a coordenadora.

Fonte: GOV MT

Leia Também:  Acidentes matam 95 em Cuiabá e Várzea Grande em 7 meses

Destaque

Governador e secretário de Saúde participam de ato de recebimento das vacinas do Ministério da Saúde

Publicado

na

A | A

O Governador Mauro Mendes e o secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, participam nesta segunda-feira (18.01) do ato simbólico de recebimento das vacinas contra a Covid-19, realizado pelo Ministério da Saúde.

O ato está marcado para as 7 horas (horário de Brasília), em Guarulhos, no Estado de São Paulo. Na ocasião, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, deverá anunciar quando as vacinas contra a Covid-19 serão enviadas aos Estados para dar início à imunização da população.

Plano Estadual

O Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria Estadual da Saúde (SES-MT), trabalha em uma força tarefa para que a vacina contra a Covid-19 chegue aos municípios o mais rápido possível. A ação faz parte do Plano Estadual de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 em Mato Grosso e prevê, caso necessário, o apoio de seis aeronaves do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer).

Com o objetivo de promover a adequada logística da vacina, com segurança, efetividade e equidade, a SES vai ampliar a Rede de Frio Estadual e já viabiliza uma Central Estadual e mais quatro Centrais Regionais (Barra do Garças, Cáceres, Rondonópolis e Sinop), assim como a aquisição de equipamentos de refrigeração e frota adequada para distribuição terrestre. O investimento estimado é de R$ 2,2 milhões.

Leia Também:  Carla Zambelli apresenta projeto de lei contra vacinação obrigatória para a Covid-19

A escolta dos materiais até os 14 polos de distribuição será feita pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), além das Polícias Federal e Rodoviária Federal e o Ministério da Defesa. Nos casos em que for necessário, o Ciopaer disponibilizará sua frota aérea para dar celeridade à distribuição.

Nos próximos dias, os 141 municípios de Mato Grosso começam a receber as agulhas e seringas que já se encontram em estoque e que serão utilizadas no plano de vacinação contra a Covid-19. A SES também providenciou a aquisição suplementar de 6,5 mil seringas para o enfrentamento de vacinação, com investimento na ordem de R$ 2,8 milhões.

Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA