Destaque

Novo acesso ao Terminal Rodoviário de Itiquira receberá pavimentação

Publicado

na

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra), assinou contrato para pavimentar 35,9 quilômetros da MT-040/299, em Itiquira (363 km de Cuiabá), o que vai permitir uma nova rota de acesso por via asfaltada ao Terminal Ferroviário no município.

O contrato foi assinado junto à Teccon S/A Construção e PavimentaçãoMT-040/299 – e compreende o trecho que vai do entroncamento da MT-461, passando pela sede do município de Itiquira, até chegar ao Terminal Ferroviário.  Serão investidos R$ 24,9 milhões na execução da obra. A ordem de início dos serviços ainda será emitida.

De acordo com om o secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira, a pavimentação desse trecho atende a uma determinação do governador Mauro Mendes, de melhorar a logística para o escoamento de grãos em Mato Grosso, estado considerado o maior produtor nacional, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

“A obra vai impactar sobremaneira na diminuição do custo do frete, dando aos produtores um maior incentivo para aumentar a produção agrícola. Isso vai contribuir para o desenvolvimento do agronegócio e da economia de Mato Grosso”, disse o secretário.

O terminal de Itiquira funciona desde 2012 e é um modal importante para o escoamento da produção, uma vez que compreende aproximadamente seis quilômetros de extensão e tem movimentação estimada de 2,5 milhões de toneladas por ano, em direção ao Porto de Santos (SP).

Além do impacto econômico, a pavimentação vai contribuir para o desenvolvimento do próprio município de Itiquira, pois os moradores terão mais uma alternativa asfaltada para chegar até a BR-163, pelas rodovias MT-370 e MT-299, e também o acesso ao terminal ferroviário facilitado.

Fonte: GOV MT

Leia Também:  Certidão do TSE deixa França apto a disputar eleição desse ano

Destaque

Governador e secretário de Saúde participam de ato de recebimento das vacinas do Ministério da Saúde

Publicado

na

A | A

O Governador Mauro Mendes e o secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, participam nesta segunda-feira (18.01) do ato simbólico de recebimento das vacinas contra a Covid-19, realizado pelo Ministério da Saúde.

O ato está marcado para as 7 horas (horário de Brasília), em Guarulhos, no Estado de São Paulo. Na ocasião, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, deverá anunciar quando as vacinas contra a Covid-19 serão enviadas aos Estados para dar início à imunização da população.

Plano Estadual

O Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria Estadual da Saúde (SES-MT), trabalha em uma força tarefa para que a vacina contra a Covid-19 chegue aos municípios o mais rápido possível. A ação faz parte do Plano Estadual de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 em Mato Grosso e prevê, caso necessário, o apoio de seis aeronaves do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer).

Com o objetivo de promover a adequada logística da vacina, com segurança, efetividade e equidade, a SES vai ampliar a Rede de Frio Estadual e já viabiliza uma Central Estadual e mais quatro Centrais Regionais (Barra do Garças, Cáceres, Rondonópolis e Sinop), assim como a aquisição de equipamentos de refrigeração e frota adequada para distribuição terrestre. O investimento estimado é de R$ 2,2 milhões.

Leia Também:  Escolas particulares terão acesso a crédito em MT

A escolta dos materiais até os 14 polos de distribuição será feita pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), além das Polícias Federal e Rodoviária Federal e o Ministério da Defesa. Nos casos em que for necessário, o Ciopaer disponibilizará sua frota aérea para dar celeridade à distribuição.

Nos próximos dias, os 141 municípios de Mato Grosso começam a receber as agulhas e seringas que já se encontram em estoque e que serão utilizadas no plano de vacinação contra a Covid-19. A SES também providenciou a aquisição suplementar de 6,5 mil seringas para o enfrentamento de vacinação, com investimento na ordem de R$ 2,8 milhões.

Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA