Política

Governo de MT presenteia sete municípios com investimentos de R$230 mi

Publicado

na

Sete municípios mato-grossenses comemoram aniversário nesta quinta-feira (10). São eles: Alto GarçasRondonópolis e Tesouro (67 anos), Torixoréu (64), Juscimeira e Nova Brasilândia (41) e Nova Lacerda (25).

Em todos eles, o Governo do Estado está presente com ações em infraestrutura, investindo R$ 230,2 milhões em 506 quilômetros de rodovias estaduais (entre pavimentação, restauração, reconstrução e manutenção), em educação e em saúde, beneficiando um total de 277 mil habitantes.

Alto Garças, 12.151 habitantes (distante 365 km de Cuiabá), avança na pavimentação de 26,7 km da MT-110, parte da interligação entre Alto Garças e Guiratinga. Investimentos de R$ 21,3 milhões. A previsão de entrega à população é no início do ano que vem.  

Juscimeira, 11.176 habitantes (distante 163 km de Cuiabá), é beneficiada com assinatura de convênio para manutenção de 231,32 km de rodovias não pavimentadas, incluindo 29 pontes de madeira, entre elas as MT-373 e MT-472. Investimentos de R$ 14,6 milhões pela Sinfra (Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística), com contrapartida de R$ 147 mil.     

Em Nova Brasilândia, 3.805 habitantes (distante 204 km de Cuiabá),  reconstrução de 9,97 km da MT-240, entre o km 220 e Nova Brasilândia;  pavimentação de 53,16 km da MT-140/MT-020, entre Nova Brasilândia e Planalto da Serra; e conclusão de duas pontes de concreto na MT-020, ambas com 92 metros, sobre os rios Ribeirão dos Cavalos e Finca Faca. No total, foram investidos R$ 106,7 milhões.                 

Em Nova Lacerda, 6.751 habitantes (distante 541 km de Cuiabá), previsto o início da pavimentação de 1,6 km entre Avenida Antônio Carlos do Amaral, no perímetro urbano e a MT-473. Investimento de R$ 2.4 milhões

Em Rondonópolis, 236.042 habitantes (222 km de Cuiabá), restaurados 108,2 km da MT-270, entre entroncamento MT-130, no município, e entroncamento da MT-110, em Guiratinga, melhorando o tráfego entre os dois municípios; e concluído o anel viário, com extensão de 16,04 km, onde se investiu R$ 7,137 milhões

Também em Rondonópolis, foram investidos R$ 9,45 milhões na construção de 18 salas de aula e uma quadra poliesportiva, reforma e ampliação e manutenção, beneficiando oito escolas estaduais do município.

Em Tesouro, 3.824 habitantes (374 km de Cuiabá), foi entregue, em 2019, 41,4 km pavimentados da MT-110, entre o entroncamento de Guiratinga e Tesouro, com investimento de R$ 56,7 milhões, e concluída ponte de concreto sobre o Rio Batovi, com 85 metros de extensão, na MT-110, no município. Investimento de R$ 2,4 milhões.                       

Por fim, em Torixoreu, 3.547 habitantes (505 km de Cuiabá), pavimentação de 18 km da MT-100 entre Torixoréu e Pontal do Araguaia, com investimento de R$ 19 milhões. Em licitação, melhoramentos em 45,4 km da MT-110, entre acesso a Ribeirãozinho e Torixoréu.

Em Tesouro, 3.824 habitantes (374 km de Cuiabá), foi entregue, em 2019, 41,4 km pavimentados da MT-110, entre o entroncamento de Guiratinga e Tesouro, com investimento de R$ 56,7 milhões, e concluída ponte de concreto sobre o Rio Batovi, com 85 metros de extensão, na MT-110, no município. Investimento de R$ 2,4 milhões

Por fim, em Torixoreu, 3.547 habitantes (505 km de Cuiabá), pavimentação de 18 km da MT-100 entre Torixoréu e Pontal do Araguaia, com investimento de R$ 19 milhões. Em licitação, melhoramentos em 45,4 km da MT-110, entre acesso a Ribeirãozinho e Torixoréu.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) repassou, aos sete municípios, um total de 23.250 testes rápidos (19.750 para Rondonópolis) para detecção do coronavírus, e mais de milhão (1.001.468) de comprimidos para combatê-lo, entre azitromicina (123.132), ivermectina (98.505) e dipirona (779.831), também distribuído em gotas, num total de 19.153 frascos.

Entre janeiro e setembro deste ano, foram repassados aos sete municípios aniversariantes R$ 239,14 milhões em ICMS, IPVA e Fethab, além de R$ 73,421 milhões em assistência social, transporte escolar, convênios na área de saúde e emendas parlamentares, entre 2019 e julho de 2020.

Economia: PIB de R$ 10,87 bilhões                                                                                                          

Capitaneados por Rondonópolis, que responde por 88% do total, o Produto Interno Bruto (PIB, de 2017) dos sete municípios soma R$ 10,87 bilhões, com o setor de serviços respondendo por R$ 4,9 bilhões; indústria, por R$ 2,322 bilhões; administração, R$ 1,527 bilhão; impostos, R$ 1,451 bilhão, e agropecuária, R$ 673 milhões.

Em Rondonópolis, com quatro distribuidoras de insumos, sete comerciais de sementes, oito indústrias (fertilizantes, ração animal e químicos) e duas agroindústrias (têxtil e leite), preponderam os setores de serviços e indústria, enquanto nos menores municípios, a agropecuária.

O PIB per capita médio é de R$ 31.200,07. O maior, registrado em Alto Garças é de R$ 46.426,35, e o menor, em Nova Brasilândia, de R$ 19.155,48.

Segundo os dados de 2019, do IBGE, o rebanho bovino soma 1,399 milhão de cabeças – com Nova Lacerda e Rondonópolis respondendo por mais da metade – das quais 27.157 vacas ordenhadas, com produção 29,37 milhões de litros de leite, avaliados em R$ 32,16 milhões.

O rebanho galináceo conta com 330.245 cabeças, das quais 128,8 mil galinhas, com 947 mil dúzias de ovos, avaliadas em R$ 5,8 milhões; e o rebanho suíno, com 55 mil cabeças, das quais 6,2 mil matrizes. Na piscicultura, foram produzidas 1,5 mil toneladas de peixes, com Juscimeira, Nova Lacerda e Rondonópolis respondendo por mais de 90% desta produção.

Na agropecuária (2019), as culturas comuns em todos os sete municípios são milho (686,8 mil toneladas) e soja (888,5 mil toneladas), seguida por algodão, com 85,58 mil toneladas cultivadas em quatro municípios (Alto Garças, Juscimeira, Rondonópolis e Torixoréo); mandioca, 10,7 mil toneladas em cinco municípios; cana-de-açúcar em quatro e banana em cinco.

Rondonópolis é o primeiro produtor estadual de coco-da-baía com 2,16 milhões de frutos, seguido por Torixoréu, com 750 mil frutos.

Cinco dos sete municípios (Alto Garças, Juscimeira, Nova Brasilândia, Rondonópolis e Tesouro) possuem área plantada com eucalipto, num total de quase 20 mil hectares.       

Fonte: GOV MT
Leia Também:  Moro converge com Bolsonaro sobre maioridade penal e posse de armas

Política

Peixoto de Azevedo terá uma nova escola no bairro Nova Esperança

Publicado

na

A Secretaria de Estado de Educação de Mato Grosso (Seduc) e a prefeitura de Peixoto de Azevedo (MT), na manhã de terça-feira (19), às 9h, no Palácio Paiaguás, firmam convênio para a construção da nova sede da Escola Estadual Luciene Cardoso de Oliveira, em Peixoto de Azevedo. Essa demanda atende a Indicação nº 4.800/2020, do deputado estadual Delegado Claudinei (PSL), com previsão de investimentos do governo estadual de cerca de R$ 4 milhões.

Essa unidade escolar foi demolida há aproximadamente três anos, devido às condições precárias e insalubres na estrutura física. De acordo com a moradora e presidente da Associação dos Conselhos Comunitário de Segurança Pública (Aconseg), Fátima Martins Guerrero, que levou a demanda ao parlamentar, a escola tinha uma quadra e um espaço enorme, mas foi preciso uma mobilização social junto aos promotores, representantes políticos, presidentes de bairro e a sociedade civil organizada para mostrar que o local não era seguro para a permanência de educadores e alunos.

“Fizemos tantas reivindicações que até demoliram a escola antiga. Há três anos, as crianças estão saindo de um bairro para ir para outro estudar, em um local provisório que, na verdade, era um abrigo indígena, uma casa de passagem. A criança anda bastante. Concretizando essa nova escola, vou ficar muito feliz”, comenta Fátima, que já mora há 13 anos no município.

Leia Também:  Governo reduz despesa com pessoal em mais de 7%

Estrutura – A nova estrutura contará com 10 salas de aula e uma quadra poliesportiva, localizada no bairro Nova Esperança. “Essa é uma boa notícia que recebemos essa manhã. Este é o um anseio dos moradores de Peixoto de Azevedo, que aguardam há alguns anos para a concretização da escola após ter sido demolida. Precisamos ter um espaço adequado para os professores e alunos para que seja produtivo o ensino e a aprendizagem”, comenta Claudinei.

O município de Peixoto de Azevedo fica a uma distância de cerca de 672 km, com uma população estimada de aproximadamente 33 mil, conforme dados levantados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística de 2015.

Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA