Opinião

Período sem movimentação

Publicado

na

É possível que devido a crise econômica do coronavírus, ficou a empresa por algum período sem movimentação.

Muitas vezes o empresário por ser neófito, pensa que seu profissional contábil não terá nenhum tipo de trabalho a fazer nos meses em que a empresa ficou sem movimentação.

Ele está equivocado.

A contabilidade terá que cumprir com as chamadas obrigações acessórias, dentre elas, o envio da (PGDAS) no caso do simples nacional, informando que não houve lançamentos financeiros.

Porém, por puro desconhecimento, pode o profissional, deixar de fornecer as informações conhecidas como (DCTF) ao fisco, o que por certo, provocará o lançamento de multa tributária por descumprimento de obrigação acessória.

É possível que devido a crise econômica do coronavírus, ficou a empresa por algum período sem movimentação

Ou seja, uma empresa poderá ficar sem movimentação por 2 a 3 meses, mas mesmo assim, terá que cumprir rigorosamente com as informações junto ao fisco, para que, não sobrevenha um presente de natal, conhecido como auto de infração tributário.

Leia Também:  O Ambiente, o Homem e o Futuro

De outro lado, no que se refere a legalidade das multas e seus valores, é certo que, têm sido muito discutido junto aos tribunais superiores, por chegarem há mais de 100% sobre o valor da operação.

Dessa forma, toda cautela no cumprimento de tais regras é pouco, a fim de proteger o contribuinte de surpresas desagradáveis.

Nesse passo, ao se deparar com uma empresa sem movimentação, é necessário toda prudência para não incorrer em tais violações tributárias.

Sendo assim, terá o contribuinte tranquilidade para operar sua empresa no retorno da movimentação financeira.

Rodrigo Furlanetti é consultor tributário em Mato Grosso.

Opinião

A mudança continua

Publicado

na

O ano que acabou de se despedir foi surpreendente para a elevação de procedimentos que realçam a beleza ou propõe transformação. E se você se pergunta os motivos, entre eles acredito que a segurança, a praticidade e a evolução nos tratamentos são responsáveis, colocando a harmonização orofacial entre as alternativas mais requisitadas.

Não por menos, no último mês a busca no Google por informações sobre rinomodelação disparou. Segundo os dados as buscas por essa intervenção aumentaram 4800% durante a pandemia.

E sabemos que nem é preciso se submeter a uma rinoplastia para ter um nariz dos sonhos. Hoje, a harmonização já evoluiu, podendo ter resultados temporários, em média 12 meses, ou mais, através de rinomodelação com a aplicação do ácido hialurônico, ou então o emprego da técnica “Nariz Perfeito”, indicada para quem tem nariz largo, ponta caída, dorso alto e outros detalhes que trazem o descontentamento diante ao espelho.

Se o desejo é ter o nariz empinado de forma imediata, sem dores e complicações é o procedimento mais indicado. E nesta tendência pela melhora da face os lábios também merecem atenção, e são campeões também em número de procedimentos, um lábio bem contornado e com volume adequado para cada rosto, sem dúvida traduz a beleza envolvente que homens e mulheres desejam.

Leia Também:  O Ambiente, o Homem e o Futuro

Ou seja, 2021 chega mantendo essas tendências que tanto cresceram no ano passado, revelando a busca pela aceitação da mudança na face como instrumento para fortalecer a autoestima, o prazer de viver e até mesmo das relações pessoais e corporativa.

Diante de um ano de tantos desafios, todos buscam mecanismos de fortalecimento, eles estão na espiritualidade, no ganho de conhecimento, nas relações prazerosas, e claro, na aprovação do que reflete no espelho. E esta mudança está acessível a muitos, e se depende dela pra nos sentirmos mais confiantes e gratos, não se deve deixar para depois, pois a mudança acontece com atitude. Então, vamos exercê-la.

Nayara Cerutti, odontóloga com atuação em harmonização orofacial

Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA