Cotidiano

Mato Grosso tem aumento de novos contaminados e mortes pela Covid-19

Publicado

na

O quadro de contaminados e de óbitos da Covid-19 em Mato Grosso tende a se agravar nos próximos dias. A informação foi divulgada pelo deputado Ludio Cabral (PT), durante a 21ª reunião extraordinária da Comissão de Saúde, Previdência e Assistência Social da Assembleia Legislativa, realizada hoje (3), pela manhã, quando o parlamentar mostrou os cálculos atualizados da Secretaria de Saúde do estado (SES).

O deputado compõe a Comissão e fez um balanço dos últimos dados divulgados pelo governo do estado, baseado em gráficos, onde demonstra que a doença aumentou gradativamente devido ao período das campanhas eleitorais entre os dias 10 e 28 de novembro.

“A preocupação que tínhamos sobre o aumento do número de casos da Covid em Mato Grosso está se confirmando. Estamos no meio da semana etimológica 49, que vai do dia 29 de novembro até o dia 5 de dezembro. A curva epidêmica está atualmente muito elevada e preocupa drasticamente. O cenário da semana 48 (23 a 28 de novembro) demonstra que houve um grande aumento de casos por causa das campanhas eleitorais”, alerta Cabral.

O deputado falou que na semana 49, equivalente de domingo até quinta-feira passada, portanto quatro dias, foram notificados 2.210 novos casos. De acordo com os números, se mantiver essa tendência para os próximos dias, essa semana fechará com uma nova elevação dos números, podendo chegar até 3.800 novos casos de infectados.

“Chegamos num patamar de movimento de descuido para novos casos da doença. Estou informando baseado em dados com gráficos. A média móvel diária de sete dias é de 515 casos entre os jovens. Um número muito alto com reflexo de movimentação até o dia 15 de novembro se mostrando preocupante”, avaliou o deputado.

Para Lúdio Cabral, se o número de casos continuar subindo, o governo do estado terá que tomar novas medidas preventivas para conter o aumento do covid em Mato Grosso.

“Observamos um aumento na taxa de contagem. Infelizmente, é uma segunda onda ou é uma elevação dentro da primeira onda. Ainda não temos essa definição porque o Estado não tinha baixado os números de casos e de óbitos. A tendência é uma retomada nos números de casos de infectados e também de óbitos em Mato Grosso. Nas próximas semanas teremos mais elevação, tanto para média dia de contaminados quanto para média óbitos diários”, prevê o parlamentar.

Cabral sugeriu que a Comissão de Saúde oficialize, a partir das análises dos números, que o Estado está vivendo uma nova elevação de casos.

“Pelos cálculos que venho acompanhando semanalmente, nós chegaríamos no início de fevereiro sem óbitos no Estado, porém, com esse aumento, infelizmente, a tendência foi revertida para um novo aumento de casos. Nas duas últimas semanas, os números de novos casos de contaminação e de mortes subiram muito. Esse é o cenário que estamos vivenciando hoje”, relatou ele.

Ao final da explanação, o parlamentar disse que a população não pode manter o comportamento que vem tendo, ou seja, sem uso de máscara e falta de distanciamento onde há aglomeração de pessoas e sugeriu precaução.

“Não se trata de isolamento social ainda, mas sim, de reforçar o diálogo de medidas de prevenção da doença. Muito provavelmente nos próximos dias teremos que tomar novas medidas para conter o rápido avanço da doença em Mato Grosso”, explicou ele.

O vice-presidente da comissão, deputado Dr. João (MDB) falou que o Estado tem um inimigo comum que é o Covid 19 e é com ele que a população tem que brigar.

Ele esclareceu que a Comissão de Saúde realizou 21 reuniões extraordinárias e quatro ordinárias para mostrar os dados e debater sobre a doença em Mato Grosso. Ao longo dessas reuniões, ele explicou que os principais assuntos debatidos foram preparar as unidades hospitalares para receber os pacientes; preparar tecnicamente os trabalhadores da saúde para receber os pacientes com suspeitas confirmadas e os portadores do vírus; contenção do avanço da doença no Estado; tratamento dos profissionais de saúde que contraíram a doença; atender os municípios mais distantes e carentes.

Diante do avanço da doença em Mato Grosso, Dr. João solicitou que a Comissão convoque um representante do governo para discutir o assunto e debater sobre as emendas que foram destinadas ao Hospital do Câncer.

“É importante a presença do governo para explicar o que aconteceu com a emenda de R$ 3 milhões para a UTI Pediatríca do hospital que não foi aplicada para melhorar a estrutura. Não temos qualquer resposta do Estado e por isso é importante para a Comissão saber o que aconteceu com o dinheiro”, disse ele.

Durante a reunião também foram apreciados quatro projetos de lei e seis ofícios. São eles:

PL 628/2020. Autor deputado Dr. João. Dispõe sobre a realização de teste de triagem neonatal para todas as crianças nascidas nos hospitais e demais estabelecimentos de atenção à saúde da rede pública no Estado de Mato Grosso e dá outras providências. Parecer com substitutivo integral.

PL 898/2020. Autor deputado Dr. Gimenez. Autoriza o Poder Executivo a criar o programa “Vida Nova Mulher Mastectomizada” de apoio às mulheres carentes mastectomizadas no Estado de Mato Grosso e dá outras providências.

PL – 899/2020. Autor deputado Dr. Gimenez. Dispõe sobre a campanha estadual de prevenção e combate ao câncer de ovário. Parecer Favorável.

PL – 893/2020. Autor deputado Dr. João.  Determina a obrigação de as empresas privadas que atuam sob a forma de prestação direta ou intermediação de serviços médico-hospitalares no âmbito do Estado de Mato Grosso a garantir e assegurar o atendimento integral e adequado às pessoas com deficiência. Parecer favorável.

Ofícios recebidos:

Ofício Nº 333/CM/2020, enviado pela Câmara Municipal de Tangará da Serra.

Ofício/Presid/FEHOSMT Nº 046/2020, enviado pela Federação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos do Estado de Mato Grosso.

Ofício/Presid/FEHOSMT Nº 047/2020, enviado pela Federação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos do Estado de Mato Grosso.

Ofício/Presid/FEHOSMT Nº 048/2020, enviado pela Federação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos do Estado de Mato Grosso.

Ofício/Presid/FEHOSMT Nº 049/2020, enviado pela Federação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos do Estado de Mato Grosso.

Ofício nº 004/AEI/PMMT, enviado pela Polícia Militar do Estado de Mato Grosso.

Fonte: GOV MT

Leia Também:  Estado entrega novos leitos para tratamento de pacientes da covid nesta terça-feira

Cotidiano

Governo assina convênios para pacote de obras em escolas, aquisição de micro-ônibus e equipamentos

Publicado

na

O Governo de Mato Grosso, por meio da secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT), firmará, na próxima terça-feira (19.01), mais de 50 convênios com 26 municípios, para a construção de novas escolas estaduais e de quadras poliesportivas, ampliação de unidades, além da aquisição de micro-ônibus, mobiliários e equipamentos.

Os convênios ultrapassam os R$ 40 milhões e fazem parte do pacote de investimentos do programa Mais MT. O evento será realizado no Palácio Paiaguás, às 9h.

Dentro do pacote está a construção de três novas escolas em Peixoto de Azevedo, Primavera do Leste e Querência.

Em Peixoto de Azevedo o convênio firmado direto com a prefeitura prevê um investimento do governo de R$ 3.995.000,00 e R$ 5.000,00 de contrapartida do município.

O projeto é de construção da Escola Estadual Luciene Cardos de Oliveira, com 10 salas de aula e uma quadra poliesportiva. O terreno fica no Loteamento Nova Esperança, nas ruas Manaus e Parnaíva.

Em Primavera do Leste, a nova unidade terá 16 salas de aula e quadra poliesportiva. Será construída no bairro Jardim Luciana. A prefeitura destaca que o bairro tem apresentado um grande crescimento populacional e precisa de infraestrutura para atender os moradores de toda a redondeza.

Leia Também:  Aprenda receitas típicas criadas por cuiabanos durante a Guerra do Paraguai

O investimento do governo do Estado será de R$ 7.495.000,00 e a contrapartida da prefeitura de R$ 5.000,00.

Em Querência, será construído o novo prédio da Escola Estadual Indígena Central Kisedje, com oito salas de aula. A escola atende alunos dos Anos Iniciais e Finais do Ensino Fundamental e do Ensino Médio. Neste prédio, o investimento do Estado será de R$ 1.995.000,00 com contrapartida de R$ 5.000,00 do município.

Ampliações e quadras

Os convênios também são para ampliações em oito escolas estaduais, localizadas em Campo Novo do Parecis, Nova Canaã do Norte, Sapezal e Sorriso. Cada unidade terá mais oito salas de aula, uma média de 240 novas vagas. As obras estão previstas para iniciar ainda no primeiro semestre.

Vinte e duas escolas vão ganhar uma nova quadra poliesportiva, possibilitando aos estudantes um espaço adequado para a prática de esportes. As quadras serão construídas em escolas de Campo Novo do Parecis, Figueirópolis D’Oeste, Juscimeira, Nortelândia, Nova Lacerda, Peixoto de Azevedo, Porto Alegre do Norte, Primavera do Leste, Querência, Santa Rita do Trivelato e Sorriso.

Leia Também:  Estado entrega novos leitos para tratamento de pacientes da covid nesta terça-feira

Em Campo Novo do Parecis, a obra de ampliação será na Escola Estadual Jardim do Ipês, no bairro com o mesmo nome. Além de um novo bloco escolar com oito salas de aula, serão construídos novos banheiros na unidade e uma quadra poliesportiva. O convênio assinado com a prefeitura totaliza R$ 1.500.000,00, sendo R$ 1.495.000,00 de investimentos do governo e R$ 5.000,00 de contrapartida do município.

Também em Campo Novo do Parecis, a Escola Estadual Marechal Cândido Rondon vai ganhar uma nova quadra poliesportiva (R$ 695.000,00 de investimentos do Estado e R$ 5.000,00 de contrapartida do município).

Em Itanhangá, a Escola Joaquim Barbosa vai ganhar mais oito salas de aula e também uma quadra poliesportiva. O projeto também prevê a instalação de posto de transformação para que a unidade possa receber climatização.

Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA