Cotidiano

Homem precisa criar o hábito de cuidar de si, alerta urologista do Mato Grosso Saúde

Publicado

na

A campanha do mês Novembro Azul é muito mais do que alertar para a prevenção do câncer de próstata. Ela reforça a necessidade de que o homem crie o hábito de se cuidar, conforme destaca a urologista Vanessa Guimarães, credenciada ao Mato Grosso Saúde pela Clínica Vida.

“O homem precisa criar o hábito de cuidar da própria saúde, assim como nós mulheres fazemos desde a adolescência. Isso é um traço cultural masculino, de ter dificuldade em procurar o atendimento médico. O homem costuma achar que é imbatível, que não precisa de cuidados, mas isso pode levar a descobrir uma doença séria já em estado avançado”, declara a médica.  

De acordo com a urologista, no Brasil, quase 40% dos homens até 39 anos, e 20% daqueles com mais de 40, só vão ao médico quando se sentem mal, o que é perigoso, pois o câncer de próstata é o segundo mais frequente em homens brasileiros, em primeiro está o câncer de pele. 

A médica aponta que, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), o ano de 2020 deve encerrar com 65 mil novos casos.

A doença

Localizada abaixo da bexiga, a próstata é uma glândula do sistema reprodutor masculino e no começo a doença não apresenta sintomas, às vezes quando eles aparecem o caso já está avançado, o que dificulta a cura. 

Entre os sintomas presentes estão dor óssea, dores ao urinar, vontade de urinar com frequência e presença de sangue na urina e/ou no sêmen.

Vanessa Guimarães comenta que entre os fatores de risco para a doença estão histórico familiar de câncer de próstata (pai, irmão e tio), obesidade e a raça: homens negros sofrem maior incidência deste tipo de câncer.

Diante dessas informações a urologista do Mato Grosso Saúde reforça, mais uma vez, a necessidade de garantir a cura através do diagnóstico precoce.

“Mesmo sem sintomas, os homens a partir dos 45 anos com fatores de risco ou 50 anos sem fatores de risco, devem ir ao urologista. O médico irá conversar sobre o exame de toque retal, que permite ao médico avaliar alterações da glândula, como endurecimento e presença de nódulos suspeitos, e sobre o exame de sangue PSA”, informa a urologista.

Cerca de 20% dos pacientes podem ser diagnosticados apenas pela alteração detectada no toque retal. Outros exames podem ser solicitados para complementar a suspeita de câncer, como uma biópsia, que vai retirar fragmentos da próstata para análise, guiada pelo ultrassom transretal.

“Vai depender de cada caso sobre qual será a melhor forma de tratamento, levando em conta o estado de saúde, o estágio da doença e a expectativa de vida. É importante conversar com o urologista, tirar dúvidas e quebrar os preconceitos. Detectar e tratar o câncer de próstata precocemente pode salvar vidas”, pontua a médica.

Prevenção

A prevenção pode ser realizada através de uma dieta rica em frutas, verduras, legumes, grãos e cereais integrais, e com menos gordura, principalmente as de origem animal, o que ajuda a diminuir o risco de câncer, como também de outras doenças crônicas não-transmissíveis. 

Outros hábitos saudáveis também são recomendados, como fazer no mínimo 30 minutos diários de atividade física, manter o peso adequado à altura, identificar e tratar adequadamente a hipertensão, diabetes e problemas de colesterol, diminuir o consumo de álcool e não fumar.

Fonte: GOV MT

Leia Também:  Moradores detêm homem que tentou estuprar mulher e agrediu outra em bar

Cotidiano

Governo assina convênios para pacote de obras em escolas, aquisição de micro-ônibus e equipamentos

Publicado

na

O Governo de Mato Grosso, por meio da secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT), firmará, na próxima terça-feira (19.01), mais de 50 convênios com 26 municípios, para a construção de novas escolas estaduais e de quadras poliesportivas, ampliação de unidades, além da aquisição de micro-ônibus, mobiliários e equipamentos.

Os convênios ultrapassam os R$ 40 milhões e fazem parte do pacote de investimentos do programa Mais MT. O evento será realizado no Palácio Paiaguás, às 9h.

Dentro do pacote está a construção de três novas escolas em Peixoto de Azevedo, Primavera do Leste e Querência.

Em Peixoto de Azevedo o convênio firmado direto com a prefeitura prevê um investimento do governo de R$ 3.995.000,00 e R$ 5.000,00 de contrapartida do município.

O projeto é de construção da Escola Estadual Luciene Cardos de Oliveira, com 10 salas de aula e uma quadra poliesportiva. O terreno fica no Loteamento Nova Esperança, nas ruas Manaus e Parnaíva.

Em Primavera do Leste, a nova unidade terá 16 salas de aula e quadra poliesportiva. Será construída no bairro Jardim Luciana. A prefeitura destaca que o bairro tem apresentado um grande crescimento populacional e precisa de infraestrutura para atender os moradores de toda a redondeza.

Leia Também:  Homem é preso após extraviar carga de 32 toneladas de milho em Querência

O investimento do governo do Estado será de R$ 7.495.000,00 e a contrapartida da prefeitura de R$ 5.000,00.

Em Querência, será construído o novo prédio da Escola Estadual Indígena Central Kisedje, com oito salas de aula. A escola atende alunos dos Anos Iniciais e Finais do Ensino Fundamental e do Ensino Médio. Neste prédio, o investimento do Estado será de R$ 1.995.000,00 com contrapartida de R$ 5.000,00 do município.

Ampliações e quadras

Os convênios também são para ampliações em oito escolas estaduais, localizadas em Campo Novo do Parecis, Nova Canaã do Norte, Sapezal e Sorriso. Cada unidade terá mais oito salas de aula, uma média de 240 novas vagas. As obras estão previstas para iniciar ainda no primeiro semestre.

Vinte e duas escolas vão ganhar uma nova quadra poliesportiva, possibilitando aos estudantes um espaço adequado para a prática de esportes. As quadras serão construídas em escolas de Campo Novo do Parecis, Figueirópolis D’Oeste, Juscimeira, Nortelândia, Nova Lacerda, Peixoto de Azevedo, Porto Alegre do Norte, Primavera do Leste, Querência, Santa Rita do Trivelato e Sorriso.

Leia Também:  Incêndio em Ecoponto é controlado e Secretaria vai registrar B.O para investigar causas

Em Campo Novo do Parecis, a obra de ampliação será na Escola Estadual Jardim do Ipês, no bairro com o mesmo nome. Além de um novo bloco escolar com oito salas de aula, serão construídos novos banheiros na unidade e uma quadra poliesportiva. O convênio assinado com a prefeitura totaliza R$ 1.500.000,00, sendo R$ 1.495.000,00 de investimentos do governo e R$ 5.000,00 de contrapartida do município.

Também em Campo Novo do Parecis, a Escola Estadual Marechal Cândido Rondon vai ganhar uma nova quadra poliesportiva (R$ 695.000,00 de investimentos do Estado e R$ 5.000,00 de contrapartida do município).

Em Itanhangá, a Escola Joaquim Barbosa vai ganhar mais oito salas de aula e também uma quadra poliesportiva. O projeto também prevê a instalação de posto de transformação para que a unidade possa receber climatização.

Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA