Cotidiano

Governo do Estado vai instalar mil novas câmeras de segurança em Mato Grosso

Publicado

na

Até 2022, o Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp) deverá receber mais mil câmeras de videomonitoramento. O incremento tecnológico denominado Projeto Águia faz parte do pacote de obras do programa Mais MT, do Governo de Mato Grosso. Para o aporte estrutural, que vai beneficiar a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) e outras pastas, serão investidos R$ 108 milhões. A ampliação corresponde a um aumento de mais de 340%.

O projeto visa a instalação de câmeras OCR (leitores ópticos de caracteres) nas vias públicas em todo o Estado, com foco na repressão dos índices criminais, tais como tráfico de drogas, roubo e furto de veículos, dentre outros.

As imagens capturadas pelas câmeras serão recebidas no Ciosp. Em caso de o veículo ter alguma queixa criminal, o alarme será acionado e os operadores informarão as forças policiais mais próximas para fazer a abordagem.

“É um investimento arrojado para a segurança pública de Mato Grosso. Nós já temos mapeados todos os pontos onde faremos este monitoramento e o objetivo do governador é fazer um cercamento virtual no Estado e permitir que as imagens sejam compartilhadas com outras pastas, beneficiando uma ação conjunta entre os órgãos do Poder Executivo”, frisou o secretário de Segurança Pública, Alexandre Bustamante.

Dentre as secretarias de Estado que receberão o compartilhamento das imagens está a de Fazenda (Sefaz), Meio Ambiente (Sema), Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Empresa de Tecnologia da Informação (MTI), Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea) e Instituto de Pesos e Medidas de Mato Grosso (IPEM/MTINMETRO).

As ações de comando e controle das câmeras estão dentro da Secretaria de Segurança Pública, por meio da adjunta de Integração Operacional (Saiop), que é também a unidade responsável por deflagrar as operações integradas em todo o estado.

“Cada órgão terá as imagens das câmeras mediante a sua atuação, seja por questões fiscais, meio ambiente, leis de trânsito, dentre outras. O importante é que nossa capacidade de atuação será ampliada”, enfatizou o secretário da Saiop, coronel PM Victor Fortes.

O programa Mais MT foi lançado em outubro deste ano e prevê recursos na ordem de R$ 9,5 bilhões em investimentos públicos durante a gestão (2019-2022). Deste montante total, 63% serão de recursos próprios do Governo de Mato Grosso, e o restante por meio de operações de crédito, convênios e emendas. Somente para a Sesp, R$ 766 milhões servirão para ampliar a qualidade do serviço disponibilizado ao cidadão.

Fiscalização

A Sesp opera atualmente com 283 câmeras, sendo 155 de videomonitoramento e 128 OCR. Os aparelhos estão instalados em pontos estratégicos de Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis, Cáceres e em rodovias estaduais.

A câmera OCR permite monitorar e analisar imagens instantaneamente e verificar em tempo real ilegalidades diversas, tais como carros roubados, documentação irregular e placas clonadas. O sistema também permite fazer buscas por placa, marca e modelo dos veículos, e também com base em características obtidas pelos operadores, como adesivos que tenham caracteres passíveis de leitura. Ao detectar algo suspeito, as informações são reunidas no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) que, após análise, aciona as forças de segurança.

Mais câmeras

Mato Grosso também integra, desde o início deste ano, o “Sistema Córtex”, do Governo Federal, por meio do Ministério da Justiça. Pelo sistema, imagens de mais de 11 mil câmeras de outros estados também chegam no Ciosp. O objetivo deste compartilhamento é ampliar a rede de atuação entre as forças de segurança na repressão aos ilícitos criminais.

Fonte: GOV MT
Leia Também:  Campanha incentiva doação de sangue durante mês do servidor público

Cotidiano

Governo assina convênios para pacote de obras em escolas, aquisição de micro-ônibus e equipamentos

Publicado

na

O Governo de Mato Grosso, por meio da secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT), firmará, na próxima terça-feira (19.01), mais de 50 convênios com 26 municípios, para a construção de novas escolas estaduais e de quadras poliesportivas, ampliação de unidades, além da aquisição de micro-ônibus, mobiliários e equipamentos.

Os convênios ultrapassam os R$ 40 milhões e fazem parte do pacote de investimentos do programa Mais MT. O evento será realizado no Palácio Paiaguás, às 9h.

Dentro do pacote está a construção de três novas escolas em Peixoto de Azevedo, Primavera do Leste e Querência.

Em Peixoto de Azevedo o convênio firmado direto com a prefeitura prevê um investimento do governo de R$ 3.995.000,00 e R$ 5.000,00 de contrapartida do município.

O projeto é de construção da Escola Estadual Luciene Cardos de Oliveira, com 10 salas de aula e uma quadra poliesportiva. O terreno fica no Loteamento Nova Esperança, nas ruas Manaus e Parnaíva.

Em Primavera do Leste, a nova unidade terá 16 salas de aula e quadra poliesportiva. Será construída no bairro Jardim Luciana. A prefeitura destaca que o bairro tem apresentado um grande crescimento populacional e precisa de infraestrutura para atender os moradores de toda a redondeza.

Leia Também:  Em 24 horas, são três mortes e 608 casos de Covid-19 em Mato Grosso

O investimento do governo do Estado será de R$ 7.495.000,00 e a contrapartida da prefeitura de R$ 5.000,00.

Em Querência, será construído o novo prédio da Escola Estadual Indígena Central Kisedje, com oito salas de aula. A escola atende alunos dos Anos Iniciais e Finais do Ensino Fundamental e do Ensino Médio. Neste prédio, o investimento do Estado será de R$ 1.995.000,00 com contrapartida de R$ 5.000,00 do município.

Ampliações e quadras

Os convênios também são para ampliações em oito escolas estaduais, localizadas em Campo Novo do Parecis, Nova Canaã do Norte, Sapezal e Sorriso. Cada unidade terá mais oito salas de aula, uma média de 240 novas vagas. As obras estão previstas para iniciar ainda no primeiro semestre.

Vinte e duas escolas vão ganhar uma nova quadra poliesportiva, possibilitando aos estudantes um espaço adequado para a prática de esportes. As quadras serão construídas em escolas de Campo Novo do Parecis, Figueirópolis D’Oeste, Juscimeira, Nortelândia, Nova Lacerda, Peixoto de Azevedo, Porto Alegre do Norte, Primavera do Leste, Querência, Santa Rita do Trivelato e Sorriso.

Leia Também:  Ministério libera R$ 2,044 milhões a obra para impulsionar turismo em Rondonópolis

Em Campo Novo do Parecis, a obra de ampliação será na Escola Estadual Jardim do Ipês, no bairro com o mesmo nome. Além de um novo bloco escolar com oito salas de aula, serão construídos novos banheiros na unidade e uma quadra poliesportiva. O convênio assinado com a prefeitura totaliza R$ 1.500.000,00, sendo R$ 1.495.000,00 de investimentos do governo e R$ 5.000,00 de contrapartida do município.

Também em Campo Novo do Parecis, a Escola Estadual Marechal Cândido Rondon vai ganhar uma nova quadra poliesportiva (R$ 695.000,00 de investimentos do Estado e R$ 5.000,00 de contrapartida do município).

Em Itanhangá, a Escola Joaquim Barbosa vai ganhar mais oito salas de aula e também uma quadra poliesportiva. O projeto também prevê a instalação de posto de transformação para que a unidade possa receber climatização.

Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA