Destaque

Sorteio do Nota MT premia mais 1.003 contribuintes

Publicado

na

A Secretaria de Fazenda realizou na manhã desta quinta-feira (12.11), o sorteio mensal de outubro do Programa Nota MT, premiando 1.003 contribuintes, que concorreram com notas emitidas entre os dias 01 a 31 do mês passado. Cinco ganhadores receberão prêmios de R$ 10 mil cada um, sendo dois de Várzea Grande e os demais de Sinop, Cuiabá e Rondonópolis. Outros 998 contribuintes foram sorteados com prêmios de R$ 500. Duas pessoas foram sorteadas mais de uma vez. ( Veja relação completa dos ganhadores anexa à matéria).

Os cinco contemplados que pediram o CPF na Nota e receberão o prêmio de R$ 10 mil são:  Ailton Gonçalo de Souza e Maria da Glória da Cruz Souza, de Várzea Grande; Gisele Oliveira de Almeida Velasco, de Cuiabá; Joselita de Souza Porto, de Rondonópolis e Luiz Henrique Gonzatto Neves, de Sinop.

Contribuintes que moram em outro Estado, também foram contemplados no sorteio nessa quinta-feira. São contribuintes que se cadastraram no Programa Nota MT e pediram a inclusão do CPF na nota fiscal em compras realizadas dentro de Mato Grosso. Eles residem em  Lavínia (SP), Barretos (SP), Santa Rita do Araguaia (GO) e Lago da Pedra (MA).

O Programa Nota MT ainda tem mais 3 sorteios a serem realizados este ano. O último sorteio retroativo do Nota MT será o mensal de maio, que acontecerá na próxima quinta-feira (19). Dele participam contribuintes cadastrados no Programa que pediram inclusão do CPF  em notas fiscais emitidas de 01 a 31 de maio.

Pagamentos

A Sefaz realiza o pagamento dos prêmios no mês subsequente da realização do sorteio. Ou seja, tanto o sorteio realizado nessa manhã como o do próximo dia 19, o pagamento será efetuado até o dia 31 de dezembro, desde que esteja com os dados bancários corretamente preenchidos.

A forma oficial de contato da Sefaz com os sorteados é por meio de e-mail do contribuinte, indicado quando fez o cadastro. Assim que é realizado o sorteio, o contemplado recebe a notificação que foi ganhador do prêmio.

A coordenação do Nota MT alerta os participantes, que qualquer outra forma de comunicação pode ser uma tentativa de fraude. A Sefaz não envia mensagens por SMS ou pelo whatsapp. Portanto, os ganhadores precisam ficar atentos, devido a recorrentes casos de golpes que estão acontecendo.

 A Sefaz entra em contato com o ganhador eventualmente, por exemplo, avisando que está perto de expirar o prazo de pagamento do prêmio, que é de 90 dias após a data do sorteio. Ou ainda, se o contribuinte não colocou os dados bancários no cadastro, ou preencheu incorretamente, o próprio ganhador precisa acessar o cadastro entrar com o login e senha e corrigir ou inseri-los os dados bancários.

Para participar do Nota MT os contribuintes precisam fazer um cadastro no site do Programa ou no aplicativo, e após realizar  o cadastro, ele precisa pedir a inclusão do CPF nas notas fiscais e assim poder participar dos sorteios do Programa Nota MT.

Fonte: GOV MT

Leia Também:  Mais bairros são beneficiados com construção de calçadas

Cotidiano

MEC determina retorno a aula presencial em universidades dia 4 de janeiro

Publicado

na

O Ministério da Educação publicou no Diário Oficial da União desta quarta-feira (2) portaria que determina que as aulas nas instituições federais de ensino superior deverão ocorrer, de forma presencial, a partir do dia 4 de janeiro de 2021.

Segundo o texto, as instituições devem ter um protocolo de biossegurança instituído pelo MEC.

Apesar do número de contaminados pelo coronavírus ter voltado a subir no País, a portaria, assinada pelo ministro Milton Ribeiro, determina que “os recursos educacionais digitais, tecnologias de informação e comunicação” deverão ser utilizados em caráter excepcional e de forma complementar.

A portaria autoriza aulas virtuais, no caso de autoridades locais suspenderem atividades letivas presenciais.

Será de responsabilidade das instituições a definição dos componentes curriculares que utilizarão os recursos educacionais digitais e a disponibilização de recursos aos alunos que permitam o acompanhamento das atividades letivas ofertadas.

Para os cursos de medicina, as aulas digitais só serão autorizadas para disciplinas teórico-cognitivas do primeiro ao quarto ano do curso.

Por Lorenna Rodrigues
Estadão Conteúdo – São Paulo
Leia Também:  Veja os candidatos a presidente definidos nas convenções partidárias
Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA