Destaque

“Minha memória vai se apagando vagarosamente”, diz Silvio Santos em carta

Publicado

na

Silvio Santos redigiu uma carta, divulgada nesta semana por familiares, para o prefácio do livro “Sonho Sequestrado”. A obra, escrita por Marcondes Gadelha, relata a corrida do apresentador às eleições presidenciais de 1989. 

Datada de 31 de julho de 2020, Silvio Santos se mostra espirituoso e fala sobre memórias perdidas: “Como muito de meus órgãos, incluindo o óbvio, que não funciona há muito tempo, minha memória a cada dia que passa vai se apagando vagarosamente. Este seu livro me lembra de acontecimentos que eu já tinha esquecido e me deixa emocionado a cada página que leio”.

apresentador do SBT também fala do início – e da desistência – da carreira política. “Considero que estava qualificado para exercer a Presidência da República e tenho certeza de que a equipe que escolheria, no mínimo, melhoraria as condições das pessoas mais necessitadas neste país. Parte do povo mais humilde do Brasil, infelizmente, ainda vive debaixo de pontes, em casebres de papelão ou de madeira, onde, muitas vezes, só tem um prato de feijão para comer e ainda precisa se preocupar com saúde e com os remédios que precisa tomar. Minha atuação seria voltada para esses temas que tanto  afligem a nossa pobre população. Os demais problemas do nosso país seriam enfrentados também pelo presidente Silvio Santos, mas preservada sempre a priordade dada à habitação e à saúde”.

Silvio afirmou também ter se emocionado com o que leu. “Você, com seu talento de escritor e generosidade de amigo, me deixou por diersos momentos com lágrimas de saudade e emoçãi ai trazer de volta aqueles compromissos”.

O comunicador também se questionou sobre como seria sua vida se tivesse vencido a eleição. “Hoje, com 90 anos, me pergunto se teria sido bom para mim, para a minha família, para a minha televisão e para as pessoas que gostam de mim ter colocado a faixa verde e amarela que estampa a capa do luvro. Sei, porém, qu teria sido bom para a causa. E isso me basta. O desafio, então, estava aceito em qualquer circuntância”.

Prestes a completar 90 anos, em 12 de dezembro, por conta da Covid-19, Silvio Santos está afastado dos estúdios do SBT 

Fonte: iG Gente

Leia Também:  Brasil registra primeiro caso de covid-19 em gato, no Mato Grosso
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cotidiano

SES promove capacitação para detecção precoce de casos de dengue, chikungunya e zika

Publicado

na

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), por meio da Superintendência de Vigilância em Saúde, realizará, entre a próxima quarta e sexta-feira (02 e 04.12), das 14h às 16h, capacitação de atualização para os profissionais da saúde pública e privada de Mato Grosso. A proposta do curso é qualificar as equipes para a detecção precoce dos casos de dengue, zika e febre de Chikungunya visando o atendimento oportuno, tratamento adequado e reabilitação dos pacientes.

“Manejo Clínico para Arboviroses Urbanas (Dengue, Chikungunya e Zika) em tempos de Covid-19”

Foto por: ESP-SES-MT

A atualização, intitulada “Manejo Clínico para Arboviroses Urbanas (Dengue, Chikungunya e Zika) em tempos de Covid-19”, acontecerá via web e será transmitida pela Escola de Saúde Pública por meio do canal no Youtube neste link.

A programação será transmitida para três turmas distintas, distribuídas por grupos das macrorregiões de saúde. Os municípios das regiões Leste e Norte serão capacitados na quarta-feira (02); na quinta-feira (03) será a vez das regiões Centro Norte e Centro Noroeste receberem a qualificação e na sexta-feira (04) os profissionais das regiões Oeste e Sul  encerram o ciclo de web atualização.

A diretora da Escola de Saúde Pública, Silvia Tomaz, explica que os profissionais de saúde terão a oportunidade de atualizar conhecimento sobre o tema, com o foco voltado para o diagnóstico e o tratamento dessas doenças que são endêmicas no Estado, melhorando ainda mais a assistência prestada à população. 

“A atividade contará com importante contribuição do médico infectologista Dalcy de Oliveira Albuquerque Filho, graduado em medicina pela UFRJ [Universidade Federal do Rio de Janeiro] e servidor aposentado da Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal, com especialização em Medicina Tropical e MBA em Gestão de Saúde de Controle de Infecção e referência de arboviroses urbanas para o estado de Mato Grosso”, destacou a diretora da Escola.

As apresentações e outros materiais técnicos e legais disponíveis, bem como a emissão de declarações de participação serão disponibilizados aos participantes que se cadastrarem antecipadamente na Plataforma AVA/Moodle da Escola de Saúde Pública neste link.

Serviço

A capacitação sobre “Manejo Clínico para Arboviroses Urbanas (Dengue, Chikungunya e Zika) em tempos de Covid-19” acontecerá entre quarta e sexta-feira (02 e 04.12), das 14h às 16h, por meio do canal no Youtube da Escola de Saúde Pública. A inscrição da atividade por ser feita neste link.

Fonte: GOV MT

Leia Também:  Forte chuva afeta a execução da coleta urbana de resíduos
Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA