Destaque

Ligações para o disque-denúncia aumentam mais de 11% de janeiro a setembro

Publicado

na

A parceria entre a polícia e a comunidade tem sido uma importante estratégia no combate ao tráfico de drogas na Região Metropolitana. Nos primeiros nove meses deste ano, 2.059 “bocas de fumo” foram alvos de denúncias anônimas feitas aos números de emergências da Polícia Judiciária Civil (197) e o Disque Denúncia Nacional (181).

Ao todo, foram recebidas 6.195 ligações de ocorrências diversas. O número é mais do que 11% maior que no mesmo período do ano passado, quando foram contabilizadas 5.553 ligações.

As ligações para os canais de emergência são recebidas pelo Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp), da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp). O total de atendimentos do 197 correspondem aos municípios de Cuiabá e Várzea Grande. No interior, as denúncias são direcionadas às delegacias municipais e regionais. Já o 181 recebe denúncias de todo o Estado.

Frente às ações preventivas para conter a Covid-19, 465 ligações foram feitas para denunciar aglomerações. Outros chamados foram por crimes de ameaça (247), infração ambiental (203) e estelionato (443), dentre outras.

Leia Também:  CULTURA/COMPORTAMENTO DO RURAL PARA O URBANO – BOIS CRIADOS COMO ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO

“Nossos canais de denúncias estão abertos a todo cidadão. É uma importante ferramenta para a atuação das forças policiais e servem para identificar autores de vários crimes. Neste ano tivemos esse diferencial das ocorrências que envolvem o período de pandemia. O aumento nos registros aponta que a população está atenta”, ressaltou a gerente de denúncias da Sesp, Daise Beckmann Morel Luck.

Ainda segundo Daise, logo após o recebimento da denúncia, a equipe de atendentes encaminha a unidade policial para a verificação e, em seguida, tem início a investigação. A identidade de quem denuncia é mantida em sigilo.

O Ciosp recepciona também os números de emergência da Polícia Militar (190), Corpo de Bombeiros Militar (193), Guarda Municipal (153), Trânsito do Município (118), Defesa Civil (199) e Polícia Rodoviária Federal (191).

Destaque

Governo decide manter aulas não presenciais; professores continuam em teletrabalho

Publicado

na

O Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Educação, levando em consideração a situação sanitária da pandemia da Covid-19 e as orientações de saúde, comunica que:

1. As aulas da rede pública estadual de ensino serão concluídas neste ano de 2020 de forma não presencial e irão até o dia 18 de dezembro. Ou seja, não haverá retorno de estudantes para aulas presenciais nas escolas neste ano;

2. Os professores da rede estadual continuarão a desempenhar as funções em teletrabalho. A portaria que irá regrar essa norma será publicada no início da próxima semana;

3. O atendimento realizado pela equipe gestora nas escolas e no órgão central (SEDUC) continuam de forma presencial, conforme estabelece o Decreto Estadual nº 662, de 6 de outubro de 2020;

4. A Secretaria de Educação esclarece que é obrigatória a participação dos alunos nas aulas, que continuam sendo ministradas na forma não presencial, seja com a distribuição de material didático impresso, ou por meio de plataforma online.

Leia Também:  Pazuello: vacina da Oxford chega em janeiro
Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA