Cotidiano

Onda de calor continua e Inmet alerta para risco de morte em MT

Publicado

na

Por Joanice de Deus |O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) voltou a emitir alerta de “grande perigo”, em razão de uma onda de calor em diversos municípios de Mato Grosso.

De acordo com o Inmet, a alta temperatura vai até a sexta-feira (9) e teve início pouco depois do meio-dia da segunda-feira (5).

O instituto informou ainda que há risco de morte por hipertermia, quando a temperatura corporal central vai acima de 40°C.

De acordo com o Inmet, durante este período, as temperaturas registrarão 5ºC acima da média na região.

O aviso registra alerta para as seguintes áreas: Distrito Federal, Centro-Sul, Nordeste, Norte, Sudeste e Sudoeste mato-grossense, Centro, Leste, Sul, Norte e Noroeste goiano, Sudeste, Sul e Ooeste tocantinense.

Em Mato Grosso, os municípios afetados são Cuiabá, Várzea Grande, Cáceres, Santo Antônio de Leverger, Acorizal, Alto Araguaia, Alto Boa Vista, Alto Garças, Alto Taquari, Alto Paraguai, Arenápolis, Araguaiana, Araguainha, Barão de Melgaço, Barra do Bugres, Barra do Garças, Bom Jesus do Araguaia, Curvelândia, Ipiranga do Norte, Pedra Preta, Planalto da Serra, Santo Afonso, Santo Antônio do Leste, Serra Nova Dourada, Vera e Água Boa.

Na Capital, a temperatura máxima prevista deve ficar entre 40ºC e 46ºC, entre esta quarta-feira (7) e até o próximo sábado (10).

Ao longo do período, a Umidade Relativa do Ar (URA) permanece baixa, atingindo mínimos em torno de 10%, quando o recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) é acima de 60%.

Com baixa URA, há risco de incêndios florestais e à saúde.

Em caso de emergência, o Inmet recomenda que a população contate a Defesa Civil pelo telefone 199.

Também deve ser aumentada ingestão de líquidos, evitar a prática de atividades físicas ao ar livre entre as 10 horas às 17h e evitar se expor ao sol e usar protetor solar.

Na semana passada, a Grande Cuiabá bateu recorde de calor, com os termômetros chegando aos 44ºC.

Isto significa que, desde que começaram as medições meteorológicas feitas pelo Inmet, nunca fez tanto calor na cidade.

Esta foi a maior temperatura medida desde dezembro de 1910, quando começaram as medições do Inmet em Cuiabá. Esta temperatura entra para lista das 10 maiores temperaturas registradas no Brasil pelo Inmet.

Até então, o recorde histórico de calor foi batido duas vezes em setembro de 2020. A primeira, com a marca 42,7°C, em 13 de setembro.

Fonte: Diário de Cuiabá
Leia Também:  Programa Endereço Certo passa a atender em novo horário

Cotidiano

Governo assina convênios para pacote de obras em escolas, aquisição de micro-ônibus e equipamentos

Publicado

na

O Governo de Mato Grosso, por meio da secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT), firmará, na próxima terça-feira (19.01), mais de 50 convênios com 26 municípios, para a construção de novas escolas estaduais e de quadras poliesportivas, ampliação de unidades, além da aquisição de micro-ônibus, mobiliários e equipamentos.

Os convênios ultrapassam os R$ 40 milhões e fazem parte do pacote de investimentos do programa Mais MT. O evento será realizado no Palácio Paiaguás, às 9h.

Dentro do pacote está a construção de três novas escolas em Peixoto de Azevedo, Primavera do Leste e Querência.

Em Peixoto de Azevedo o convênio firmado direto com a prefeitura prevê um investimento do governo de R$ 3.995.000,00 e R$ 5.000,00 de contrapartida do município.

O projeto é de construção da Escola Estadual Luciene Cardos de Oliveira, com 10 salas de aula e uma quadra poliesportiva. O terreno fica no Loteamento Nova Esperança, nas ruas Manaus e Parnaíva.

Em Primavera do Leste, a nova unidade terá 16 salas de aula e quadra poliesportiva. Será construída no bairro Jardim Luciana. A prefeitura destaca que o bairro tem apresentado um grande crescimento populacional e precisa de infraestrutura para atender os moradores de toda a redondeza.

Leia Também:  ALMT lamenta morte do ex-deputado Benedito Pinto

O investimento do governo do Estado será de R$ 7.495.000,00 e a contrapartida da prefeitura de R$ 5.000,00.

Em Querência, será construído o novo prédio da Escola Estadual Indígena Central Kisedje, com oito salas de aula. A escola atende alunos dos Anos Iniciais e Finais do Ensino Fundamental e do Ensino Médio. Neste prédio, o investimento do Estado será de R$ 1.995.000,00 com contrapartida de R$ 5.000,00 do município.

Ampliações e quadras

Os convênios também são para ampliações em oito escolas estaduais, localizadas em Campo Novo do Parecis, Nova Canaã do Norte, Sapezal e Sorriso. Cada unidade terá mais oito salas de aula, uma média de 240 novas vagas. As obras estão previstas para iniciar ainda no primeiro semestre.

Vinte e duas escolas vão ganhar uma nova quadra poliesportiva, possibilitando aos estudantes um espaço adequado para a prática de esportes. As quadras serão construídas em escolas de Campo Novo do Parecis, Figueirópolis D’Oeste, Juscimeira, Nortelândia, Nova Lacerda, Peixoto de Azevedo, Porto Alegre do Norte, Primavera do Leste, Querência, Santa Rita do Trivelato e Sorriso.

Leia Também:  Pantanal tem 16 tipos de vírus e aumenta o risco de transmissão

Em Campo Novo do Parecis, a obra de ampliação será na Escola Estadual Jardim do Ipês, no bairro com o mesmo nome. Além de um novo bloco escolar com oito salas de aula, serão construídos novos banheiros na unidade e uma quadra poliesportiva. O convênio assinado com a prefeitura totaliza R$ 1.500.000,00, sendo R$ 1.495.000,00 de investimentos do governo e R$ 5.000,00 de contrapartida do município.

Também em Campo Novo do Parecis, a Escola Estadual Marechal Cândido Rondon vai ganhar uma nova quadra poliesportiva (R$ 695.000,00 de investimentos do Estado e R$ 5.000,00 de contrapartida do município).

Em Itanhangá, a Escola Joaquim Barbosa vai ganhar mais oito salas de aula e também uma quadra poliesportiva. O projeto também prevê a instalação de posto de transformação para que a unidade possa receber climatização.

Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA