Destaque

Guerra de facção deixa um morto e três feridos em MT

Publicado

na

Por Téo Gomes |Era para ser uma chacina. Três pessoas foram baleadas. Uma morreu e duas ficaram feridas.

Um dos feridos é um adolescente de 16 anos, que está hospitalizado em estado grave.

A violência é o resultado de uma “guerra” entre facção rivais.  

 A vítima fatal foi o jovem Jean de Oliveira Silva, de 19 anos, que chegou a ser socorrido, mas morreu logo em seguida, em uma unidade de Saúde.

A tentativa de chacina, segundo a Polícia Militar, aconteceu na noite de terça-feira (6), no bairro São Cristóvão, na cidade de Tapurah (433 km a Médio-Norte de Cuiabá).

Um rapaz de 24 anos, ferido de raspão numa das pernas, conta que correu para um matagal e escapou da morte, quando dois homens em uma moto chegaram atirando.

Jean morreu morreu logo em seguida e o menor de 16 anos, devido à gravidade em seu estado de saúde, com risco de morte, teve que ser transferido para o Hospital Regional da cidade de Sorriso (440 km ao Norte da Capital).

GUERRA – A mulher de Jean contou aos policiais militares que o marido postou uma foto, nas redes sociais, se intitulando integrante do Comando Vermelho (CV).

A foto, segundo ela, revoltou os integrantes de outra facção criminosa, o Primeiro Comando da Capital (PCC), que começaram a perseguir o casal, que teve que mudar de cidade, pois era sendo ameaçado de morte.

A mulher contou ainda que, há quatro meses, ela e o marido se mudaram para a cidade de Tapurah, onde Jean foi executado.

Para ela, a morte ocorreu a mando dos “soldados do PCC”.

 A Polícia Civil foi acionada para fazer a liberação do corpo, e iniciou às investigações para oficializar os motivos dos crimes e tentar identificar e prender os dois pistoleiro que mataram o rapaz e fugiram em uma moto.

Fonte: Diário de Cuiabá

Leia Também:  Motociclistas recebem orientações sobre segurança na Semana Nacional do Trânsito

Destaque

Governo decide manter aulas não presenciais; professores continuam em teletrabalho

Publicado

na

O Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Educação, levando em consideração a situação sanitária da pandemia da Covid-19 e as orientações de saúde, comunica que:

1. As aulas da rede pública estadual de ensino serão concluídas neste ano de 2020 de forma não presencial e irão até o dia 18 de dezembro. Ou seja, não haverá retorno de estudantes para aulas presenciais nas escolas neste ano;

2. Os professores da rede estadual continuarão a desempenhar as funções em teletrabalho. A portaria que irá regrar essa norma será publicada no início da próxima semana;

3. O atendimento realizado pela equipe gestora nas escolas e no órgão central (SEDUC) continuam de forma presencial, conforme estabelece o Decreto Estadual nº 662, de 6 de outubro de 2020;

4. A Secretaria de Educação esclarece que é obrigatória a participação dos alunos nas aulas, que continuam sendo ministradas na forma não presencial, seja com a distribuição de material didático impresso, ou por meio de plataforma online.

Leia Também:  Embaixada dos EUA pede aos seus cidadãos que abandonem o Iraque
Continue lendo

PUBLICIDADE

POLÍTICA

ECONOMIA

VARIEDADES

MAIS LIDAS DA SEMANA