Queimadas podem prejudicar o abastecimento de energia, alerta FURNAS

Impactos preocupam ainda mais durante a pandemia. Só em junho, Mato Grosso registrou quase 2 mil focos de incêndios

As regiões Norte e Centro-Oeste do país encontram-se em período de estiagem atualmente e, com isso, os registros de queimadas ficam ainda mais evidentes. Somente no mês de junho deste ano, Mato Grosso registrou 1.960 focos de incêndios, segundo o Instituto de Pesquisas Espaciais (INPE). FURNAS alerta para as consequências do impacto do fogo nas linhas e torres de transmissão, o que pode comprometer o abastecimento de energia de cidades e regiões.

De julho de 2019 até junho deste ano, a empresa registrou 81 desligamentos de suas linhas de transmissão por causa de queimadas. Os estados mais afetados, em geral, são Mato Grosso, Tocantins e Goiás. O sistema de transmissão de FURNAS passa por esses estados, onde também estão localizadas diversas usinas e subestações da empresa.

“As queimadas, além de crime ambiental, passível de punição com detenção, podem provocar o desligamento de linhas de transmissão, pois a fumaça e fuligem produzidas reduzem a capacidade de isolamento natural do ar, podendo resultar na abertura de arco elétrico dos cabos condutores para o solo e, consequentemente, no desligamento da linha. A falta de energia pode impactar diretamente hospitais e serviços essenciais, o que é ainda mais preocupante em tempos de pandemia da Covid-19”, explica Ricardo Abdo, gerente de linhas de transmissão de FURNAS.

A empresa realiza regularmente campanhas de esclarecimentos junto à população para prevenção contra queimadas, visando conscientizá-la do perigo, do risco e visando reduzir tais ocorrências, tão prejudiciais ao meio ambiente, à saúde das pessoas e, também, ao sistema elétrico. Queimadas de grande porte, quando identificadas pela Empresa, são informadas ao Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) para que sejam tomadas as medidas operativas adequadas e necessárias.

FURNAS também oferece, além dos canais disponibilizados no site http://www.furnas.com.br/subsecao/153/fale-conosco um número de telefone (serviço gratuito que funciona 24 horas) para receber informações sobre queimadas: 0800 0252555.

Realizar queimadas próximas às instalações do setor elétrico é crime, conforme o Decreto 2.661, de julho de 1998, que proíbe atear fogo em uma faixa de 15 metros dos limites de segurança das linhas de transmissão de energia e de 100 metros ao redor das subestações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *